Xadrez Verbal Podcast #85 – Aloysio Nunes, Síria e Trump no Congresso

O Brasil tem novo Ministro de Relações Exteriores, de um senador tucano para outro, o senador Aloysio Nunes. Tudo o que você precisa saber está aqui: biografia política, cargos que ocupou, suas atividades relacionadas ao tema da política internacional, polêmicas e seu possível prazo de validade. Também veremos o primeiro discurso de Trump perante o Congresso dos EUA e o que podemos analisar sobre sua política internacional.

A professora Ana Luisa Demoraes Campos novamente nos brinda com uma aula, dessa vez em relação ao cerco de Alepo e as denúncias feitas na comunidade internacional. Giramos pela nossa vizinhança e pelo mundo, a semana na História, a coluna de economia da professora Vivian Almeida, peões e dicas culturais fecham mais um podcast do Xadrez Verbal!

 

xadrez-verbal-85

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Documentário Meet the lords

Filme Dia de treinamento

Música Who Shot Ya?, de The Notorious B.I.G.

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.  (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3que está no Apoia-se


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

Anúncios

42 Comentários

  • Javan Eduardo Ribeiro de Castro

    Olá casters, acompanho o podcast desde o episódio 14 e ano passado, no final do meu terceiro ano, prestei o vestibular e o PAS para direito na Universidade estadual de Maringá, e atraves do processo de avaliação seriado consegui o terceiro lugar, só tenho a agradecer por sempre me ajudar a manter atualizado sobre a geopolitica mundial, e mais especificamente sobre a questão da Syria e Palestina, ambos informações adquiridas no podcast me renderam duas questões.

    Novamente, continue com o alto nivel e ótimo trabalho que estão fazendo com o Podcast

    PS: tenho 17 anos e sou santista, ta perdoado o clubismo

  • lumpemproletariadolatino

    Matias não colocou 20 anos da morte do 2pac nas efemérides do ano passado e agora vem com esse ahem.,..DEBOCHE…só vou aceitar se o argumento for que logicamente, 2pac está vivo em Cuba, de modo que quando te mandarem pra Cuba, pense que pode ser pra ver um show do 2pac

    O PT se fosse ligeiro chamava o 2pac de cabo eleitoral do Lula…até o Olavão ia votar nele

  • E esses historiadores que inventaram que a crise de 29 foi a crise do livre mercado e o estado salvou a economia, e que agora criticam o estado interferindo do Trump na economia? Errando sempre, não há nenhum sinal “claríssimo” de intervencionismo, redução de impostos e desregulamentação é justamente LIBERALIZAR o mercado, sério, historiadores precisam assumir que não entendem nada de economia e parar de comentar, facam esse favor por vocês, por nós, para todos…

    • Rapaz, vou limitar minha resposta a sugerir você a ver as palavras do Trump. Quem disse tudo aquilo foi ele, se quer contradizer alguém, é ele.

      • Historiadores precisam urgentemente assumir com humildade que não entendem nada de economia, vou repetir para ver se agora vai, REDUÇÃO DE IMPOSTO E DESBUROCRATIZAÇÃO É LIBERALIZAR A ECONOMIA, NÃO PROTECIONISMO, PROTECIONISMO É O CONTRÁRIO DISSO.

        • Protecionismo refere-se a comércio internacional – Trump já propôs aumentar impostos de produtos importados e sair de acordos de livre comércio.

      • Vamos la….O Peter Schiff, economista libertário, sempre muito crítico a interferência do governo na economia, tem elogiado bastante a postura do trump, sabe, um economista, com vaaarias previsões acertadas, acertou em cheio sobre a crise de 2008 quando a economia americana estava bombando, não é um historiador, é um economista, libertário, que entende de economia, sabe??

        • então explique o ´´Buy american, and hire american“

          • Isso é protecionismo? Querer construir um oleoduto com aço americano significa fechar td o mercado? Que piada, vou repetir mil vezes até os indios brasileiros entenderem, REDUZIR IMPOSTO E DESBUROCRATIZAÇÃO É O CONTRÁRIO DE PROTECIONISMO.

          • Se você vai apenas ficar repetindo mensagens como fez anteriormente, não mostra muita propensão ao diálogo. Segundo, se acha que protecionismo é “fechar todo o mercado”, quem demonstra não entender de economia é você. Finalmente, olha aqui o texto, brigue com as palavras do próprio Trump: https://xadrezverbal.com/2017/03/01/trump-no-congresso-analise-das-relacoes-internacionais-de-seu-governo/

          • Você nunca vai entender que o Trump é um liberal clássico, que quer tirar o estado da economia, da saúde e da educação, pq seu cérebro foi contaminado, vc só pensa a partir do estatismo, se não é esquerda então só pode ser um populista nacionalista a lá Hitler,o Trumo pode dizer mil vezes que vai desregulamentar a economia, mas como ele não é de esquerda a única coisa que você vai ouvir é “hi hitler”, ou seja, vc não é historiador, é só mais um doutrinado pelo MEC.

          • Cara, menos chavão vazio, mais substância. Olhe as palavras dele. Se quer negar a realidade, faça-o na sua cabeça.

      • Rafael Furtado Teixeira

        Felipe boa tarde!
        Sou fã do trabalho que vc e o Matias fazem.
        Vcs explicam muito bem as coisas e são muito transparentes. Te peço só uma coisa:
        Me explica por favor pq vc deu peão promovido pro Aloysio Nunes.

  • Felipe Augusto de Souza

    Gostei da análise econômica (juro, mais do que das outras vezes), mas gostaria de fazer uma pequena ressalva sobre os anos 90 que “favoreceu a todos nos estados unidos”. Os salários lá em termos reais estão estagnados há decadas como pode ser visto neste link: http://www.pewresearch.org/fact-tank/2014/10/09/for-most-workers-real-wages-have-barely-budged-for-decades/

    Para grande maioria da população não houve ganho nas últimas 3 décadas incluindo a década de 90.

  • O Xadrez Verbal continua não sabendo a diferença entra globalização e agenda globalista. Até quando vão taxar o governo Trump de anti-globalização, nacionalista, protecionista etc? Desde quando afastar globalismo é algo apenas praticado pelo Trump? Espero mais do Xadrez Verbal que os clichês Globo News, mas tá difícil.

    • Repito algo já dito por aqui: “Agenda globalista” não existe. Segundo, se preocupe menos com os rótulos e mais com a substância. As falas dele mesmo foram protecionistas e nacionalistas. Olha o discurso.

      • Agenda globalista não existe? Meu deus, e quer fazer análise de política ainda, por isso erra sempre…

        • Rapaz, considerando que vc não sabe definir protecionismo, não me surpreende que repita mais chavões. Sobre meus supostos erros, a audiência e os apoiadores vão bem, obrigado

          • O Felipe devia falar a 2anos que o Foro de São Paulo não existia, que era coisa de maluco mesmo com todos os vídeos na internet e toda a documentação no próprio site do foro de são paulo, mas como a Folha ainda não falou sobre o globalista então para o Felipe não existe. Só uma dica, o centro globalista mundial fica em nova york, boa sorte tentando adivinhar antes de sair uma notinha na Folha de SP

          • nesse caso diz-se “há 2 anos”.

  • Galera nos comentários puta por conta da constatação óbvia que Trump tem um discurso protecionista. Parecem até o crentes fundamentalistas no Modos operandi. Igualzinho.

  • Ouvir a Ana falando sobre os conflitos no mundo sempre aperta o coração. Tem que ser muito forte mesmo para aguentar dizer tudo isso sem chorar.

    O relatório está disponível na íntegra?

  • bom crepusculo amigos. só vim pra deixar meu agradecimento pelo ótimo programa e elogiar a parte das professoras,que são sempre excelentes. obrigado e continuem o bom trabalho

  • Por favor me desculpem a ignorância, mas alguém sabe a quem o Matias se referiu no seu primeiro comentário de desabafo sobre os jornalistas?

  • A música who shot ya foi feita antes do Pac ser baleado em NY em 94. Ela não se referia portanto diretamente ao 2Pac. Entretando, nas palavras do próprio a revista Vibe “It came out too quick. It was just tasteless.” Esse foi o estopim pra treta west coast vs east coast que acabaria com os dois rappers mortos. Ainda hoje existe o mistério de quem foi o responsável pelas mortes. Segundo o ex LAPD Greg Kading que estudo o caso há muito tempo, Puff Daddy, dono da Bad Boy Recors, teria pago 1 milhão pra alguns crips pela cabeça de Pac. Como retaliação o godfather da gravadora associada a Pac, Suge Knight (se você já viu o filme do NWA da pra ter uma ideia dessa fera), teria contratado alguém pra matar o Biggie. 😦

  • Gustavo Maldonado

    Baixando atrasado o podcast que me acompanha nas minhas viagens Itaberaí-Goiânia todas as segundas-feiras. Grande abraço ao Filipe, Matias, Vivian e Ana pelo material sensacional disponibilizado.

  • felipe podia falar sobre os dois Dalai lamas, porque a china adora fazer uma versão genérica de tudo

  • Eu sei que pode ser um pouco demais, mas vcs nao acham que já é tempo de chamar um economista que não seja neoclássico pra dar pitaco tb? Acho até estranho o Matias ser de boas tendo só a Vivian falando de economia aí. (Estudante de economia aqui)

    • Pra fazer comentários keynesianos? Não precisa de um keynesiano no programa porque a prof. Vivian obviamente entende da teoria keynesiana, já deixou isso evidente em outros programas. E, felizmente, que também compreende o keynesiano o bastante para lhe fazer as críticas que ele merece receber.

  • Então, senhor Matias, por favor, nos elucide. Aponte em que o Colunista (que, como o nobre Felipe Figueiredo, não é comunista, é coLunista) está equivocado sobre o Zimbábue. Ou então, nos aponte alguma das maravilhas sobre o Zimbábue que o autor politicamente incorreto omitiu sobre o país. Porque eu com certeza não sei de nenhuma.

  • Os membros do Xadrez Verbal são East Coast ou West Coast?

  • Felipe, o que você acha desse novo decreto que o Trump vai assinar ou já assinou para tirar as regulações do sistema bancários que foram criadas depois da crise de 2008? vlw

  • Bom podcast como sempre, Filipe e Matias! Só quero fazer uma pequena correção a tempo do próximo episódio ir ao ar: o senador Cássio Cunha Lima, que o Filipe citou ao falar dos senadores que foram à Venezuela, é do PSDB da Paraíba, não de São Paulo.

    Um abraço e espero ansiosamente o podcast desta semana.

  • Vocês comentaram que o Winter of Fire é um documentário polêmico, qual seria o outro lado dessa história?

  • Pingback: Comissão de Inquérito e os crimes de guerra em Aleppo |

  • Pingback: Comissão de Inquérito e os crimes de guerra em Aleppo – Meu Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s