Xadrez Verbal e Atila Iamarino – Especial Coronavírus #23

Programa de número 23 sobre a pandemia da covid-19 com o biólogo e virologista Atila Iamarino para trazer uma perspectiva diferente ao noticiário internacional. Aqui você terá, gratuitamente, as principais notícias sobre a pandemia e um estudo de caso sobre a pandemia na Argentina, junto com as análises do que está funcionando, o que não está e quais as lições para o Brasil!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Entrevista com John Nkengasong “Nosso objetivo é imunizar 60% da população africana”, por Noor Mahtani

Matéria Apesar de custos econômicos, lockdowns abrem caminho para recuperação mais rápida, diz FMI, por Alessandra Corrêa

Coluna na Gazeta do Povo Argentina, coronavírus e o confinamento

Músicas de encerramento:

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

01:56:25 – Estudo de Caso: Argentina
02:21:25 – Música de Encerramento #01
02:24:00 – Música de Encerramento #02

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

14 Comentários

  • Boa alvorada, Filipe, Matias e Atila.
    Tenho uma dúvida relacionada ao tratamento utilizado contra a COVID. O Atila disse que usaram os anticorpos que têm uma melhor resposta à COVID no Trump. A minha dúvida é: por que não utilizam os anticorpos das duas pessoas que se curaram da AIDS (Timothy Brown, da Califórnia e Adam Castillejo, de Londres) no tratamento de pessoas soropositivas?

    • Pq o Átila na faz propaganda do nerdologia no twitter dele?
      E o vídeo com o de neil degrasse tyson no jovem nerd?

      • Tanto o Atila quanto o Filipe, são apresentadores do Nerdologia.
        Filipe às terças e Atila às quintas.
        Nerdologia começou como um quadro no Nerdoffice do Jovem Nerd e, graças os nerds e não nerds, ganhou “vida própria”.
        Segue eles lá no canal do Nerdologia para atender história as terças e conhecimentos gerais às quintas.
        Espero ter ajudado.

  • Pingback: Xadrez Verbal e Atila Iamarino - Especial Coronavírus #23 - coronavírus Blog

  • Parabéns ao Comendador Atila!!

  • Primeiramente, parabéns pelo programa. Cheguei aqui através do Atila e do Carapanã e agora, não paro de ouvir os Xadrez Verbal. Meu objetivo é ser bem informado, não feliz.

    Enfim, demorei 23 programas e quero parabenizar os três pela capacidade de transmitir informações, de forma simples e facilitar o entendimento de todos. Hoje, consigo explicar as principais novidades sobre o Corona pra toda minha família e amigos, ajudando a manter a prevenção.

    Parabéns, especial ao Atila. Primeiro pela paciência, depois por ser “alarmista”. Não fosse seu “”””alarmismo””””, com certeza, muito mais gente teria morrido no Brasil. Você colaborou pra salvar centenas de milhares de vidas. Obrigado!

  • Bom crespúsculo Matias, Filipe e Atila

    Ouvi este último xadrez verbal no hotel de quarentena em Taiwan.

    Acabei de entrar no país, vindo da Tailândia, onde apesar da Junta, com o esforço coletivo e um plano de ação simples o surto local está contido há muito tempo. Ainda assim, nada que eu vi lá se compara ao nível de monitoramento e prevenção que eles têm aqui em Taiwan. Vendo de dentro, não me surpreende que o país tenha evitado um surto de Covid tão bem. Pretendo escrever um pequeno relato ao fim dos 21 dias, afinal eles pedem 14 dias de quarentena (sob multa de ate 1 milhão de NTD a quem furar) mais 7 dias de contato mínimo com o exterior.

    Deixarei um comentário no próximo especial do coronavirus com mais detalhes pra vocês lerem para o Atila se for de interesse.

    Filipe, por favor manda um beijo na mucosa do meu pulmão, pra que eu saia dessa quarentena sem descobrir nenhum vírus.

    Beijos,

    P.s. Eu sei que a grafia do meu nome é a versão espanhola, mas minha mãe que quis então pode.

  • Mais um ótimo programa! Queria só agradecer o comentário longo e extremamente carinhoso feito no programa passado sobre eu e meus biscoitos, e dizer que também estou com saudades de visitar vocês no estúdio (com biscoitos, claro!). Queria mandar um beijo pra Marcinha, minha co-podcaster, e o Edinho, o senhor Marcinha, que estão bem viciados no programa por minha causa. Obrigada hoje e sempre, paladinos da pandemia!

  • Aí, Filipe… “chefa” pode ser tudo, menos um “bom Português”.
    Forte abraço!

  • Luis Eduardo Reis da Silva

    Ótimo programa como sempre, obrigado pelo conteúdo!!

  • Bom crepúsculo, queridos!

    Primeiro de tudo parabéns pelo trabalho sensacional do Xadrez. Graças a vocês venho melhorando muito meus conhecimentos sobre política e história global que não eram lá muito bons, devo confessar, haha. Em segundo lugar, parabéns pelo especial sobre o corona que vocês fazem com o Átila, que é sempre muito muito informativo e me ajuda a entender o que está acontecendo mundo afora. Muito obrigada!!

    Eu também sou Bióloga formada pela USP e estou terminando (!!!) meu doutorado em Genética no momento. Eu ouvi este episódio na semana passada e, como trabalho com células-tronco, queria só fazer alguns comentários COM O MAIOR RESPEITO DO MUNDO pelo meu amado veterano Átila.

    Aos 95′, o Átila começa a falar sobre células-tronco embrionárias e o que seriam as células adultas convertidas em células-tronco, mas ele faz algumas confusões sobre os conceitos de toti, multi e pluripotente que eu queria esclarecer. As células-tronco embrionárias são, na verdade PLURIpotentes, não totipotentes. As únicas células totipotentes em mamíferos são o próprio zigoto (aquela célula derivada imediadamente após a fecundação) e as poucas células que se formam das primeiras divisões desse zigoto. As células embrionárias são derivadas de um estágio posterior de desenvolvimento e podem sim virar qualquer célula do corpo, como o Átila disse, mas não as células da placenta, e por isso são PLURIpotentes. As TOTIpotentes são ainda menos comprometidas e podem virar tanto células do embrião (corpo) quanto da placenta, é só essa a diferença. Ele também diz que as células adultas convertidas em células-tronco não são iguais às embrionárias. Eu imagino que ele esteja falando aí das iPSCs, que são as células-tronco pluripotentes induzidas. Essas células são “reprogramadas” de células adultas e convertidas em células-tronco, como ele falou. Porém, como o próprio nome delas já diz, elas também são PLURIpotentes, iguais às embrionárias. Derivar essas células hoje é, na verdade, um pouco mais fácil do que derivar células de embrião, mas ambos os tipos celulares tem suas utilidades e aplicações. E ambos os tipos também tem a capacidade de virar qualquer célula do corpo (em teoria).
    Outra coisa, nos EUA, a geração de células embrionárias não é proibida, mas não podia ser financiada com verba pública, apenas com verba privada (não sei se isso mudou). E as células HEK são células derivadas de rim de um feto e não são células-tronco, como ele mencionou. Mas elas sofreram, em laboratório, um processo de transformação pra que pudessem crescer quase que indefinidamente e por isso conseguem usadas até hoje mesmo após quase 50 anos.
    Sobre as células-tronco de cordão umbilical e células-tronco adultas, ele falou que são pluripotentes, mas neste caso o correto seria MULTIpotentes e o conceito é exatamente o que ele falou mesmo, só o nome que está trocado.
    E eu amei muito a analogia da especialização celular com a graduação acadêmica. ❤️

    Um beijo pra vocês e parabéns pelo trabalho fantástico, sou muito fã!
    Me mandem um beijo na mucosa do pulmão, por favooooor!

  • Bom crepúsculo Xadrez Verbal!
    Queria parabenizar o Atila pela live com o professor Marcelo Gleiser, foi muito bom ver duas pessoas tão empenhadas em divulgar conhecimento juntas e queria sugerir uma live do Gleiser com O Xadrez Verbal e o Atila. Seria um sonho realizado.

    Abraços

  • O Átila reclamou que o Tump cortou verbas estatais das pesquisa científica. Mas eu queria saber porque o algoritmo do mercado, sempre tão eficiente em suprir as necessidades humanas, não providência essas pesquisas por si só?

  • Bom dia! Gostaria de perguntar ao Átila sobre possíveis efeitos colaterais de uma vacina a longo prazo. Por exemplo 1 ano.
    É relevante? Há histórico? O que dizer sobre o coronavac que não chegou a ter esse tempo de análise?
    Obrigado pela atenção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.