Xadrez Verbal Podcast #68 – Haiti, Iêmen e tensões entre Rússia e EUA

Na última semana, as tensões entre Rússia e os EUA cresceram. O governo dos EUA acusou a Rússia de crimes de guerra na Síria e de hackers do governo russo de terem tentado interferir nas eleições dos EUA. Em contrapartida, o governo de Putin teria ordenado que familiares de funcionários russos no exterior voltassem para casa. Além, testou três mísseis balísticos com capacidade nuclear e deslocou novos mísseis para Kaliningrado, conclave fronteiriço com a Polônia. Vamos tentar desenhar a situação como está.

Além disso, a Arábia Saudita voltou aos noticiários com ataques aéreos no Iêmen, outro conflito que está escalando. Um navio da marinha dos EUA foi alvo de mísseis dos houthis. Após a retaliação, o Irã enviou navios de patrulha para a região. Fazemos um giro pelo Oriente Médio e vamos para o Haiti, onde as consequências do furacão precisam ser contornadas. Giramos pelo mundo, a semana na História, os peões e dicas culturais fecham o programa, junto do Nobel Bob Dylan.

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Filme O rei e Eu

Filme Anna e o Rei

Série A ascensão do dinheiro

Livro Crônicas Bob Dylan Vol.1

Programa Last Week Tonight sobre Guantanamo

Música George Jackson, de Bob Dylan

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.  (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

Anúncios

24 Comentários

  • Caramba! os russos deixam pra quase entrar em guerra logo quando a temporada do Hockey vai começar? Ainda bem que o Ducks (meu time) não tem nenhum Russo HAHHUAHUAHUA
    Brincadeiras a parte, achei bastante legal os comentários sobre esse momento “antes” de um ocorrido de fato, me lembrou um livro chamado “Em Catástrofe — 1914: a Europa vai à guerra” do Max Hastings. É um livro muito bom para entender o pré guerra, as tretas nos Bálcãs… e pra quem está esperando o lançamento do Battlefield 1 dia 18 agora.
    PS: Acho que seria bem legal um vídeo sobre a primeira guerra, mas focando em outros frontes que não os Europeus.

    Abraços e ótimo trabalho!

  • Hey, Filipe, acho que o Irã não se encaixa no conceito de ditadura, é uma república islâmica representativa. Quase que uma mistura de semipresidencialismo e parlamentarismo.
    Mesmo o Líder Supremo poder ser deposto e é eleito e supervisionado pela Assembléia dos Peritos, sendo que os mesmos são eleitos por sufrágio universal.
    Eu diria que tem um objetivo semelhante ao da Alemanha, a primeira não quer um Quarto Reich e o Irã não quer um estado secular.

  • Sobre a parte sobre a votação na UNESCO, só discordo do comentário sobre antissemitismo e antissionismo… Apesar dos palestinos também serem semitas, o termo surgiu na Alemanha no séc. XIX com Steinschneider, especificamente para falar do preconceito contra judeus.

  • Felipe, a dois programas já que vocês não publicam o podcast no Deezer. Por favor não se esqueçam do Deezer.

    Meus parabéns a você e ao Matias pelo excelente trabalho, sábado já virou dia sagrado de ouvir o Xadrez Verbal pra mim.

    Abraço

  • João Felipe P.Silva

    Vocês estão cada vez melhores, adoro o programa. Abs.

  • A saída do Burundi do TPI não é um caso isolado. O questionamento ao TPI tem sido um tendência entre os Estados africanos. Debates sobre a saída em massa do continente vem ocorrendo na União Africana e, se não me falha a memória, a UA chegou a aprovar uma resolução que determinava que liberava seus Estados-Membros de não respetarem os mandatos do TPI.

    Um caso recente disso, foi quando o presidente do Sudão foi preso pelo judiciário sul-africano, porém, em um conflito com o executivo, o presidente sudanês teve seu salvo-conduto garantido pelo ministério da relações exteriores sul-africano ou pela própria presidência, não me lembro.

    Essa posição vem ganhando força no continente africano com o argumento de que o TPI seria um orgão excessivamente eurocentrico e difamador das lideranças africanas. O único estado a não seguir tal posição é… Botsuana.

  • Marco Aurélio Top-Top GARCIA *
    O Filipe Figueiredo xingou algumas vezes o Marco Aurélio CUNHA, o ex-dirigente do São Paulo. haha

  • Eu vim aqui em nome do Ivan do ANTICAST fazer bullying.
    Seu feio.
    Obrigado pela atenção.
    (Somente os fortes entenderão)

  • Jeferson Fonseca De Mello Junior

    E o que deu a rodada de negociações de ontem(15/10)? Não se esqueçam de dar um feedback dessa “treta” por favor. The Americans na veia…:) Um abração e parabéns pelo ótimo programa!

  • A palavra chave do quadro novo da Ana é “DAMA”:

  • Que edição excelente, principalmente o Xeque! No aguardo de um projeto assinado pelo Xadrez Verbal sobre armamentos e a projeção de poder no cenário internacional, algo meio Stratfor haha. Aliás, que participação incrível da professora Vivian Almeida faltava uma visão econômica do mundo, excelentes análises e pontos de vistas, tal como os argumentos ponderados e faltava uma voz feminina: pela representatividade e, convenhamos, ninguém aguentava a voz desses dois malandro clubista aí hahaha Brincadeiras aparte, parabéns pelo excelente trabalho Matias e Filipe!

  • Pro quadro da Ana, a “dama” tem que ser de ferro meus amigos!
    Pega essa intro: https://www.youtube.com/watch?v=X4bgXH3sJ2Q

  • Vcs mencionaram Goiás como um possível refúgio em caso de guerra. Levando em conta o histórico não é o melhor lugar, visto que o maior acidente nuclear em nosso país aconteceu no estado de… Goiás.
    E foi causado pelo descarte inadequado e irresponsável de um equipamento que continha cerca de 20g de Césio-137

  • vocês falam bastante sobre as declarações e posições deploráveis do rodrigo duterte (das filipinas).. queria que abordassem de forma mais aprofundada, existe um lado ‘positivo’ no seu governo, que aliás explique sua altíssima popularidade, e que vá além de posicionamentos simplesmente ‘populistas’.. vi alguns artigos elogiando posições anti imperialistas e sua aproximação com a rússia e a china, que dão essas como razões para o súbito interesse e indignação da mídia ocidental com o governo de um país que sempre foi quintal dos eua e ninguém nunca se importou em noticiar

    esse artigo é um exemplo:

    http://www.counterpunch.org/2016/10/18/will-they-really-try-to-kill-the-president-of-the-philippines/

  • Ouço tanto o xadrez verbal quanto o fronteiras invisíveis do futebol direto no trânsito entre casa, escritório e forum. Parabéns pelo excelente trabalho, que está melhor ainda com a participação da Professora Vivian!

    Deixo a seguinte sugestão para a vinheta da Dama, a introdução desta música:

  • Caro Filipe Nobre Figueiredo, o Homem por trás do tabuleiro,

    Fiquei animado com a palavra chave do quadro da economista “Dama”, pois eu sugeri que o nome do Quadro fosse GAMBITO DA DAMA, que tem tudo a ver, já que trata-se de uma abertura clássica do xadrez em que se utiliza dos peões e uma dama.

    Sendo assim, estarei na torcida para que essa sugestão humildona seja a escolhida.

    Para (pretensamente) auxiliar um pouco mais, segue uma sugestão de tema: LADY MADONNA dos meninos THE BEATLES.

    Além de ser um clássico, com uma bela melodia, na letra ainda se pergunta coisas como:

    Who finds the money
    When you pay the rent?
    Did you think that money was Heaven sent?

    Admita, jovem: isso tem tudo a ver com ECONOMIA.

    Continuem o belo trabalho.

    Forte abraço
    @essediafoilouco

  • Perdão pela intromissão sobre a fala da professora Ana Luisa Campos, que comenta sobre implicações econômicas de algumas coisas que andam acontecendo, mas o “yuan” na verdade se pronuncia “wan” algo como “uãn” mas com “u” curto. Ela também pode usar a palavra “renminbi” (tradução: moeda do povo) pra se dirigir a moeda chinesa. O yuan é uma unidades do renmimbi, e portanto o renmimbi seria equivalente a palavra “Esterlina” enquanto que o yuan (wan) seria equivalente a palavra “Libra”. Entenderam? Espero que sim. Obrigado pelo podcast! Abraços

  • Pingback: Criando o seu mínimo podcast viável - Produtor Ninja

  • Ótimo programa. Vocês poderiam ter aprofundado mais sobre os e-mails da Hilary, a questão dos bancos e da Arábia suadida é quase nada diante do que está sendo revelado.

  • Parabéns pelo excelente material e meus parabéns a Vivian Almeida, xará de sobrenome (isso existe?). O jogo está cada vez mais refinado e interessante. Sucesso a todos.

  • Filipe e Matias, nesse xadrez que vcs dominam aqui semanalmente, chegaram a considerar o impacto da Pol. Int’l nas eleições americanas? Vocês abordaram bem o comportamento da Rússia em termos de PI (que é o intuito de vocês), mas sem avaliar os impactos nas eleições americanas ficou um espaço em branco no tabuleiro! Abraços, segue um link que abriu minha cabeça para esse detalhe:
    https://www.foreignaffairs.com/articles/russian-federation/2016-10-20/russias-october-surprise

    PS: sou de rel e amo história, por isso sou fã do podcast d vcs.

  • Boa noite Filipe. Muito bom o seu programa. Sou ouvinte do programa há algum tempo, embora sofra com uma certa defasagem (afinal sou professor e tempo é artigo escasso). Mas deixo parabéns pelo seu trabalho. Já usei programas seus do Nerdologia e Xadrez verbal com alunos e indico a eles e a amigos que ouçam outros programas seus. Gostaria de sugerir, caso possível, que convide o professor André Roberto Martin da Geografia USP para uma conversa sobre esta situação tensa de EUA e Rússia, afinal muito do que você me falou me lembraram das aulas dele na FFLCH. Parabéns de novo, vai Parmera (sem clubismo, sem clubismo).

  • Pingback: Criando o seu mínimo podcast viável – Jonatas Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.