Xadrez Verbal Podcast #283 – Rússia invade a Ucrânia

O assunto principal não poderia ser outro que não a invasão da Ucrânia pela Rússia. Atualizamos vocês com tudo o que aconteceu nas duas últimas semanas, análises e cenários possíveis. O professor Guilherme Casarões aborda a viagem de Jair Bolsonaro pelo leste europeu, enquanto a professora Vivian Almeida explica parte das sanções econômicas contra a Rússia. Além disso tudo, giramos pelo mundo, a semana na História, peões da semana e dicas culturais abrindo mais um ano da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Livro Belo mundo, onde você está, de Sally Rooney

Livro O último império: os últimos dias da União Soviética, de Serhii Plokhy

Livro A guerra não tem rosto de mulher, Svetlana Aleksiévitch

Filme O sétimo selo

Xadrez Verbal #249 – Posse de Biden e Davos

Xadrez Verbal #126 – Rio Nilo, Oriente Médio e América Latina

Coluna na Gazeta do Povo 14 eleições para ficarmos de olho em 2022 – América

Coluna na Gazeta do Povo 14 eleições para ficarmos de olho em 2022 – África, Ásia e Oceania

Coluna na Gazeta do Povo 14 eleições para ficarmos de olho em 2022 – Europa

Matéria Japan court awards damages to victims of forced sterilisation for first time, por Justin McCurry

Matéria Holy guacamole: US gives green light to Mexico avocado imports after short ban, por Victoria Bekiempis

Xadrez Verbal #277 – Coluna Aberta: Velho Continente

Fronteiras Invisíveis do Futebol #65 – Finlândia

Livro A formação das almas: o imaginário da República no Brasil, de José Murilo de Carvalho

Minissérie Os filhos da guerra (Unsere Mütter, unsere Väter/Generation War)

Coluna na Gazeta do Povo Chernobyl e o ataque de decapitação contra a Ucrânia

Coluna Ucranianos tomam rota de fuga e UE e ONU se preparam para refugiados, por Jamil Chade

Fronteiras Invisíveis do Futebol #27 – Copa Africana de Nações

Xadrez Verbal #281 – Coluna Aberta: Velho Continente

Xadrez Verbal #157 – Coluna Aberta: Europa

Fronteiras Invisíveis do Futebol #45 – Rússia pt. 1

Fronteiras Invisíveis do Futebol #47 – Rússia pt. 2

Fronteiras Invisíveis do Futebol #4 – Ucrânia pt. 1

Fronteiras Invisíveis do Futebol #5 – Ucrânia pt. 2

Fronteiras Invisíveis do Futebol #93 – História da Lituânia

Fronteiras Invisíveis do Futebol #65 – Finlândia

Livro The Tragedy of Great Power Politics, de John J. Mearsheimer

Livro A tragédia da política das grandes potências, de John J. Mearsheimer

Palestra Why is Ukraine the West’s Fault?, por John Mearsheimer

Música de encerramento A Whiter Shade Of Pale, com Procol Harum

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:03:30 – Giro de Notícias #01
  • 00:23:15 – Coluna Aberta: Viagem de Bolsonaro ao Leste Europeu, com Guilherme Casarões
  • 00:42:30 – Efemérides: A Quinzena na História
  • 00:59:10 – Giro de Notícias#02
  • 01:24:30 – Match: Bacia do Pacífico
  • 02:27:25 – Xeque: Rússia versus Ucrânia
  • 05:08:00 – Gambito da Dama: Sistema SWIFT
  • 05:21:50 – Giro de Notícias #03
  • 05:33:20 – Peões da Semana
  • 05:36:15 – Sétimo Selo
  • 05:45:00 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

34 Comentários

  • Eu estava esperando desesperadamente, muito obrigado pelo conteúdo, pelo trabalho e seriedade, como sempre vocês são nota 10. Já vou da o play.

  • Estava dando até F5 no site esperando esse sair.

  • O xeque (parte que fala da invasão da Ucrania) começa em 2h27min do podcast.

  • Anderson do Nascimento Beserra

    O Matias perdeu a chance de acrescentar “e às portas da Terceira Guerra Mundial” na sua rima de abertura. Kkkkkk

  • Um dos mais esperados dos últimos anos, sem dúvida.

  • Saudações Filipe e Matias.
    Parabéns pelo conteúdo muito didático e completo.
    Sobre a maior assunto, só discordo dos relatores em relação à OTAN, para mim ela acaba agindo mais como um desestabilizador da região pela presença de membros do outro lado do atlântico(O nome diz sobre huahuah, mas ainda assim).
    Abraços

  • Gilberto Magalhães Leite Filho

    Apenas uma curiosidade: apesar de parecer, a expressão “pra inglês ver” não é exclusivamente brasileira, sendo também utilizada de maneira idêntica em terras lusitanas.

  • “Ah, a Rússia não vai invadir a Ucrânia…
    É inverno, o mundo todo vai condenar, etc”

    Errooouuu Felipe 👎

  • Ótimo programa, ouvindo os encerramentos foi falado das chuvas, Gostaria de lembrar também que Rondônia esta sofrendo com graves alagamentos que não estão sendo de maneira nenhuma comentados em lugar nenhum.

    • Realmente a situação do Rondônia está bem difícil, mas infelizmente a maior parte da mídia só fala dos problemas do Sudeste e Sul.

  • pra quem acompanha desde o primeiro episódio como eu, não se surpreende mto com o conteúdo, mas cara, filipe é um deus na moral kkkkk, adoro esses dois, são como família já, e o matias é o cara mais oráculo que tem. abraço pessoal!

  • Filipe, o livro que vc falou sobre o Joe Biden é o “Red Handed: How American Elites Get Rich Helping China Win” do Peter Scweizer? Ou

  • João Vinícius Morais

    Mais um excelente episódio (como sempre)! Parabéns, Filipe e Matias!
    Programa extremamente necessário para todos ouvirem.

  • Uma dica de leitura que gostaria de dar, mas infelizmente não existem livros traduzidos, são os livros de Peter Zeihan, analista geopolítico que palestra sobre geopolítica Mundial, e que diga-se de passagem previu a invasão Russa da Ucrânia.

    Ele comenta e muito sobre o isolacionismo econômico e energético americano que irá ocorrer neste século, e desmonte da ordem globalizada, e retorno de antigos jogadores no cenário mundial como a Turquia.

    • O retorno da Turquia fica especialmente interessante com a informação de que a Europa busca alternativas energéticas à Rússia; e uma das opções viáveis é a reserva de gás natural pelos lados a fronteira com a Grécia, como mencionado pelo Filipe no final do episódio

  • Diogo Maia de Carvalho

    Excelente programa como sempre. Um bom filme para entender como a Segunda Guerra afetou a região da Bielorrúsia é o Vá e Veja, mas definitivamente não é uma obra bonitinha de ver. É indigesta, desagradável, etc, mas os conflitos bélicos são assim mesmo.

    Pra terminar: A Whiter Shade Of Pale é a música favorita do Paul MacCartney.

    Abraços de BH.

  • Vocês são fera !
    Obrigado pelo empenho e por trazer tanta informação de qualidade que nos ajuda a entender melhor os tempos de hoje 💪🏻👊🏻

  • só agradecer. programa histórico. ainda por cima acabou com a música mais linda desse mundo. viva o xadrez verbal

  • Como sempre, programa IMPECÁVEL! Muito importante a conscientização a respeito da “fetichização” da guerra. E, se eu pudesse, emoldurava a análise histórica e geopolítica do conflito na Ucrânia.
    Obrigado, Filipe e Matias!

  • Primeiramente Filipe e Matias, mais uma vez queria parabenizar a cobertura praticamente impecável de vocês de toda essa situação da Ucrânia e Rússia, falando de todas as partes, dando ênfase inclusive do discurso das nações Africanas e na diferença de como os estados nacionais europeus, africanos, americanos foram formados, e no que impacta na política externa de todos agentes envolvidos.

    Vocês devem falar isso no próximo podcast, mas queria saber mais se a questão da Servia pode escalar por agora, bem antes das eleições na Bósnia? O Putin poderia “inflamar os ânimos” nessa região pra começar uma escalada maior e até desviar um pouco a atenção/foco da Ucrânia?

    Mais uma vez parabéns e obrigado por nos manter sempre informados de todas as vertentes.

  • Cainã Souza Leite

    Queria agradecer os dois pelas lembranças em Petrópolis. Sou ouvinte a mtos anos e daqueles que não comenta hj vim agradecer. Sou guarda parque e brigadista contra incêndio florestais, atuei no resgates e posso dizer que nossa cidade tá destruída.
    Valeu também a divulgação do CDDH cresci nessa organização e fico feliz dela estar sempre na frente dessas tragédias ajudando.

  • Impecável. Completo. Complexo e Claro. Parabéns!

  • Não consigo descrever o quanto eu estava ansioso por esse programa! Obrigado Matias e Filipe pelo conteúdo mais abrangente de política externa que eu conheço em língua portuguesa.

  • Não sou especialista e nem tenho conhecimento jurídico, apenas gostaria de compartilhar um pensamento que tive sobre a questão do longo prazo do aborto na Colômbia. Aqui no Brasil é legalizado o aborto em alguns casos, porém acontece muito de tanto a justiça quanto os hospitais postergarem a situação até passar do limite no qual é permitido o aborto. Justamente como forma de impedir q a mulher aborte. Sendo assim, talvez esse prazo enorme (que eu considero exagero) tenha sido colocado por existirem muitas situações semelhantes com as que ocorrem no Brasil.

    http://g1.globo.com/profissao-reporter/noticia/2017/08/mulheres-que-tem-direito-ao-aborto-enfrentam-dificuldades-no-brasil.html

  • Pingback: Atendendo a pedidos, fontes MUITO melhores do que eu sobre a guerra na Ucrânia

  • Ficou muito boa essa cobertura e completa!
    Vcs têm razão não tem como falar sobre essa guerra sem apurar as informações antes e tal. Porque, muita gente está falando idiotice sobre o conflito sem ter o conhecimento da História dos países, só para ganhar “likes”.
    Enfim, tomará que acabe logo isso, vcs incríveis.
    Ñ sabia sobre a história da “5ª coluna”, bem interessante.

    Obrigada ❤

  • Eu sei que todo mundo ta comentando isso, mas não tem como não elogiar, que episodio maravilhoso! Está muito difícil de acompanhar esse conflito pois há muita desinformação, propaganda e notícias falsas dos dois lados. Por mais que o programa fique datado logo, é muito bom ver uma análise um pouco mais sóbria fora do calor que foi das notícias dos primeiros dias.
    Mas gostaria de ser um pouco advogado do diabo aqui em relação as críticas de que vocês “erraram”. Por mais que vocês tinham ditos que uma guerra não era impossível, 75 dias é um período relativamente curto de tempo nessas questões geopolíticas. Então dá a impressão que a guerra começou cedo. Eu mesmo não imaginava uma guerra tão cedo, e até desdenhei um pouco do alarmismo das tensões de tanto ver “Lula preso amanhã “.
    Porém uma coisa que eu não entendo até agora ( e o que me fez também duvidar da possibilidade de um conflito), quais seriam os lucros que o Putin teria com essa guerra? Vocês mesmo falaram em outros episódios é que pra ter uma guerra o lucros dos ganhos devem ser maiores que os riscos dos prejuízos, e pra mim não há nenhum lucro pra uma guerra nessa escala. Mesmo com o objetivo de desviar a atenção na tragédia da COVID eu acho que seria muito mais lucrativo para o Putin se livrar do governo da Ucrânia por outros meios; financiando um golpe ou revolta, ou simplesmente envenenando o presidente. Agora com essa invasão, ele está isolado globalmente, está mais impopular internamente, está acabando com a economia e vai deixar um sentimento anti-russo enorme na Ucrânia por gerações. Um prejuízo absurdo para um presidente que nos últimos anos sempre atuou muito pragmaticamente para atingir seus objetivos no tabuleiro global.
    E eu gostaria de saber se agora com essa invasão vai ter algum movimento de países para criar algum mecanismo na ONU pra punir automaticamente países que fizerem ações como essa, seja a Rússia, EUA, China ou até mesmo a Gloriosa República de Vanuatu ?
    E uma outra coisa que eu gostaria que vocês analisassem é a questão do quanto o Biden ter ganhado a presidência influenciou isso? Pois eu vi muita gente afirmando ou ironizando que se o Trump tivesse ganhado nada disso teria acontecido.

    E uma sugestão, acho que seria legal, quando possivel, ter uma ou outra coluna da professora Viviam junto com vocês. Na coluna desse programa, por exemplo, seria mais interessante com vocês comentando juntos seja para dar outras informações ou para fazer perguntas que as vezes o ouvinte teria, assim como é nos quadros com o Átila .

  • Ouvir vocês pedindo desculpas por não ter acertado tudo é a mesma coisa que ouvir Pelé pedir desculpas por não ter feito aquele gol no Ladislao.
    Tenho lido e ouvindo várias análises e notícias, infelizmente tive que deixar o programa de vocês por último, e vem escutar achando que não iria encontrar muita informação complementar aqui no podcast de vocês. Mas como sempre me surpreende positivamente com programa fantástico que vocês publicaram. Realmente via que uma análise diferente do que está sendo oferecido na mídia brasileira e na mídia a qual eu tive acesso também. Parabéns pelo trabalho. O desafio essa semana era gigante e vocês se mostraram, como sempre, a altura desse desafio.

  • Parabéns pelo ótimo trabalho de sempre.
    Ficou em segundo plano no episódio, contudo , gostaria de comentar sobre a questão do plantio de abacates em Michoacán no México. O abacate em terras mexicanas é conhecido como “ouro verde” e o Estado de Michoacán vivencia uma série de conflitos atrelados ao plantio do mesmo. Existem várias comunidades no Estado que possuem terras de uso comunal, muitas delas com bosques preservados. Os narco-traficantes que dominam boa parte da região como o cartel de Jalisco Nova Geração e “Los Viagras” tem a prática de colocarem fogo nas terras comunais para abrir terreno para o plantio de abacates, a apropriação do território é feita com muita violência, ameaças e conivência do poder público. Existe o caso específico do “pueblo” de Cherán, um povoado indígena de 15 mil habitantes que já cansado dos abusos dos narco-traficantes , chamados por eles de narco-madeireiros pega em armas e expulsa os traficantes, a polícia local e o prefeito iniciando um processo de autonomia política. Tenho um livro sobre o assunto que se Chama “Revolução e Emancipação: Cherán contra o Estado”, fruto de minha pesquisa de mestrado e de um período morando na região. Segue o link:
    https://www.editoraappris.com.br/produto/4865-revoluo-e-emancipao-chern-contra-o-estado
    Desculpa o Jabá e me coloco a disposição para qualquer coisa que precisarem.
    Novamente muito obrigado pelo trabalho de vocês acompanho desde os primórdios.

  • Pingback: 10 anos de Raspberry Pi e outros links legais – Manual do Usuário

  • Por meio do canal leitura obriga história recebi a recomendação sobre o canal xadrez verbal que tem boas referências e contribui demais para informações e atualizações de notícias. Agradeço.

  • No episódio, o Filipe recomendou “A guerra não tem rosto de mulher”. O livro estava disponível na biblioteca perto de casa e decidi conferir. Já tinha lido “Vozes de Tchernóbil” e gostado muito, mas fiquei sem coragem de encarar outros da autora – Tchernóbil doeu muito, foi uma leitura difícil. “A guerra não tem rosto de mulher” não é mais fácil – talvez consiga mesclar o sofrimento, o cotidiano e todos os lados de ser uma mulher num momento de suspensão de tudo de uma maneira que não requeira (para mim) tantas pausas de respiro na leitura. Talvez o mundo só deixou a carapaça mais dura nos últimos anos. De todo modo, queria agradecer ao Filipe e ao Xadrez Verbal pela indicação, é uma leitura realmente muito boa.

Deixe uma resposta para Gilberto Magalhães Leite Filho Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.