Xadrez Verbal Podcast #261 – Afeganistão, Cuba, Haiti e Europa

Episódio do meio do ano! Sabe o que isso significa? Isso, um bloco de o ano na História. Também vamos até a Etiópia, coFilipe Figueiredo e Matias Pinto vão até o Caribe, atualizar você sobre os eventos no Haiti e em Cuba. Também passamos pela Europa, com notícias sobre homofobia, eleições na Bulgária, em Moldova e corrupção na Santa Sé. Fomos ao Afeganistão, com a ofensiva do Talibã. Além disso tudo, giramos pelo mundo, a quinzena na História, Economia com a professora Vivian Almeida, peões da semana e dicas culturais fechando mais uma edição da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Livro A Família Mandible: 2029-2047, de Lionel Shriver

Fronteiras Invisíveis do Futebol #81 – Peru

Fronteiras Invisíveis do Futebol #15 – Israel

Matéria Itália se divide em chance de ouro para aprovar lei anti-discriminação de pessoas LGBTI, por Michele Oliveira

Xadrez Verbal #Especial – Acordo MERCOSUL-UE – Parte 2 – Rafael Mafra sobre designações geográficas

Xadrez Verbal #191 – Hong Kong, Europa e América Latina

Fronteiras Invisíveis do Futebol #20 – África do Sul

Xadrez Verbal #120 – COP23, África e América Latina

Xadrez Verbal #128 – América Latina, África do Sul e Coreia

Xadrez Verbal #129 – Oriente Médio, África e EUA

Coluna na Gazeta do Povo Os problemas do condenado embargo de Cuba pelos EUA

Fronteiras Invisíveis do Futebol #12 – Cuba

Matéria Fake news miram Cuba para inflar tamanho dos protestos e da repressão, diz cônsul em SP, por Rafael Balago

Matéria Cuba derruba internet para evitar novos protestos organizados por redes sociais, por Sylvia Colombo

Matéria Uma porta se abriu em Cuba, e não vai mais fechar, diz artista do movimento San Isidro, por Sylvia Colombo

Matéria É ilusão pensar que estrutura de repressão de Cuba está frágil, afirma cientista político, por Sylvia Colombo

Artigo Um grito: Padura escreve sobre as manifestações em Cuba, por Leonardo Padura

Livro I alone can fix it: Donald J. Trump’s catastrophic final year, de Carol D. Leonnig e Philip Rucker

Música de Encerramento Pou Ki Ayiti Kriye, por The Creole Choir of Cuba

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:02:15 – Giro de Notícias #01
  • 00:23:30 – Coluna Aberta: Oriente Médio
  • 00:43:20 – Efemérides: A Quinzena na História
  • 01:00:25 – Match: Velho Continente
  • 02:17:50 – Giro de Notícias #02
  • 02:49:50 – Xeque: crises políticas na Bacia do Caribe (Haiti, Cuba)
  • 04:40:00 – Gambito da Dama: trabalho e vida pessoal
  • 04:56:55 – Giro de Notícias #03
  • 05:15:55 – Peões da Quinzena
  • 05:17:30 – Sétimo Selo
  • 05:30:40 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

26 Comentários

  • Depois de ouvir “futebol” e “Charles”, já estava com medo do fundador da FA Cup também ser o Charles Miller.
    ~Gatilho~

  • Tenho uma amiga sansei que mora e trabalha no Japão (ela não se adaptou aos podcasts mas deixo meu beijo para a Nicoly) e o que ela tem visto e ouvido falar lá é que quem escolher trabalhar menos dias vai receber menos. Se isso for assim ninguém vai querer ter filho ganhando menos.

  • Cristiano Batista

    Na verdade não apenas uma vinícola gaucha pode produzir champanhe fora da França como o faz há mais de 100 anos. Estou falando da nossa (não tão) boa e velha conhecida Peterlongo, de Garibaldi, que adquiriu o direito ao uso do termo “champanhe” (ou champagne) em 1974 no STF, mesmo estando fora da França. A justificativa é que a empresa já produzia espumantes usando o método tradicional antes de a região francesa reclamar o DO (Denominação de Origem). Deem uma olhada na matéria linkada que tem mais detalhes sobre o caso: https://www.vidarural.pt/producao/conheca-a-unica-vinicola-brasileira-que-pode-usar-a-denominacao-champagne/

  • O guaraná Antárctica tinha no rótulo “guaraná champagne” e depois da DO acabou tendo que tirar.

  • Parabéns e obrigado pela cobertura sobre Cuba. Como sempre mantendo uma visão honesta, sem deixar de ser crítica. =D
    (Fiz questão de deixar o elogio porque imagino que vão receber muito xingamento por terem feito um bom trabalho).

  • caso alguem se interesse pela situação de belarus na segunda grade guerra, tem o filme soviético anti guerra come and see, é pesado. sobre a fuga de cérebros haiti, o produtor musical kaytranada é nascido em porto principe, mas quando criança mudou-se para montreal com a família e hj é um dos grandes produtores do hip-hop/r&b e outros.

  • Rodrigo Lazaresko

    Gostaria de agradecer o carinho da torcida ao mencionar a incursão do Filipe no idioma romeno.

  • Filipe conta pra gente como é fingir ser um carro na fila da vacinação? Imagino que a gente tenha que fazer isso aqui em Curitiba também, o que me lembra os temos de direito UEPG, quando após as festinhas a gente fingia ser carro no drivethru do mcdonald’s.
    Gostaria de pedir um abraço para os meus amigos Murilo Marochi e Thiago Sutil de Telêmaco Borba no Paraná.

  • Já que foi mencionado os atuais 349 membros do parlamento da Suécia, vou deixar aqui o fato curioso de que a eleição de 1973, quando o parlamento ainda tinha 350 membros, resultou em 175 acentos para a coalizão governista do partido socialista e 175 para a oposição liberal-conservadora. O resultado disso foi que o governo socialista continuou no poder e na situação curiosa onde o parlamento realizava sorteios para quebrar os contínuos empates nas votações de legislações.

    • Caros,

      Eu fiquei intrigado com o comentário do Mathias sobre a mudança geracional de Cuba e sua relação com poder ou participação política.

      Seria o caso de Cuba estar caminhando para uma gerontocracia nos moldes soviéticos? A questão demográfica na URSS foi muito relevante, com famílias ex-URSS tendo baixíssimas taxas de fecunidade e até uma posterior queda na expectativa de vida nesses países nos anos 90. E Cuba segue com taxas bem baixas. Fico imaginando o que isso pode acarretar politicamente.

      Saudações clublísticas atleticana!

  • Vale um adendo que a Polícia Militar alemã é uma espécie de divisão do exército, e as policia estaduais não são militares.

  • E aí, Filipe e Matias! Ouvindo a notícia sobre María Remedios e a participação feminina na independência da Argentina, lembrei da Maria Quitéria na Independência do Brasil, mais especificamente na Independência da Bahia, ocorrida neste mês de julho. Uma história incrível de uma mulher que se disfarçou de homem para se alistar e lutar contra os portugueses e foi tão destacada em batalhas que acabou, mesmo depois de descoberta sua identidade, permanecendo no Exército e sendo condecorada pelo próprio imperador. Hoje é a patrono do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro e lembrada como pioneira da participação feminina nas forças armadas. Infelizmente, é uma história ainda pouco difundida e conhecida no país.
    Se forem mencionar esse comentário no programa, mandem por favor um abraço ao grande amigo Kurkdjian, ouvinte fiel do programa! Abraços!

  • Vinicius de Almeida

    Sempre que o Filipe comenta sobre algum acontecimento que obrigue a evacuação de prédios, hospitais, escolas e etc. ele informa que “as pessoas foram evacudas”. Não posso deixar de lembrar de um episódio, se não me engano da quinta temporada, da brilhante série The Wire (HBO) em que o editor da redação do Baltimore Sun corrige sua colega numa matéria, afirmando que não foram as pessoas que foram evacudas, mas sim o local (seja ele qual for) que foi evacuado. Evacuar as pessoas significaria colocar um enema nelas e… Bem.. Muito fã do trabalho de vocês, forte abraço!

    Segue link da cena citada: https://youtu.be/h5d82ndui_s

  • Muito possivelmente o bloqueio de alguns sites na Internet em Cuba está sendo feito por firewalls ou roteadores da própria ilha.
    Se for o caso, não conheço forma que não envolva acesso não autorizado aos firewalls ou roteadores para contornar isso.

    • Complementando o comentário: Países onde os serviços de telecomunicações são muito concentrados na mão do estado, fica mais fácil para o governo bloquear o acesso.

      No Brasil ocorreu uma situação parecida em 2015 com o Whatsapp, porém teve provedor que não bloqueou o serviço.

  • “Se for o caso, não conheço forma que não envolva acesso não autorizado aos firewalls ou roteadores para contornar isso”.

    Eu estava me referindo à fala do Biden.

  • Núbia Gabriela Benício Chedid

    Parabéns pelo programa! Haiti e Cuba sensacionais! Aprendi o que é magnicídio. Não teremos programa porque vão se jogar nas Olimpíadas, né? Pode falar! Totalmente perdoável.

  • Luis Eduardo Reis

    Ótimo programa como sempre!

    Gostaria de sugerir que, como o Fronteiras Invisíveis está parado devido a pandemia, podiam convidar o Ubiratan, o livro, para contar algumas histórias rápidas sobre olímpiadas nesse período de jogos olímpicos. Por favor considerem a sugestão, só para matar a saudade do Fronteiras.

    Muito obrigado pelo conteúdo!

  • Caraca!!!!
    Aquela dica da Profa. Vivian “A Família Mandible: 2029-2047” é SACANAGEM!

    Eu sempre vou atrás dos livros que ela sugere (e que eu consiga achar no Audible), mas esse aqui é sacanagem.

    Ela deu essa dica meio tímida, mas eu quero um episódio no estilo “Book Club” só desse livro.

    Só pra dar um gostinho pra quem ainda não leu (eu também estou só no comecinho), mas esse livro pega vários modelos econômicos junta com uma série de atualidades do mundo financeiro (por exemplo, debt to GDP no EUA) e extrapola para um futuro próximo com um toque de distópico.

    Esse livro me lembra uma frase do Willian Gibson, um dos pioneiros do gênero Cyberpunk (que influenciou o filme Matrix), onde ele dizia “o futuro é agora”.

    Enfim, fica aqui minha tietagem à Profa. Vivian para que ela mergulhe nesse livro e fique como sugestão uma coluna onde ela escolha um aspecto do livro e o desconstrua.

  • Pingback: Xadrez Verbal Podcast #261 – Afeganistão, Cuba, Haiti e Europa -

  • Acho que teria sido bom se tivessem comentado que o voto de desconfiança que derrubou o ministro sueco não foi promovido pelo partido só “da direita”, mas pelo partido da *extrema* direita, com o qual os outros partidos tinham concordado em não colaborar (um acordo que — se poderia argumentar — a esquerda aparentemente quebrou ao votar a favor do voto de desconfiança).

    Eu sinto que a cobertura do XV nesse caso ficou muito “bonitinha”, de “esquerda boasona defendendo os pobres e oprimidos”; e que um bom complemento é o TLDR News EU, que tem dois vídeos sobre o assunto que dão uma outra imagem sobre o assunto.

  • Alguém indica para a Vivian a Série Years and Years, não sei se vai chegar aos pés do livro mas durante a anunciação da obra eu só consegui pensar nesse seriado que, pessoalmente, achei excelente

  • Pingback: Notícias de Sofá 017 - Bolsonaro, Cuba, e Olimpíadas - Maratona de Sofá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.