Xadrez Verbal e Atila Iamarino – Especial Coronavírus #27

Programa de número 26 sobre a pandemia da covid-19 com o biólogo e virologista Atila Iamarino para trazer uma perspectiva diferente ao noticiário internacional. Aqui você terá, gratuitamente, as principais notícias sobre a pandemia e um estudo de caso sobre a relação do coronavírus com os pangolins, junto com as análises do que está funcionando, o que não está e quais as lições para o Brasil!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Especial Coronavírus #21 – Estudo de caso: Senegal

Reportagem “Aqui é Angela Merkel, o que você tem para me dizer?”, por Ana Carbajosa

Música de encerramento Amizade, com Fundo de Quintal

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 01:38:40 – Estudo de caso: origem do vírus e Pangolins
  • 02:07:33 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

14 Comentários

  • Sou farmacêutico e acompanho vocês a um tempão! Quando falamos de Hipertensão, os IECAS (uma classe de medicamentos) tem uma interação com os receptores ECA ou ACE (“porta de entrada” do SARS-CoV-2 nas células). Esses medicamentos não são tão efetivas em pretos, pois o Sistema Renina-Angiotensina não são tão funcionais. Sei que na África há uma boa gestão de crise sanitária, porém, esse fato bioquímico do metabolismo dos pretos não poderia influenciar também nos casos relativamente baixos no continente? Abraços!
    PS: estou manatorando o Fronteiras! 😉

  • Ovindo agora o episódio, com a imagem mental do Comendador Atila, devidamente trajado, com sua medalha, uma peruca da nobreza e um monóculo, pois na minha cabeça só existe essa versão agora. Brincadeiras à parte, parabéns ao Atila pelo reconhecimento. Digo isso com um orgulho danado de vocês três por terem insistido em nos oferecer informação de qualidade ao longo desse ano pandemônico. É sempre um prazer ouví-los.

  • Vitor Lacava Marinho

    Parabéns a todos os envolvidos no programa. Ótima fonte de informação. Parabéns ao Atila pela comenda. Acredito que o Filipe, o Matias e o restante da equipe do xadrez verbal também merecem algum tipo de prêmio por divulgação de conteúdos relevantes e de excelente qualidade.
    Fiquei com uma dúvida em relação ao que se sabe sobre a origem do vírus. É possível que ele tenha surgido fora da China? Tenha sido levado para Wuhan e lá sofreu a mutação ou recombinação gênica (ou algum outro processo de modificação genética)?
    Outra dúvida que eu tenho: Como uma espécie (ou cepa ou tipo, não sei qual é a terminologia correta) de vírus é definida? Qual o limite para que dois vírus sejam considerados de cepas diferentes? Pelo que li no livro que o Atila recomendou (A História da Humanidade Contada pelos Vírus – que é realmente um ótimo livro), temos dois tipos de vírus HIV. O que diferencia um do outro. Com a quantidade de mutações que acontece com esse vírus especificamente, porque não temos um HIV tipo 3?

  • Respeito o trabalho, mas acho que já cansou o tema, a gente já sabe dos perigos, e sabe que a maioria da população nao esta nem aí…acabamos só nos estressando mais com mais informações sobre o COVID

  • Olá!! Mais um super programa, pra variar!! Parabéns!!

    Gostaria de dar uma sugestão de estudo de caso!! Sou professor e estou escutando muito sobre as escolas estarem abertas em outros países. Recebi vários vídeos de médicos falando sobre artigos científicos que discutiam o assunto e colocavam que não têm motivos para fechar as escolas. Invariavelmente, o comentário era que não havia diferença relevante entre o fechamento das escolas e a dispersão do vírus.
    Estou realmente perdido sobre o assunto. Como professor de ensino médio tenho medo de ser um vetor da doença e, também, de pegar a doença. Na minha cabeça é muita responsabilidade.

    Obrigado

    Abraço a todos

  • Excelente episódio. Obrigada pela dedicação, esforço e paciência para manter os 27 especias de Coronavirus na ativa. Muita das informações que vocês disponibilizaram me deu uma super força para aprovar Microbiología I na faculdade esse ano. Vocês 3 merecem muita paz e inmunoglobulinas potentes no seu sistema.
    Abraços e beijos na mucosa do trato respiratorio de cada um (como diria Filipe)

  • Vcs n vao colocar o Podcast no spotfy?

  • Aqui em Toronto fecharam quase tudo novamente. Só não entendo porquê mantêm as escolas abertas… Tem outros países na mesma situação sem fechar as escolas?

    • Austria fechou as escolas por apenas 2 semanas e abriu de novo enquanto o resto continuou fechado, abriu as lojas pro Natal, n é o mais esperto pra COVID, a motivacao pra escola é, n traumatizar uma geracao inteira, aparentemente aqui eles fizeram algum calculo q isso faz sentido. Pro comércio o racional era q pro Natal manter fechado seria uma punicao muito alta e talvez muita coisa quebrasse.

  • Muito bom, programa legal como sempre!!
    Muito obrigado pelo conteúdo!!

  • Como sempre, foi um ótimo programa.
    Queria tirar uma dúvida, sou Bombeiro Militar aqui em Minas Gerais. Será que consigo acesso a esse medicamento preventivo do HIV ?
    Temos contato com sangue de várias pessoas durante nosso serviço e um dos grandes medos nossos é ter o contato e ser “contaminado”. Se pudéssemos realizar o uso desse medicamento, seria uma grande ajuda.
    Bom fim de ano e início do novo ano vocês, abraços.

  • Gostaria de tirar uma dúvida com o Átila, comparando a pandemia da Covid com a pandemia da Gripe Espanhola de 1918. No livro A Bailarina da Morte, Schwarcz e Starling comentam que a pandemia da Influenza sofreu três ondas (sendo a segunda a pior) em 1918, e desaparecendo em questão de meses. Mais letal que Covid e de maior propagação, simplesmente desapareceu, após causar os estragos, e em um período de tempo menor do que hoje vivenciamos com Covid, e sem vacina. Qual é o fator de diferença, por que a pandemia da Espanhola foi embora e a da Covid não? Átila já explicou que Influenza migra de hemisférios, permanecendo onde é inverno, porém por que a pandemia do Covid também não segue um mesmo rumo de diminuição de casos que nem a Espanhola?
    Beijos, adoro vocês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.