Xadrez Verbal Podcast #287 – Ucrânia, míssil coreano e Etiópia

Mais um programa sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia! Atualizamos vocês com tudo o que aconteceu na última semana, as negociações, análises, cenários possíveis e novos contratos de gás. Também giramos pelo Pacífico, com novo míssil balístico norte-coreano e aliança no Canadá. Também giramos pela África, com a possível paz na Etiópia. Além disso tudo, giramos pelo mundo, a semana na História, Economia com a professora Vivian Almeida, peões da semana e dicas culturais abrindo mais um ano da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Filme O Projeto Adam

Peça Sísifo

Série Star Trek: Picard

Coletânea O Marxismo na América Latina, organizada por Michael Löwy

Livro As dinâmicas na luta pela anistia na transição política, de Lucas Monteiro de Oliveira

Filme Mães Paralelas

Conférence Paris Pour Le Brésil 2022

Xadrez Verbal #283 – Coluna Aberta: Viagem de Jair Bolsonaro ao Leste Europeu, com Guilherme Casarões

Nerdologia História A História do K-Pop e a política externa da Coreia do Sul

Xadrez Verbal #138 – Macron nos EUA, América Latinas e Coreias

Thread de Lito Sousa sobre queda de avião na China

Fronteiras Invisíveis do Futebol #92 – História de Veneza

Coluna Brasil não adere à iniciatia de quase 50 países para suspender Rússia, por Jamil Chade

Fronteiras Invisíveis do Futebol #1 – Galícia

Matéria Guerra na Ucrânia destrói 70 anos de cooperação científica internacional, por Ignácio Bediaga e Mario Novello

Matéria Israel blocked Ukraine from getting potent Pegasus spyware, por Craig Timberg, Stephanie Kirchgaessner, Souad Mekhennet, Ellen Nakashima e Shane Harris

Matéria Novo governo de Portugal terá maioria feminina, por Giuliana Miranda

Fronteiras Invisíveis do Futebol #85 – Macedônia do Norte

Música de Encerramento Tinku, com Grupo Tarancon

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:03:00 – Giro de Notícias #01
  • 00:27:20 – Coluna Aberta: Continente Mãe
  • 00:56:15 – Efemérides: A Semana na História
  • 01:00:35 – Match: Bacia do Pacífico
  • 01:52:35 – Xeque: Invasão Russa à Ucrânia
  • 03:25:00 – Gambito da Dama: OMC e guerra Rússia x Ucrânia
  • 03:38:55 – Giro de Notícias #02
  • 03:54:05 – Peões da Semana
  • 03:57:00 – Sétimo Selo
  • 04:09:40 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

24 Comentários

  • Ótimo episódio como sempre!!! Além disso, gostaria de elogiar a foto de capa do episódio, muito bem colocada e muito impactante.
    Ps: O Kim fazendo cosplay de James Dean foi sensacional.

  • Diogo Maia de Carvalho

    Bom dia, boa tarde, boa noite pra todo mundo.

    Apesar de o Governo Coreano ter os Estados Unidos como seu maior inimigo, esse trailer do míssil parece ter tido muita influência do cinema hollywoodiano, sobretudo do Michal Bay. Só faltaram o lens flare e a câmera em 360° no Kim Jong-un.

  • WILLIAM DE OLIVEIRA MENEZ

    Parabéns pelo programa. Excelente como os demais! Só faltou lembrar nas efemérides do centenário do PCB, nosso querido partidão kkkkk.

    Grande abraço.

  • João Paulo vicensio

    O episódio foi mto bom como sempre….mas eu adoro qdo tem indicações ou referências a qualquer coisa ligada a Star Trek…

  • Naiara Francisca Ramos

    Ola pessoal!
    Sobre as eleições presidenciais francesas, nos ultimos dias o candidato Jean-Luc Melenchon ultrapassou o Zemmour que esta perdendo muitos votos devido às suas declarações extremamente polêmicas. Lembrando que este, apesar de sua origem judia-argelina, é muito “fã” de um revisionismo historico que defende, dentre muitas outras coisas, que o governo de Vichy salvou os judeus da morte. é fato sabido que o governo de Vichy foi colaboracionista do Nazismo e participou ativamente na deportação a campos de trabalho e de concentração de judeus, de resistentes e de outras minorias.

    • Exatamente. Vim comentar justamente isso, que Mélenchon estava em terceiro lugar nas intenções de votos, com 15,5%, o mais bem posicionado da esquerda, e aparentemente bem estabelecido a frente de Zemmour, que perdeu 3 pontos em março e hoje conta com 10,5% das intenções.
      Por outro lado, Zemmour fez fama como polemista, já foi até condenado, por exemplo, por discriminação racional e por propagar ódio contra muçulmanos. Além de vários outros processos e escândalos.
      Segundo os comentaristas que acompanhei, a razão de sua queda nas pesquisas estaria mais relacionadas ao fato dele não ter conseguido rivalizar com sua principal concorrente na extrema direita, a candidata Marine Le Pen. No campo da moral, “dos costumes”, eles até dividem os votos, porém nos temas econômicos e sociais Le Pen levaria vantagem, sobretudo na discussão sobre a redução do poder de compra dos franceses. Esse sucesso no desempenho da candidata do Front National estaria comprovado no fato dela ter crescido por volta de 4 pontos no mesmo período.

  • Como sempre um excelente programa !

    Só acho que entendi a fala do Márki-Zay (“Orbán teve que ir tão longe quanto o Brasil para encontrar apoio”) como uma forma de dizer que ninguém na Europa gosta dele, o que não deixa de ser verdade…

    Por outro lado, de fato o Brasil está tão isolado que numa visita no Velho Mundo só foi para Rússia e Hungria, então tão errado não está, não ?

  • E sę Matias e Filipe! Venho aqui agradecer e mandar um beijão pro João George, meu amigo guru comunista e mentor das Serviços Gerais de Uberlândia, pela indicação do podcast lá em 2020 no início da pandemia, desde então venho acompanhando vocês semanalmente e percebendo surpreendentemente o quão bem informado sobre geopolítica internacional eu poderia estar devido ao excelente trabalho de vocês. Venho sentindo isso de fato no meu cotidiano já que passei 2021 trabalhando como babá na Nigéria pro meu tio que é Diplomata e agora como Aupair na Áustria.

    Obs.: Pro pessoal que gosta de história pelo amor de Alá vão ouvir o Fronteiras Invisíveis do Futebol, cês não vão se arrepender, é nós!

  • Luiz Renato de Oliveira Périco

    Voltei a ouvir vcs por conta da guerra e recomendo pro pessoal pra acompanhar. Como vcs costumam falar sobre mais do que o óbvio que a imprensa fala, seria interessante falar sobre a questão religiosa, já que a guerra também reflete um cisma no meio do cristianismo ortodoxo.
    http://byzantinecalvinist.blogspot.com/2022/03/jurisdictional-jealousies.html
    Abraço.

  • Luís Felipe Gonçalves

    Só um adendo Filipe, o pai da Madeleine Albright, Josef Korbel, na verdade deixou a Tchecoslováquia por questões ligadas ao golpe comunista de 1948, que fez com que o país se tornasse totalmente voltado para a esfera influência da URSS. Tanto que ele pediu asilo político nos EUA, em 1949, e disse que seria preso no seu país por “declarar fiel aderência aos ideais da democracia”, segundo suas próprias palavras. Inclusive, antes de fevereiro de 1948, a Tchecoslováquia era um país bem mais democrático e livre do que os seus outros vizinhos do bloco socialista, tendo sido a principal, mas não a única, convidada do bloco para a aderir ao Plano Marshall, e nessa época o presidente era o Edvard Beneš que tinha como Primeiro-Ministro o Klement Gottwald, secretário do Partido Comunista. Bem peço desculpas se soei muito pedante ou se queria limpar a barra da Madeleine, deus me livre de uma coisa dessas kkkkk. Bem, Tally-Ho Filipe, continue com o excelente trabalho.

  • Sobre seu comentário sobre os k-dramas, Filipe, “dorama” é a pronúncia japonesa de “drama”, mas o termo é usado popularmente pra se referir também as produções coreanas, assim com japonesas e também chinesas.

    E ah, primeira vez que venho a comentar, agradeço pelo trabalho de vocês, foram uma ótima descoberta durante a pandemia, e fico na expectativa de um novo fronteiras! Abraços!

  • Quando os Bálcãs entram no programa – no caso a Macedônia do Norte – eu sempre triplico minha atenção. Eu gosto de acreditar que sou o primeiro brasileiro a ter escrito uma dissertação sobre o Acordo de Prespa (The Name Game: The Prespa Agreement and the Macedonia naming dispute on the board https://ubibliorum.ubi.pt/handle/10400.6/10495?locale=en) hahaha
    Mas eu sou com certeza o primeiro brasileiro a ter estudado na Universidade de Prishtina, no Kosovo, e gostaria de aproveitar e mandar um abraço para o meu amigo Pedro Ivo que foi o segundo brasileiro a estudar na referida universidade kosovar. Um forte abraço! 🙂

  • Ótimo programa mais uma vez! E toda vez que vocês falam dos povos Romani/Roma/Rom (nunca sei qual a maneira correta), fico querendo um Fronteiras sobre eles!!!

  • Sobre Medicamentos Essenciais, é uma lista de medicamentos, drogas, vacinas, gases e outros produtos básicos, seguros e eficazes para se manter um sistema de saúde. São medicamentos que cobrem os mais comuns problemas de saúde, com bom custo-benefício, e podem ser usados com pouca estrutura clinica.

    A OMS publica uma lista base e a maioria dos países tem a sua própria lista, a lista da OMS aproximadamente 360 itens considerados essenciais . Esse itens normalmente ficam de fora de listas de sanções

    Tanto produtos considerados Isentos de Prescrição, os de prateleira (ou OTC (over-the-counter)), quanto de uso prescrito, controlados e de uso restrito hospitalar compõem essas listas, o “Analgésico de Balcão de Farmácia” normalmente é considerado essencial, as listas compreendem deste oxigeno, antissépticos, medicamentos comuns, até medicamentos para câncer, passando por derivados de sangue, vacinas, opiáceos e outros

    No Caso da Sanofi, ela é a maior fabricante mundial de vacinas, por exemplo, uma das maiores em medicamentos para tratamento de câncer, entre outros, No caso da Rússia ela não irar parar esses medicamentos, mas vai parar dermo-cosmeticos, medicamentos mais modernos que são substituiveis,entre outros.

  • Os neófitos apresentadores ao comentar sobre o excelente jogo Combate, e suas alterações de nome, omitiram, e talvez por sua idade, não saibam que o nome original do jogo da Hasbro é Stratego e que a sua primeira aparição em terras tupiniquins foi como Front, palavra inclusive utilizada pelo Filipe logo após o comentário saudosista!

    Parabéns pelo programa é assim que eu voltar ao trabalho presencial, pretendo, se possível, fazer-lhes uma visita na galeria.

    Abração.

  • Sobre o termo Dorama:
    É a pronúncia japonesa da palavra drama, e inicialmente era usada para se referir exclusivamente a séries desse país, mas com o tempo passou a ser usado para séries leste-asiáticas num geral.

  • Pô, Xadrez… nenhuma palavra sobre o Hunter Biden?
    Aí complica, hein?
    “Me ajude a te ajudar”.
    Forte abraço!

  • Parabéns pelo episódio! Mais um grande programa.

  • Felipe, Matias… uma pergunta só para especular. Alguém sabe dizer se aquela ferrovia que ligará China à Europa (a Rota da Seda) passaria pelo território da Ucrânia? Será que essa afobação do Putin em invadir a Ucrânia não poderia ter alguma ligação com a Rota da Seda?

  • Valeu por mais um episódio, Matias e Filipe.

    Abraços!

Deixe uma resposta para Felipe Braga Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.