Fronteiras Invisíveis do Futebol #57 – Arábia Saudita

Você conhece a História da Arábia Saudita? A abertura da Copa do Mundo está chegando, então, vamos dar uma olhada na História do país árabe que enfrentará os anfitriões russos. O reino saudita é um país bastante novo, fundado na década de 1930, e vemos sua formação, seu papel geopolítico no Oriente Médio, sua relação com o terrorismo e o perfil atual do país.
Claro que essa História não começou no século XX. Vamos até a antiguidade, com a presença persa e possíveis ligações bíblicas com a região. Mais ainda, vemos o início do Islã na península arábica, que foi a capital do primeiro califado muçulmano e parte de todos os outros, incluindo o império Otomano. Tudo isso temperado com o perfil esportivo saudita, o papel de Rivelino na profissionalização do futebol do país e suas principais conquistas. Dê play e fique no aguardo de uma série especial do seu podcast de História!

Referências no programa

Livro Inside the Kingdom, de Robert Lacey

Livro Uma História dos Povos Árabes, de Albert Hourani

Música Atba’a Al-Namrood, da Al-Namrood

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.

Assine um dos feeds do Fronteiras Invisíveis do Futebol e não perca nenhum programa: feed RSS, feed do iTunes e feed Player.FM, feed Deezer e feed Pocketcast

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinatura

Filipe Figueiredo, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

botãocursos

Anúncios

12 Comentários

  • Que episodio fantástico como de costume! Só queria agradecer o Mathias por apresentar black metal saudita haha

  • Ian Rafael Flores

    Parabéns pelo grande programa novamente.

    O Vitesse continua com a parceria com o Chelsea, que existe não somente pela questão de experiência, até por que a parceria seria extremamente questionável nesse sentido já que o clube inglês raramente tem paciência ou capacidade de aguardar um bom jogador virar um excelente jogador após 3-5 temporadas (De Bruyne manda abraços). Enfim, a parceria existe pois a federação inglesa possui uma restrição forte de registro de jogadores não-comunitários, o que não ocorre por exemplo na Bélgica ou na Holanda. Dessa forma o Chelsea contrata os jovens jogadores e não pode utilizá-los de maneira alguma no futebol inglês, mesmo em categorias de base, então os repassa para clubes satélites pela Europa onde eles podem continuar a jogar. Para um jogador estrangeiro (não-comunitário) ser contratado por um clube inglês há uma série de requisitos a serem preenchidos, mas essencialmente ele precisa ser top de linha, tendo participação intensa em convocatórias das seleções nacionais, caso contrário não terá sua licença de trabalho emitida.

    Informação totalmente baseada em minhas carreiras contratando jogadores no Football Manager.

  • Filipe, se vc puder responder uma pergunta minha no Fronteiras sobre Minas (ou postar links sobre) eu agradeço. Não precisa ser no podcast, pode ser em texto mesmo…

  • Parece que a língua árabe foi unificada, digamos, formalizada, acordada, tendo em vista o entendimento ou a manutenção do entendimento do Corão. O que creio não aconteceu com o Cristianismo, muito provavelmente por que floresceu em Roma enquanto os textos foram escritos em línguas das colônias.

  • A pronúncia correta em português para o marco inicial do calendário árabe não é Hégira (com o H “mudo”)?

  • Meus caros, o ator que fez Lawrence da Árabia no filme de mesmo nome em 62 foi Peter O’toole e não Alec Guiness. Este fez o papel de Principe Faisal filho do Sharif de mecca. Então a piada correta seria que os ingleses mandaram o Peter O’toole e o Sharif o Alec Guiness, que cuidou de pintar sua cara para parecer mais moreno.

    De resto, o episódio foi sensacional.

  • Ep sensacional, como sempre!
    Mas fiquei encucada com uma coisa, Filipe. Quando tu falaste que a população saudita não teria por que se rebelar para mudar a forma de governo monarquista porque tinham acesso à educação, saúde etc., e logo depois sobre toda a falta de liberdade individual e absurdos do ponto de vista “ocidental”.
    Adquirir direitos de primeira geração não seria motivo suficiente para uma revolução, ou já ter garantidos os de segunda realmente abafam os ânimos de uma mudança?

  • Filipe, uma curiosidade, e o Omã nessa historia toda? Nem para o bem, nem para o mal, quase nunca ouço fala desse país (nem no Xadrez Verbal).

  • Olá Filipe e Mathias. Excelente programa.
    Aproveito a oportunidade para perguntar se existe previsão ou possibilidade de um episódio sobre o Rio Grande do Norte

  • Programa bem interessante Felipe e Matias. A Arábia Saudita é o verdadeiro latifúndio mundial com essa família sendo dona do país. Será que os governantes sauditas tomam banho numa banheira com petróleo?

  • No geral, um bom episódio. Só gostaria de pontuar algumas coisas em relação ao imbróglio xiitas x sunitas. Na verdade, esse embate não começa no califado de Abu Bakr, pois o mesmo, como dito no programa, era um dos califas bem guiados (aceito pelas duas denominações).A divisão inicia na primeira fitna (que ocorre depois da morte de Uthman e envolve Ali e o Muawiya I) com o movimento carijita. Depois do califado de Ali (último dos califas bem guiados), aí sim surgem o movimento xiita duodecimano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.