Fronteiras Invisíveis do Futebol #59 – Especial Copa II

Continuamos nosso especial de Copa do Mundo aliada à História Global. O ano é 1953 e seguimos pelas crises, pela construção do muro de Berlim e a chegada da Guerra Fria na América Latina, com a Revolução Cubana de 1959. O conflito geopolítico e ideológico se espalha pelo mundo e pelas selvas do Vietnã.

Até a Copa de 1974, surgirão dezenas de novos países, independentes das antigas amarras coloniais. A ascensão da importância do Oriente Médio é outro fenômeno desse período que veremos, assim como os avanços tecnológicos, as tendências musicais e, claro, o principal fenômeno que existiu entre as décadas de 1950 e 1970: Pelé. Tá esperando o quê para dar play no seu podcast de História?

Referências no programa

Em breve

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.

Assine um dos feeds do Fronteiras Invisíveis do Futebol e não perca nenhum programa: feed RSS, feed do iTunes e feed Player.FM, feed Deezer e feed Pocketcast

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinatura

Filipe Figueiredo, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

botãocursos

Anúncios

13 Comentários

  • A sonda Venera 3 não foi esmagada pela gravidade, mas sim pela altíssima pressão atmosférica de Vênus.
    E, na verdade, a sonda que enviou as fotos de Vênus à Terra foi a Venera 9, em 1975. A Venera 3 perdeu contato com a Terra antes de chegar na superfície do planeta. As sondas posteriores conseguiram pousar e enviar dados, mas a primeira a enviar imagens de fato foi a Venera 9. Vale lembrar também que a superfície de Vênus não é visível a partir da Terra, mesmo com os telescópios mais avançados, por conta da altíssima densidade da atmosfera do planeta.
    O mesmo ocorre no sentido inverso. Caso existissem ETs em Vênus, eles não conseguiriam ver o céu, apenas uma eterna e gigantesca neblina.

    • Vênus tem tamanho e portanto gravidade semelhante a Terra, certo? Por que então a alta pressão atmosférica? é atmosfera em excesso?

      • A pressão exercida pela atmosfera. Planetaria será proporcional à massa dos componentes da atmosfera. Dado que é basicamente CO2, entre outros componentes, é muito mais pesada que a atmosfera terrestre, 90 vezes…

  • Guilherme Zacarias

    Suiça, Vietnã, Paraguai e Afeganistão, quatro países pequenos que vão dar muita dor de cabeça para qualquer um que pensar em invadi-los.

    Mas agora sério, sobre o bombardeamento de Laos recomendo assistir uma das melhores séries no YouTube atualmente, feita por Evan Hadfield, filho do Astronauta Chris Hadfield, e um dos episódios que menciona o que ficou conhecida como “Guerra Secreta”, a campanha de bombardeamento estadunidense, na tentativa de desromper as linhas de suprimentos dos Vietcong. Mostrando as cicatrizes que ficaram para trás, o documentário mostra como o povo daquele país mostra como se aproveitam da sucata militar, para fazer de vasos de plantas a fundações de casas. Em outros episódios também marcantes, mostra o maus tratos que elefantes sofrem com passeios com turistas, e uma organização que busca a conscientização de turistas e a mudança do mercado de turismo. Relata também o primeiro 11 de Setembro, dia que Salvador Allande foi removido do poder pelo Pinochet com ajuda da CIA e a subsequentes torturas em subversivos. Em um episódio um pouco menos profissional Evan mostra o esforço na limpeza de minas terrestres no Camboja pela APOPO utilizando-se de ratos treinados, os quais inclusive você pode “adota-los” como meio de doações para a ONG. E pra fechar o comentário, ele conta a história do Genocídio Khmer Vermelho, inclusive visitando uma antiga escola que foi convertida em do mais notórios campos de extermínio do regime.

    Bombardeamento do Laos – Scars of the Secret War

    Genocídio do Khmer Vermelho – Death of A Nation: The Khmer Rouge’s Cambodia

    ONG de Elefantes do Camboja – The Last Elephants of Cambodia

    Ratos limpadores de minas terrestres – The Minesweeping Rats of Tanzania

  • Não me levem a mal!!
    o programa é excelente
    devo destacar as “partes” do matias, exemplo de erudição, manja demais

    infelizmente, nao posso deixar de comentar a ausência de comentários sobre os regimes comunistas e suas respectivas atrocidades

    nao é possivel que vao falar da guerra as drogas do reagan e nem um piuzinho sobre o pol pot? puxa vida

    os dados sobre a grande fome chinesa sao completamente descabidos!
    o PRÓPRIO governo chinês fala em 15 milhões de mortes

    Frank Dikotter, autor de “A grande fome de Mao”
    (acho que ele tem alguma base)
    fala em ao menos QUARENTA E CINCO MILHÕES de mortes

    400mil
    tá de brincadeira né?

  • Programa ótimo! Aliás, primeiro Fronteiras situado no crepúsculo (vide a saudação do Matias) 🙂

  • David Onezio Moraes

    Sabem dizer se a segunda seleção do Professor Tanguy Baghdadi é a Holanda? Abraços, grande programa.

  • Só um destaque dessa semana de Copa (que não passou despercebido pela mídia) que foi a comemoração dos jogadores suíços de origem kosovar/albanesa Xhaka e Shaqiri, fazendo alusão a bandeira albanesa e um grupo de torcedores sérvios com blusas com a foto do genocida Ratko Mladić.
    Ah e Filipe, fala para me aceitarem de volta no Carsughi mania, prometo que não vou mais falar que o Malcom é melhor que Gabriel Jesus (vou deixar o tempo provar)

  • Assim como o Filipe, gosto muito desse período de exploração e corrida espacial. Tem um pequeno documentário sobre isso no DW Documentary chamado ‘Science fiction – Sputnik and the space race in the 1960s’ que retrata esse tempo e a influência desse otimismo científico na ficção.
    Só uma coisa, vocês falaram sobre o primeiro homem no espaço, sobre a primeira mulher, mas esqueceram de Laika, o primeiro ser vivo a orbitar o planeta Terra. Episódio que, na minha modesta opinião, foi um baita momento escroto (desculpem o termo) da humanidade.
    Ouço vocês desde o começo do ano e já ouvi todos os ‘Fronteiras’. Gosto muito da historia do século XX e esse é, sem dúvida, um dos meus favoritos. Parabéns pelo trabalho.

  • Sensacional essa série sobre a história das copas e a história do mundo paralela aos mundiais. Sou um grande fã do programa. Manda um abraço pra cidade de Pesqueira-PE.

  • A quem interessar o período da guerra fria, em especial nas Alemanhas, recomendo a fantástica série Deutschland 83. É sobre um a pessoa normal que se vê envolvido em espionagem na fronteira. A série é toda em alemão, e expõe muitas das contradições dos dois lados. Fenomenal

  • Só uma observação: o intervalo do Super Bowl dura apenas 15 minutos, o tempo normal de intervalo entre os segundo e terceiro tempos 😉

  • Pingback: FUTEBOL, HISTÓRIA E GEOPOLÍTICA – Ativando Neurônios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.