Xadrez Verbal Podcast #137 – Síria, Coreias e América Latina

Chegando sua revista semanal de política internacional em formato podcastal! Comentamos os ataques na Síria realizados semana passada, pouco tempo depois de quando o podcast foi ao ar. Também passamos pelos acontecimentos da semana no Oriente Médio, o que inclui a nova peripécia de Erdogan na Turquia. De lá para a península coreana, onde o clima é de otimismo para a vindoura cúpula, com até encontros entre Kim Jong-un e Mike Pompeo, então diretor da CIA.

E aí vamos pra Cuba! Raúl Castro passou o bastão para Miguel Díaz-Canel, e o que isso pode significar? Giramos pela América Latina e também falamos bastante do Brasil e a falsa polêmica por um vídeo para a Al-Jazeera. Matias Pinto e Filipe Figueiredo giram pelo mundo, o que inclui um retorno à Gloriosa República de Vanuatu, Economia com a professora Vivian Almeida, a semana na História, dicas culturais e os peões da semana fecham um programa que propõe um protesto contra o presidente de Uganda!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Filme Nascido para Matar

Filme Hair

Música Sorriso Negro, de Dona Ivone Lara

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

Anúncios

33 Comentários

  • Ouvinte químico aqui (sabia que minha formação teria algum sentido algum dia!):

    Isopropanol é sim um dos reagentes para produzir o Sarin. Porém três pontos são importantes de colocar.

    1. O Sarin é a junção de duas moléculas. Uma é o isopropanol e a outra um composto fosforado (que contém o elemento fósforo). E é este composto fosforado que, além de não ser tão facilmente produzido, é por si só bastante específico e usado quase sempre apenas como precursor de armas químicas. Já o isopropanol é a parte trivial na síntese e seu uso é bem genérico em todos os ramos da química sintética.

    2. Isopropanol é bastante comum e usado para várias coisas. Se você tiver algum daqueles sprays “limpa lentes”, vai muito provavelmente ter isopropanol como composto principal. É usado como material de limpeza onde o uso de detergentes não são recomendados, ou como desinfetante, ou como matéria prima para síntese de muitos produtos industriais.

    3. Recentemente comecei a trabalhar com isopropanol no laboratório onde faço pesquisa e descobri, olha que curioso, que isopropanol tem um cheiro bastante característico, que é o mesmo cheiro de Balalaika, aquela vodka barata das festas universitárias raiz.

    • Será que essas vodkas não são um convite ao câncer? (se tem esse aroma)
      Deve ser a caninha da roça dos russos…

      • Vodkas boas não costumam ter esse cheiro, só as mais podrera.

        • sobre as Vodkas realmente as que seguem a receita tradicional, não tem cheiro.
          mas o que acontece muitas vezes são falsificações, exemplo boa parte da Vodka que é consumida no mundo não pode ser classificada como a receita tradicional:

          exemplo:

          aqui vodka é tudo vodka mas la fora, por exemplo as Smirnoffs e outras são classificadas por números:

          a Smirnoff Número 51 ( aquela tradicional vermelha ), pode ter sutis alterações na Formula de acordo com o local que a mesma é produzida.
          mas a Smirnoff Número 57 ( que tem no mínimo 50% de alcool ) segue mais a receita “tradicional” mas isso ao meu ver é tendencia, não so com vodka mas por exemplo.

          a marca de cachaça 51: mudou o % de alcool de 40% para 38% de alguns produtos..

          agora se abordarmos pelo: DECRETO Nº 6.871, DE 4 DE JUNHO DE 2009.

          Das Bebidas Alcoólicas Retificadas

          Art. 61. Vodca, vodka ou wodka é a bebida com graduação alcoólica de trinta e seis a cinqüenta e quatro por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida de álcool etílico potável de origem agrícola ou de destilado alcoólico simples de origem agrícola retificado, seguidos ou não de filtração por meio de carvão ativo, como forma de atenuar os caracteres organolépticos da matéria-prima original.

          fonte http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D6871.htm

          então até mesmo as vodkas com cheiro por essa lei ridicula pode ser consideradas vodka.

    • Para complementar o excelente comentário acima, talvez muita gente conheça o isopropanol pelo nome de “álcool isopropílico”. É realmente um composto bem comum, inofensivo por si só e com muitas aplicações industriais.

      No que se diz respeito à proliferação de armas químicas, a Convenção Sobre as Armas Químicas classifica diferentes compostos químicos de acordo com o suas aplicações militares e industriais. Quanto mais útil para armas e menos útil na indústria maior o controle. O composto fosforado que o Marcos mencionou (Difluoreto de metilfosfonila) é classificado na categoria 1 e portanto não pode ser comercializado e não pode ser estocado em larga escala. O isopropanol não é uma substância controlada pela Convenção sobre Armas Químicas, mas desde de 2013 existem sanções da União Europeia que restringiam a sua exportação especificamente para a Síria.

  • Ouvinte cinéfilo da boca do lixo

    Shin Sang-ok dirigiu uma das mais memoráveis obras do cinema de monstros gigantes: Pulgasari.
    É o filme que se passa na Coréia feudal, onde um soberano cruel faz a população sofrer e oprime quaisquer revoltas populares. Então um homem que não concorda com o regime, acometido por uma injustiça é preso. Como ele era ferreiro, e parece que os ferreiros injustiçados da Coréia tem os poderes dos magos hebreus, ele constrói um mini golem de arroz Godzilla wannabe, que ganha vida e cresce comendo metal. Esse monstro começa a se vingar do soberano do mal, libertando a população oprimida, e alimentando os ideais norte-coreanos de “democracia”, “poder ao povo”, ~liberdade~, entre outros da propaganda daquele país.
    É um trash, tem muita maquete e borracha. Tem atuação canastra, mas é divertido paca, ou não, se você não tem senso de humor para ver “o monstro do Comunismo” salvando a Coréia da tirania…

    • Shin Sang-ok é ou foi esposo de Choi Eun-hee, a atriz falecida citada no programa. Não sei se já faleceu. Vou procurar mais de sua produção pois pelo título parecem tão cinematográficos quanto esse…

  • Nada melhor que escutar xadrez verbal enquanto assisto uns hentaizão.

  • Olá Filipe! Só gostaria de confirmar que sim, vocês tem ouvintes que são do Exército Brasileiro. Eu sou tenente do EB e formado em Engenharia de Fortificação e Construção (também conhecido como Engenharia Civil). E gostaria de ressaltar que, no comentário sobre a eleição do Miguel Díaz-Canel em Cuba, ele não é Engenheiro “Elétrico”, e sim, Engenheiro Eletricista. Minha sogra é engenheira eletricista e sei, por ela mesmo, que eles odeiam serem chamados de “elétricos”. E por último, mas não menos importante, como a maioria das viagens de carro que faço duram menos de 1 hora, eu sou adepto de ouvir o podcast dirigindo nas estradas virtuais do Euro Truck Simulator 2. Grande abraço.

  • Notícia do G1:

    Historiador promove “boquetaço” no Brasil em protesto contra governo africano.

  • Nem posso mais ver campeonato europeu afinal alguns times são “patrocinados isis ” pois Catar (fly Emirates ) é patrocinadora de AC Milan,Arsenal FC,Hamburger SV, Paris Saint-Germain,Real Madrid C.F.,S.L. Benfica e inclusive nosso menino Neymar.

  • Leonardo José Montebugnoli

    Gostaria de deixar aqui o meu protesto ao Filipe Figueiredo pelo seu comentário CLUBISTA sobre a dona Ivone Lara no Facebook, suas palavras foram:

    “Infelizmente, o próximo programa provavelmente será encerrado com Dona Ivone Lara, a Rainha do Samba”

    Em repúdio vou ser clubista tbm, falando uma verdade.
    A rainha senhora DONA IVONE é >>>>> Iron Maiden+Pink Floyd (isso msm, somado).
    “Ambiente de rock é ambiente de drogas. Vocês caem fora de ambiente de rock hein” by Rogérinho do Inga. Olha o nome do estilo, é uma clara alusão a pedra(rock) de crack.
    Abrss

    • Eu vou dar o benefício da dúvida de que isso foi uma tentativa de piada, já que o infelizmente foi pelo seu FALECIMENTO, e costumamos priorizar o encerramento do programa com músicas de artistas que morreram na semana.

      • Leonardo José Montebugnoli

        Peço desculpas, sabia do falecimento da Dona Ivone, o que me deixou bem triste. E também sei quando artistas falecem ou é alguma data relacionada a estes (como aniversário de morte/nascimento) normalmente são homenageados no programa, como por exemplo Ástor Piazzolla e Violeta Parra que são dois artistas que vcs já prestaram homenagens e eu gosto muito de ambos.
        Mas tinha entendido que você não gostaria de escutar ela no final do programa, como em alguns outros cujo o Matias trouxe músicas “exóticas”, frente a isso escrevi este comentário. Foi uma piada e referência ao choque de cultura. Não quis satirizar a morte da Dona Ivone que eu escuto e gosto bastante.
        De qualquer modo peço desculpas se alguém se sentiu incomodado, não foi essa a intenção.

  • Cara de quem n entendeu a referência do poker :/

  • Partiu fazer um protesto na Uganda – Boquetaço na frente da residencia presidencial k

  • Amigos, poderiam esclarecer o que é um “falcão” no governo estadunidense, por favor?
    Outra coisa, como faço pra entrar na chancelaria? to apoiando o programa no “padrim” mas ainda não entendi onde tenho que pedir para acessar o grupo.
    Obrigado.

    • Thor Gabriel Martins

      Falcão e uma alusão aos falcões de guerra ou war hawks que e um termo na política americana que significa algum político que seja a favor do Estados unidos entrarem em guerra ou alguma solução mais agressiva e ou belicosa sempre que estão em alguma situação de tensão internacional

  • Esperando o Fronteiras sobre Vanuatu…

    P.s. Ideia de drinking game (com café para os abstêmios o/): beber um gole toda vez que a professora Vivian usa o “é” como marcador conversacional (“é,é…”) rsrs Resultado = Não foi uma boa ideia o.O
    Com todo respeito tá. Super curto a coluna! ;D

  • Thor Gabriel Martins

    Ótimo programa como sempre, gostaria que se possível vocês fizessem uma análise do exército brasileiro como fizeram do coreano e também falassem mais sobre como é a visão do Brasil pelos outros paises da América do sul (se já tem post ou programas sobre isso me desculpem mas por favor me indiquem quais são)

  • Ainda no assunto “aproximação entre as Coreias”, aqui vai mais um exemplo da linha paz e amor que os dois países (principalmente a Coreia do Norte) têm adotado: quem se atreve a brigar com o vizinho quando vai a um encontro regado a VINHO DE AZALEIAS?
    https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2018/04/menu-de-encontro-entre-kim-jong-un-e-moon-jae-in-tera-macarrao-norte-coreano.shtml

    Ah, e adorei a ideia de geral ~meter a boca~ contra o presidente ugandês 😀

  • Nos comentários sobre a notícia da atualização do nome da Suazilândia para Reino de eSwatini, enquanto o Filipe, falava das características absolutistas do governante, apesar de ele ter dito que se tratava de um gracejo, fiquei em dúvida se dá para dizer que o papa seria também um “monarca absoluto”, pelo fato de ele, de certa forma, ser eleito por um grupo de pessoas.
    Sobre as declarações do presidente de Uganda, eu apoio que o “protesto” seja permanente por parte dos/das ouvintes do podcast, defendendo sempre o uso a boca para fins muito mais úteis e agradáveis que fazer declarações como as dele, rs.

  • LUIS GUILHERME MAIA FONSECA

    Matias, vcs vão fazer um programa especial quando se aproximar das eleições sobre a conjuntura interna do Brasil? e o que isso vai mudar na política externa brasileira?

    Queria deixar a sugestão de contribuição do Marcelo Rios do canal do Yutubiu Hoje no Mundo Militar para algum programa… ele é um bom comentarista a não ser que não se goste de ouvir alguém falar “Caros amigos,… bem-vindos…”

  • Escuto vcs de Floripa/SC e cresci em Jaboatão dos Guararapes/PE, nas entradas da cidade pernambucana é possível observar a frase: “Jaboatão dos Guararapes: A Pátria nasceu aqui”, levando em consideração que o Brasil teria (re)nascido após a expulsão dos holandeses.
    E Felipe, coisas elétricas você põe na tomada, assim como o ferro de passar, que é um ferro elétrico, o engenheiro ou técnico em eletricidade é engenheiro/técnico eletricista.
    Parabéns pelo programa. Abs.

  • Sim, há milicos do exército como ouvintes do XV. Tenho escutado vocês há alguns meses. Sou tenente do EB servindo em Altamira/PA. Sensacional, o programa. De fato há vontade institucional de afirmar a “democracia racial” do EB [mesmo a massa do oficialato sendo branca].

  • Gostaria de recomendar o jogo Hearts of Iron IV. Nele você pode escolher um país para comandar durante a segunda guerra mundial (o jogo começa em 1936), é simplesmente sensacional.
    Parabéns pelo ótimo podcast !

  • Peguei pra ouvir o podcast recentemente, gostei bastante do último, e to achando bem legal este. Porém, uma coisa me incomodou bastante, a normalidade como vocês lidaram com A liga (Antiga liga nord) italiana, partido claramente de inspirações fascistas, que queria separar o norte, sempre trabalhando com esteriótipos públicos do norte – “civilizado” ” trabalhador” – frente ao sul ” animalizado” ” preguiçoso” etc – , que se renovou recentemente com o discurso islamofóbico, adquirindo até mesmo prefeituras no sul do país. O movimento cinco estrelas, por sua natureza moralista, não deseja aliança com Berlusconi (algo que vocês colocaram como algo louvável), porém considera fazer aliança com um partido fascista limpinho e cheiroso, sem o histórico moral de Berlusconi. Me incomodou bastante esta naturalização do discurso da extrema direita italiana.

  • Obrigada pelo podcast! Manda um salve, ouvinte da Sardenha!

  • Conheci o programa recentemente e já virei fã, é um conteúdo de excelentíssima qualidade e me ajuda demais a me manter atualizado para o meu vestibular. Abraços de Minas.

  • Luiz Paulo Pimentel

    Boa noite caro Felipe, sei que é um comentário atrasado mas sou um ouvinte de longuíssima data do Xadrez Verbal, formado em Relações Internacionais e capitão do Exército brasileiro. Enfim, mais um dos que prestigiam, divulgam e toleram o podcast. Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s