Fronteiras Invisíveis do Futebol #41 – Romênia

Convidamos o amigo e colega de faculdade Rodrigo Lazaresko Madrid, para falar sobre os 140 anos do país dos seus avôs e nos corrigir na pronuncia desta particular língua latina! A região que é cortada pela cadeia montanhosa dos Cárpatos já foi controlada por dácios, romanos e valáquios na Antiguidade sendo disputadas por godos, hunos e turcos na Idade Média.

Entenda como Vlad III, voivode da Valáquia entre 1448-77 e da casa de Drăculești, conhecido como “Empalador”, tornou-se um herói local no contexto do romantismo no século XIX – sendo eternizado como o Conde Drácula pela pena do escritor irlandês Bram Stoker – às vésperas da independência romena. Por sinal, o primeiro registro do futebol no recém-formado Estado foi uma pelada de rua entre dois garotos na cidade de Arad.

De lá pra cá, a seleção local disputou sete Mundiais, chegando às quartas-de-final em 1994 graças ao talento da vitoriosa geração do Steaua București, primeira equipe do bloco socialista a conquistar a Copa dos Campeões da Europa em 1986, entre eles Gheorghe Hagi.

Já no século passado, a Romênia manteve uma posição diplomática dúbia nos principais conflitos regionais e mundiais, período marcado pela troca de comando entre ditadores e monarcas, até a ocupação do Exército Vermelho, a subsequente assinatura do Pacto de Varsóvia (1955) e a assunção de Nicolae Ceaușescu ao posto de secretário-geral do Partido Comunista, permanecendo no poder por 34 anos até ser fuzilado ao lado da sua esposa com 120 tiros.

Site dos parceiros do app Goleiro de Aluguel

Referências no programa

Filme A leste de Bucareste

Filme A morte do Sr Lazarescu

Documentário Meninos de rua

Música Dragostea Din Tei, do O-Zone

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.

Assine um dos feeds do Fronteiras Invisíveis do Futebol e não perca nenhum programa: feed RSS, feed do iTunes e feed Player.FM, feed Deezer e feed Pocketcast

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinaturaFilipe Figueiredo, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

botãocursos

Anúncios

4 Comentários

  • Antes de tudo, excelente programa!

    Deixo aqui uma recomendação cinematográfica, o documentário “Chuck Norris vs. The Communism” (o melhor nome possível para um filme) que discorre sobre o tráfico de filmes ocidentais na Romênia durante o isolamento cultural imposto pelo regime Ceausescu.
    O filme estava até pouco tempo atrás disponibilidade naquele serviço de streaming vermelho e sim, só assisti por causa do nome… Mas o filme é muito interessante.

    Continuem com o ótimo trabalho!

    Grande abraço!

  • Muito bom esse programa sobre a Romênia, interessante que ela é um país latino ao redor de eslavos. O convidado podia falar sobre muitos nomes romenos terminados em “escu”.
    Permitam-me contar uma pequena situação ocorrida comigo. Moro na cidade de Cáceres, estado de Mato Grosso e quando o Atlético Nacional jogou contra o Botafogo no Rio de Janeiro pela Taça Libertadores da América, na minha cidade estavam uns colombianos torcedores do Atlético que estavam voltando do Rio de Janeiro; eu estava na rodoviária e eles também, andando pela cidade, na rodoviária eles estavam pedindo contribuições (dinheiro) rsrsrrssrsrrs para irem embora, voltarem para seu país. Eu estava conversando com alguns deles sobre a Colômbia, queria informações, saber sobre o país, mas eles toda hora pediam dinheiro para comprar a passagem de ônibus para irem para outra cidade brasileira em direção à Colômbia. No final, ainda ajudei um pouco com uma pequena contribuição, mas valei pelo intercâmbio com eles.

  • o unico problema é que faltou a musica mais tocada na internet brasileira “Epic sax guy”. espero que no próximo sobre a Moldavia ela apareça.

  • Filipe falou que os góticos invadiram a Dácia, eles conquistaram a região com devido a musica chata, visual dark e o papo deprê?

    Sim, eu sei, são os godos, eu só não queria perder a piada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s