Xadrez Verbal Podcast #233 – Tensão na Ásia, América Latina e EUA

Chegando mais uma edição excepcional quinzenal em ritmo viral. Começamos pelos EUA, ainda com as consequências do assassinato de George Floyd, decisões na Suprema Corte e encomendas de navios quebra-gelo. Giramos pela América Latina, da Argentina até a Guatemala, incluindo notícias da política externa brasileira. Finalmente, passamos pela mais recente escaramuça entre China e Índia, tensões na península coreana e notícias da Oceania. Além disso tudo, nós giramos pelo mundo, a semana na História, economia com a professora Vivian Almeida, peões da semana e dicas culturais fecham mais uma edição da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Use o código XADREZVERBAL10 na compra da sua máscara OTO aqui neste link.

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Site da Editora Contexto

Vídeo Vida na Ciência: Roberto A. Salmeron

Trilogia O Senhor dos Anéis (versão estendida)

Filme Destacamento Blood

Repertório #12 – OTO Mask com Indy Kapaz e Gustavo Pagotto Simões

Site para compra da OTO Mask (código de desconto do Xadrez Verbal: XADREZVERBAL10)

Nerdologia História Watchmen e os distúrbios de Tulsa em 1921

Fronteiras Invisíveis do Futebol #62 – Uruguai

Música de Encerramento Soy Cordobés, com El Potro Rodrigo Bueno

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:06:10 – Giro de Notícias #01
  • 00:23:30 – Coluna Aberta: protestos nos EUA
  • 01:20:55 – Efemérides: A Semana na História
  • 01:26:15 – Match: América Latina
  • 02:29:35 – Giro de Notícias #02
  • 02:50:30 – Xeque: escaramuça entre China e Índia
  • 03:34:05 – Gambito da Dama: pandemia e mercado de trabalho
  • 03:47:00 – Giro de Notícias #03
  • 03:56:40 – Peões da Semana
  • 03:58:10 – Sétimo Selo
  • 04:11:30 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

29 Comentários

  • Ginaldo Capistrano

    Pra completar as rimas de abertura: “em tamanho descomunal que dá pra lavar até o quintal!”

  • Sobre o comentário maldoso do nobre Filipe sobre as proporções de volume da torcida do glorioso Botafogo, venho informar que aqui na Polônia, onde resido, somos em 5 torcedores alvinegros! Eu, minha esposa, meu cachorro e um colega vizinho juntamente com sua cônjuge. Ainda cabe em um fusca, mas provavelmente defasou o contingente botafoguense em terras tupiniquins. Dessa maneira, vocês ficam com os dados atualizados por ae. Brincadeiras à parte, sempre que posso, desfilo orgulhoso com a camisa estampando a estrela solitária nas terras frias do leste europeu. Forte abraço!

    • Fiquei tão revoltado que vim aqui comentar. Como botafoguense e morador de Nova Iguaçu, o senhor FELIPE (grafia correta para agressividade passiva) sempre com deboche com as massas. Mal sabe ele que a nação alvinegra é terrível. Já mandei mensagem para todos os outros 35 botafoguenses no Brasil e vamos pressionar o Rodrigo Maia para lançar uma nota de repúdio ao Xadrez Verbal hahahahhaha

  • Igor Coura de Mendonça

    Fala galère!

    Primeiro, “taxa de fecundidade total” é aquela que I Irá quer aumentar para 2,2.

    Aliás, uma TFT de 2,1 é o mínimo necessário para a mera manutenção do tamanho atual da população porque é preciso considerar a mortalidade e a infertilidade da população. Logo, 2,2 é um objetivo de crescimento mesmo, ainda que pareça pequeno.

    Falando em infertilidade… eu sempre deixo essa passar, mas como o Filipe sempre corrige que o chama de Felipe, então será corrigido. A “fertilidade” é uma medida da capacidade de se ter filhos, e não dá frequência com que se tem esses filhos, o que é medido pela “fecundidade”.

    Por exemplo, estima-se que a fertilidade máxima da mulher seja em torno de 14 filhos (!). Já a fecundidade é bem menor, porque envolve as questões práticas, além das biológicas.

    Você foi provavelmente confundido pelo fato de que “total fertility rate” é a tradução inglesa de “taxa de fecundidade total” (é um costume deles, apesar de literalmente estar errado”). Mas essa confusão é compreensível! É parecido com quando confundimos a forma de escrever o nome de uma pessoa com sua tradução em espanhol, por essa ser mais presente na nossa própria língua, sabe…

    Segundo, eu sou administrador público de formação, e analista de desenvolvimento de profissão desde 2008. Desde 2016 eu sou um estudante de demografia, com um mestrado na área pelo Cedeplar/UFMG que acabaria esse ano, não fosse a pandemia.

    Estudar e aplicar políticas de desenvolvimento via questões demográficas é o meu bar (sou mineiro, recuso a dizer que é a “minha praia”).

    Eu adoraria comentar uns minutinhos para vocês sobre essa preocupação do Irã. Do mundo todo, na verdade. Muita gente, no Brasil inclusive, ainda tem a impressão de que “pobre tem muito filho e é por isso que somos pobres”. Essa história é fascinante e fundamental, porque envolve a ONU, a política de um filho na China, o futuro da população, e o Brasil é essencial para entender o fracasso das políticas de controle de natalidade do século XX.

    Se quiserem, estou à disposição!

    • Apenas cortar os anticoncepcionais é o suficiente para chegar nessa meta? Eu pensei que um incentivo maior seria uma bolsa para cada natalidade nessa época ou dar medalhas a cada parto bem sucedido como na Alemanha nazista… mas provavelmente eles não fazem isso pois estão com dificuldades econômicas

  • Essa treta India x China me lembrou do excelente livro “Guerra de Inverno no Tibet” do suíço Friedrich Durrenmatt no qual, seguindo a premonição do Einstein, o mundo se acaba em uma guerra nuclear e os sobreviventes lutam a 4ª Guerra Mundial nos Himalaias.

    Mando um abraço ao Filipe e Matias, que com bom humor nos salvam nessa quarentena, e também para professora Vivian Almeida com seus insights geniais.

    Se puderem mandar um abraço para minha namorada Carolina e meus amigos Antunes e Pedro, que a partir de agora ficam intimados a ouvir ao XV. Ahh e também ao Muniz, que junto comigo fez proselitismo do programa no Carnaval.

  • Obrigado pelo programa, vim comentar só porque disse que no último só teve um comentário, vou tentar vir comentar sempre😘

  • Obrigado pela companhia durante meu turno Filipe e Mathias e um puxão de orelha em você Filipe (obrigado pelo abraço, mas o nome é Michel) e um puxão de orelha em mim, pois o especialista em cultura negra Michael Franklin é meu irmão e a especialidade é na cultura negra brasileira.

    Abraços para vocês.

  • Rosana Rodrigues Freedman

    Ansiosa para ouvir.
    Já chego deixando like…e sempre pedindo para falarem sobre África e África do Sul principalmente.
    Não esqueçam dos brasileiros aqui que seguem vocês!rs
    Mandem um beijo na mucosa pra nós tb!!rs
    Gratidão.
    Rosana Rodrigues Freedman from South Africa 🇧🇷🇿🇦

  • Daniel da Veiga Reis

    Olá Felipe, adoro o podcast e acompanho dês de 2018. Mas tenho uma correção para fazer na parte sobre as relações China-Índia você diz que a língua falada na parte norte da Índia esta mais próxima do chines e não do “Hindu”. Essa afirmação está correta porém hindu não é língua, a língua majoritária na Índia é o Hindi e não o Hindu, hindu é quem acredita na religião do hinduísmo. Acredito que você já deva saber isso e provavelmente só se confundiu na hora, mas deixo aqui minha correção.

  • A notícia de que o especial do coronavírus vai passar a ser quinzenal é muito triste, principalmente para aqueles de nós que têm medido o tempo em episódios do programa. “Isso foi a dois especiais atrás” ou “Isso foi lá perto do episódio 5 do especial” agora vão deixar de fazer sentido. Minha medida de tempo vai passar a ser quinzenal, o que prova que medidas curtas de tempo são cada vez mais inúteis na quarentena.

  • So para complementar a piada o PSTU tem uma “filial” nos EUA. O PSTU faz parte de uma internacional, a LIT, fundado por Nahuel Moreno, que por incrível que pareça depois de tantos rachas, a sessão brasileira é a maior sessão.
    Nós EUA tem o Workers Voice a sessão local, que obviamente tem nenhuma expressão seria e só serve para publicar notinha fora todos no Facebook kkkkkk

  • O PSTU é uma sessão nacional da Liga internacional dos trabalhadores, reivindica a continuação da quarta internacional. A quarta internacional já contou com o SWP nos EUA na primeira metade do século passado, como sua principal sessão inclusive, que teve como dirigente mais notável James Cannon. Inclusive já relacionando com outra notícia importante, Sebastián Romero que sofre perseguição por parte das autoridades do nosso país vizinho é um militante da sessão Argentina da LIT-QI, tal como o operário Daniel Ruiz que já foi libertado, e conta com uma campanha por sua liberdade.

    https://litci.org/pt/

  • Boa alvorada/crepúsculo,

    Por conta do Repertório já havia adquirido 2 máscaras antes da promoção e agora comprei mais 5 máscaras com o cupom de vocês! As mascaras são mais praticas e confortáveis que as de pano!

    grato pelos programas, pela dica e pelo cupom!

    Até o próximo XV, Reportório, Fronteiras ou Especial Coronavírus

  • Venho aqui deixar o apoio pro Felipe e dizer que, não só não abandono o Xadrez Verbal com a nota de repúdio contra a nefasta Legião Urbana, como que me senti profundamente representada com este momento épico e arrisco dizer que mais do que jamais havia sentido antes ao longo de 3 anos e meio em que sigo o conteúdo regularmente. Obrigada por isso, jamais será esquecido.

  • Já que os trekkers ganharam um abraço nessa edição eu só posso responder com Qapla’

  • Gosto muito do podcast é excepcional. Só uma crítica construtiva, por favor removam o som da vinheta do plano de fundo quando vcs estão falando. Na minha opinião fica muito ruim e atrapalha a concentração. Obrigado e sucesso.

  • Fico totalmente satisfeito com o embasamento técnico que o Filipe Nobre Figueiredo me deu ao dizer que o Joe Biden é o Alckmin americano, comentei isso com uma amiga estadunidense a umas duas semanas, ela não gostou muito, porém como agora tenho o embasamento técnico do podscaster, Youtuber e professor, mostrarei isso para ela e estarei com a discussão ganha automaticamente.
    Abraço!

  • Olá eu posso fazer a transcrição do áudio do seu podcast e utilizar no meu site?

  • tentei achar conteúdo sobre o “feito cicatriz” na economia e n achei. Alguém sabe de me dizer alguma referência?

  • Agassiz Okazawa Alves

    Filipe, Bom Comportamento (2017), dirigido pelos Irmãos Safdie, é um outro (ótimo) filme com a presença de um escritório de empréstimo de fiança.

    Há uma cena incrível na qual cinco conversas acontecem simultaneamente dentro desse escritório; difunde-se um ritmo angustiante por meio de uma montagem incrível. Robert Pattinson está soberbo.

    São os mesmo diretores de Joias Brutas, protagonizado por Adam Sandler.

    Recomendo bastante.

    Abraços!

  • Ola Filipe, Matias
    apenas um esclarecimento quando o Filipe comparou a agressão com arma de fogo com o ilícito do código penal lesão corporal grave
    não há ligação entre o meio usado e o resultado lesão no código penal
    como voce pode notar abaixo do trecho retirado
    o uso de arma de fogo pode resultar em qualquer dos tipo de lesão, a dependente do estrago ocasionado
    saudações tricolores(Vende, Branco e Grená)
    João Boggan (João Moraes de Souza

    Lesão corporal

    Art. 129. Ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem:

    Pena – detenção, de três meses a um ano.

    Lesão corporal de natureza grave

    § 1º Se resulta:

    I – Incapacidade para as ocupações habituais, por mais de trinta dias;

    II – perigo de vida;

    III – debilidade permanente de membro, sentido ou função;

    IV – aceleração de parto:

    Pena – reclusão, de um a cinco anos.

    § 2° Se resulta:

    I – Incapacidade permanente para o trabalho;

    II – enfermidade incuravel;

    III perda ou inutilização do membro, sentido ou função;

    IV – deformidade permanente;

    V – aborto:

    Pena – reclusão, de dois a oito anos.

    Lesão corporal seguida de morte

    § 3° Se resulta morte e as circunstâncias evidenciam que o agente não quís o resultado, nem assumiu o risco de produzí-lo:

    Pena – reclusão, de quatro a doze anos.

    Diminuição de pena

    § 4° Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral ou sob o domínio de violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, o juiz pode reduzir a pena de um sexto a um terço.

    Substituição da pena

    § 5° O juiz, não sendo graves as lesões, pode ainda substituir a pena de detenção pela de multa, de duzentos mil réis a dois contos de réis:

    I – se ocorre qualquer das hipóteses do parágrafo anterior;

    II – se as lesões são recíprocas.

    Lesão corporal culposa

    § 6° Se a lesão é culposa: (Vide Lei nº 4.611, de 1965)

    Pena – detenção, de dois meses a um ano.

    Aumento de pena

    § 7o Aumenta-se a pena de 1/3 (um terço) se ocorrer qualquer das hipóteses dos §§ 4o e 6o do art. 121 deste Código. (Redação dada pela Lei nº 12.720, de 2012)

    § 8º – Aplica-se à lesão culposa o disposto no § 5º do art. 121.(Redação dada pela Lei nº 8.069, de 1990)

    Violência Doméstica (Incluído pela Lei nº 10.886, de 2004)

    § 9o Se a lesão for praticada contra ascendente, descendente, irmão, cônjuge ou companheiro, ou com quem conviva ou tenha convivido, ou, ainda, prevalecendo-se o agente das relações domésticas, de coabitação ou de hospitalidade: (Redação dada pela Lei nº 11.340, de 2006)

    Pena – detenção, de 3 (três) meses a 3 (três) anos. (Redação dada pela Lei nº 11.340, de 2006)

    § 10. Nos casos previstos nos §§ 1o a 3o deste artigo, se as circunstâncias são as indicadas no § 9o deste artigo, aumenta-se a pena em 1/3 (um terço). (Incluído pela Lei nº 10.886, de 2004)

    § 11. Na hipótese do § 9o deste artigo, a pena será aumentada de um terço se o crime for cometido contra pessoa portadora de deficiência. (Incluído pela Lei nº 11.340, de 2006)

    § 12. Se a lesão for praticada contra autoridade ou agente descrito nos arts. 142 e 144 da Constituição Federal, integrantes do sistema prisional e da Força Nacional de Segurança Pública, no exercício da função ou em decorrência dela, ou contra seu cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão dessa condição, a pena é aumentada de um a dois terços. (Incluído pela Lei nº 13.142, de 2015)

    CAPÍTULO III

  • E volta o esquerdismo (que tinha parado) com vitimismo norte-americano, usando a questão racial como palanque demagogo e as piadinhas ridículas e covardes do Mathias em comparação ao governo brasileiro. Já falei e repito, vcs são os melhores, porém quando falam de Brasil ou EUA, põe tudo a perder.

  • Bernardo, de Berlim

    Oi Filipe com i e Matias sem h,
    Filipe, sua explicação/embasamento histórico sobre a China e Índia foi sensacional!
    Deixo aqui uma sugestão de leitura, que mostra bem a história da China do século xx: os livros da Jung Chang, sobretudo as biografias (com certeza não autorizada de ) Mao, e o último livro dela, “Big Sister, Little Sister, Red Sister”. Nesse livro ela conta bem a história do “pai da china” que vc citou no episódio (e sobre Chiang Kai-shek).

  • JHEANSEN CAPP COSTA

    Tem ouvinte botafoguense sim, com muito orgulho, saudações alvinegras.

  • Filipe, a notícia sobre o Irã me lembra muito de uma série francesa chamada Le Bureau des Légendes.

    Durante a segunda temporada o serviço secreto francês tenta infiltrar uma agente no Irã e fazê-la se aproximar de pessoas importantes do programa nuclear.

    Mas há algumas reviravoltas, contra-espionagem iraniana, agentes duplos e a CIA que tornam a série muito interessante.

    Mande um abraço para o Tauame, meu colega de trabalho que me indicou o Xadrez Verbal.

  • Eita, Filipe afirma que Peru/Colombia fazem parte do Brasil pq a nascente do Amazonas é lá (fazendo piada com a nascente do rio Hindu ser algum tipo justificativa, pelos nessa frase isolada) explica aí Filipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.