Xadrez Verbal Podcast #252 – Paraguai, Europa e Oriente Médio

Sou do Paraguai e vim aqui para podcast! “Para o quê?” Paraguai! A chapa tá esquentando para o presidente Marito. Também giramos pela Europa, com eleições nos Países Baixos, crise na Espanha e vigilância na Alemanha. Viajamos pelo Oriente Médio, com acordo na Líbia, pleito em Israel e o Papa no Iraque. Além disso, giramos pelo mundo, a quinzena na História, Economia com a professora Vivian Almeida, peões da semana e dicas culturais fechando mais uma edição da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Livro História concisa da Itália, de Christopher Duggan

Livro Tito’s Partisans 1941-45, de Velimir Vuksic

Livro Lutando na Espanha, de George Orwell

Filme Lances inocentes

Matéria Paraguai na encruzilhada, por Sylvia Colombo

Matéria Dossiê liga Banco Mundial a violações ambientais na Amazônia, por Nádia Pontes

Declaração Conjunta Brasil-Israel, Jerusalém, 7 de março de 2021

Matéria Nigerian schoolboys freed as forces search for 300 abducted girls, por Seun Sanni e Afolabi Sotunde

Coluna na Gazeta do Povo As contradições no plano de Joe Biden para o Afeganistão

Fronteiras Invisíveis do Futebol #92 – História de Veneza

Nerdologia História de Veneza e suas máscaras

Fronteiras Invisíveis do Futebol #87 – Commonwealth

Fronteiras Invisíveis do Futebol #40 – Índia

Matéria Espanha vive terremoto político com queda do Governo de Madri e convocação de eleições em plena pandemia, por Carlos E. Cué

Notícia Lucha libre wrestlers enforce wearing of Covid masks at Mexican market (vídeo)

Fronteiras Invisíveis do Futebol #76 – Filipinas

Música de Encerramento Buenos Aires hora cero, com Astor Piazzolla

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:08:35 – Giro de Notícias #01
  • 00:28:25 – Coluna Aberta: Oriente Médio
  • 00:57:00 – Efemérides: A quinzena na História
  • 01:09:05 – Match: Velho Continente
  • 02:11:30 – Giro de Notícias #02
  • 02:27:35 – Xeque: América Latina
  • 03:25:15 – Gambito da Dama: Brasil e relações exteriores
  • 03:41:15 – Giro de Notícias #03
  • 04:08:10 – Peões da Quinzena
  • 04:09:50 – Sétimo Selo
  • 04:20:45 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

 

25 Comentários

  • Apenas registrar a imensa admiração pelo Xadrez Verbal! Acompanho desde os programas 70s e sou apaixonada por vocês! Saudades do Fronteiras também, já mandei meu email para os parlamentares de MG exigindo a vacina, hahaha (aliás, pós pandemia levarei quitutes de MG pro estúdio). Obrigada pelo serviço de difusão do conhecimento que realizam! ❤

  • Filipe, querido…só respondendo, o que deu na Kátia Abreu em relação à rinha de galo foi um surto de Kátia Abreu.
    Tenho que dizer que dentre os bichineos resgatados que eu cuido há dois ex galos de rinha que depois de reabilitados (com muito sangue, suor e lágrimas ) se revelaram dois bichinhos fofos que gostam de colinho e cafuné.
    Lado outro, defendo a rinha de integrantes da bancada ruralista, feito a Sra Kátia, com bolsonaristas … porque me parece que a briga tem potencial pra ser boa, embora possa haver animais irracionais igualmente envolvidos no processo.

  • Sobre as cores de São Patrício, durante o domínio britânico a cor azul também foi associada ao santo, muito por conta da Order of St. Patrick da cavalaria britânica, criada em 1783. Inclusive a referência da cor acaba sendo St. Patrick’s blue!
    https://www.smithsonianmag.com/arts-culture/should-st-patricks-day-be-blue-180954572/

    Mesmo hoje o azul aparece no brasão de armas e no fundo da bandeira presidencial irlandesa (ambas com a harpa, que também faz parte do brasão da realeza britânica).

  • E pensar que vim seco esperando escutar Sandro Becker com “A véia debaixo da cama”, mas, no próximo programa, o esquecimento da referencia a anedota boliviana não pode passar em branco! Pachamama não vai perdoar!

  • Oi queridos,

    Entao o azeite de dende deu parcialmente o nome a Palmolive, que na

    So uma correcao, GREED significa ganancia e GREEDY, ganacioso, nao tem A na palavra.

    Beijos!

  • Filipe, sobre as eleições aqui nos Países Baixos, você comentou que o partido que cresceria seria “os verdes”, que não teria um crescimento da esquerda. O partido verde que está em crescimento na realidade é chamado de “Verde-Esquerda”, seria uma mistura do Die Linke da Alemanha com um partido verde. O Groen-Links é um partido que tem como um dos partidos membros fundadores, o Partido Comunista dos Países Baixos (segue: https://en.wikipedia.org/wiki/GroenLinks), por exemplo. Assim como o Die Linke alemão. Então eu não sei se eu pessoalmente categorizaria um Groen-Links como um partido verde tradicional. Tem o Partido Animal que angaria um pouco dos votos verdes que tem relevância também. Abs de Amsterdam e parabéns por outro ótimo programa.

    • Filipe, complementando meu comentário acima. No fim o Groen-Links perderam metade dos acentos. Quem ganhou 1 acento foi o partido dos animais PvdD. Além disso, os partidos da direita radical eurocética ganharam vários acentos, enquanto o PVV de extrema direita perdeu coisa de 1 ou 2 acentos. O D66, partido liberal progressista, tipo uma Rede Sustentabilidade do Brasil, ganharam alguns acentos, mas eles coligam com o Rutte. No fim, esse grande PSDBzão holandês vai continuar governando por alguns anos mais. Sugiro o seguinte artigo escrito pela revista da Universidade de Tilburg onde fiz meu mestrado:
      https://www.diggitmagazine.com/articles/how-vvd-party-s-warm-right-convinces-people

      Abs

  • Jaime Fassin Junior, biologo de Londres

    Grandes Mathias e Filipe. Excelente programa como sempre. 4h de duração. Não esperava menos de vocês. Como diria nossa former presidenta, “não vamos estipular uma meta, mas quando alcançarmos, dobramos a meta. Lembro dos Panama paper, como sendo record de tempo, mas salvo o erro, ja deve ter sido batido por um episódio nesse novo formato (não é uma reclamação.
    Gostaria só de dar um pitaco sobre a entrevista dos duques à Oprah, que foi veiculada em rede nacional no dia seguinte pelo canal ITV. Nos dias seguintes, nãonse falava de outra coisa, em todas as tv, jornais e radios. Eu como expectador, ja estava empapuçado de tanta discussão. Me parece incrivel o como a imprensa inglesa, foca em certo assuntos e forçam guela abaixo da audiencia. Por isso a importância do seu podcast para mim. Me informa de assuntos que não aparecem no mainstream daqui.
    Cintinuem com esse trabalho maravilhoso.

    Grande abc

  • Olá, Filipe e Matias! Qual não foi a minha surpresa por vocês não conhecerem o Culto à Carga (Cargo Cult), que o Príncipe Philip é o adorado! kkkkkkk
    Conheci esse culto no livro “O Livro das Religiões”, da Editora DK e reeditado aqui pela Globo. Esse culto surgiu nas ilhas da Melanésia, devido à movimentação de aviões, navios e o escambau durante a Segunda Guerra. Esses aviões soltavam caixas de suprimentos nas ilhas para os militares, que compartilhavam com os nativos. Era uma abundância de comida que sumiu ao final da guerra.
    Com isso, os nativos começaram a construir aviões de galhos e palha, fazer pinturas corporais imitando uniformes militares… Tudo como ritual para voltar a ter a fatura da época. O Culto à carga mais conhecido é o do “John Frum” (possivelmente derivado John From America), na Gloriosa República de Vanuatu. John Frum seria um nativo, vestido de roupas militares, que prometeu que traria roupas, alimentos, objetos etc do Ocidente assim que os soldados fossem embora.
    É o testemunho do nascimento de uma religião contemporânea kkkkkkk

    Abraços!

    • Sobre o Philip, ele é cultuado em uma vila específica de Vanuatu, onde acreditam que ele é Irmão de John Frum. Possivelmente devido à uma visita dele em 74 à ilha, os nativos o viram e criaram essa adoração.
      Eles chegaram a mandar um porrete tradicional ao Príncipe, que enviou de volta uma foto com ele portando o porrete.

    • Também me surpreendeu eles não conhecerem o culto, então complementado seu comentário gostaria de recomendar para quem ficou interessado um vídeo no qual o Pirulla junto com Carlos Ruas comentam sobre o tal culto(de uma maneira mais extrovertida):

      P.S. Falando em Pirulla, se pelo acaso do destino o Felipe ler esse comentário saiba que sou um dos incontáveis, imensuráveis, inumeráveis e inenarráveis numero de ouvintes que estão torcendo para que o projeto CPF do Caio Gomes saia do papel(claro, sem pressão).

  • Sobre a treta da familia real britanica: https://imgur.com/lvvEZqs

  • Gostaria de deixar minha nota de repúdio à repreensão que o Matias fez à piada do Filipe. Todo mundo quer ver Cuba lançar qualquer coisa.

    Um abraço,
    Marcus Prado.

  • EUA podia ter comprado o território de Cuba? isso evitaria problemas para eles?

  • Sensacional o resumão !!!
    Eu estava na fila do mercado COM MÁSCARA, (usem máscaras!!!), e escutando música, logo, começa “War Pigs” do nada solto um “MATCH” pensando na vinheta do XV, só a galera olhando, cara q vergonha >.<''
    essa família real britânica é uma mer%¨¨%
    Abraços e desejo vacina à todos ❤ ❤

  • As recentes decisões envolvendo os aplicativos de entrega na Europa nos fazem lembrar de uma célebre frase de Reagan:
    “A visão do governo sobre economia pode ser resumida em frases curtas: se a coisa se move, taxe-a; se continuar em movimento, regule-a; se ela parar de se mover, subsidie-a.”
    Forte abraço!

  • Moro em Berg na região sul perto do lago Constance na Alemanha, e Só estou comentando pra lembrar que aqui na Alemanha o AfD é jocozamente conhecido como Adolf für Deutschland (Adolf (Hitler) para a Alemanha) pelos alemães não extremistas.

  • Boa noite, Filipe e Matias. Vocês fazem um excelente trabalho, inclusive no contra-ataque às desinformações em relação a pandemia. Hoje, quarta-feira, faleceu meu professor de geografia do ensino médio, José Eduardo Padilha, ele tinha menos de 40 anos, e tinha um corpo extremamente jovem para sua idade, uma vez que praticava exercícios físicos regularmente. Mas nada disso impediu dele sucumbir à covid-19. Comento dele porque me lembro de ficar no depois da aula comentando com ele sobre geopolítica internacional, principalmente relacionado ao Oriente Médio, e justamente por ser um certo entusiasta em história e geopolítica, definitivamente isso contribui para ser quem eu sou, inclusive ser ouvinte desse podcast.

    Gostaria só de prestar essa homenagem a ele.

  • Abraços, queridos professores Felipe e Matias. Passando para registrar minha indignação com a ausência do Fronteiras! Não aguento mais kkkk Como professor de História e apaixonado por futebol myself, cheguei ao Xadrez Verbal justamente pelo Fronteiras Invisíveis do Futebol. Brincadeiras a parte, muito obrigado por continuarem o Xadrez Verbal mesmo em meio a essa pandemia horrível. Bom trabalho e muita informação a todos nós.

  • Excelente programa como sempre!!

    Muito obrigado pelo conteúdo de ótima qualidade!!

  • Vinícius Pascotto Gastaldo

    Como o Filipe leu meu comentário do último programa, vou fazer justiça e elogiar a postura dele de não abraçar quem espirra. Aproveito para dizer que a Jéssica Bonomo e o Aloadir nunca espirram, então abraço para eles. E beijo pra Ana

  • Olá Filipe e Mathias.
    Acredito que essa notícia deva fazer parte da pauta do programa do dia 26-27 de março:
    https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/03/24/senadores-pedem-a-araujo-para-deixar-itamaraty-ministro-diz-ter-consciencia-tranquila.ghtml
    Vejam que, mesmo com a qualidade (ou falta de qualidade) de nossos representantes, o legislativo brasileiro virou uma luz no fim do túnel.
    Isso significa que o executivo está realmente se superando… Lamentável.

  • Pingback: Xadrez Verbal Podcast #252 – Paraguai, Europa e Oriente Médio -

Deixe uma resposta para Vinícius Pascotto Gastaldo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.