Xadrez Verbal Podcast #68 – Haiti, Iêmen e tensões entre Rússia e EUA

xadrez-verbal-podcast-terceira-guerra-mundial

Na última semana, as tensões entre Rússia e os EUA cresceram. O governo dos EUA acusou a Rússia de crimes de guerra na Síria e de hackers do governo russo de terem tentado interferir nas eleições dos EUA. Em contrapartida, o governo de Putin teria ordenado que familiares de funcionários russos no exterior voltassem para casa. Além, testou três mísseis balísticos com capacidade nuclear e deslocou novos mísseis para Kaliningrado, conclave fronteiriço com a Polônia. Vamos tentar desenhar a situação como está.

Além disso, a Arábia Saudita voltou aos noticiários com ataques aéreos no Iêmen, outro conflito que está escalando. Um navio da marinha dos EUA foi alvo de mísseis dos houthis. Após a retaliação, o Irã enviou navios de patrulha para a região. Fazemos um giro pelo Oriente Médio e vamos para o Haiti, onde as consequências do furacão precisam ser contornadas. Giramos pelo mundo, a semana na História, os peões e dicas culturais fecham o programa, junto do Nobel Bob Dylan.

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Filme O rei e Eu

Filme Anna e o Rei

Série A ascensão do dinheiro

Livro Crônicas Bob Dylan Vol.1

Programa Last Week Tonight sobre Guantanamo

Música George Jackson, de Bob Dylan

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.  (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

23 comentários

  • Caramba! os russos deixam pra quase entrar em guerra logo quando a temporada do Hockey vai começar? Ainda bem que o Ducks (meu time) não tem nenhum Russo HAHHUAHUAHUA
    Brincadeiras a parte, achei bastante legal os comentários sobre esse momento “antes” de um ocorrido de fato, me lembrou um livro chamado “Em Catástrofe — 1914: a Europa vai à guerra” do Max Hastings. É um livro muito bom para entender o pré guerra, as tretas nos Bálcãs… e pra quem está esperando o lançamento do Battlefield 1 dia 18 agora.
    PS: Acho que seria bem legal um vídeo sobre a primeira guerra, mas focando em outros frontes que não os Europeus.

    Abraços e ótimo trabalho!

  • Hey, Filipe, acho que o Irã não se encaixa no conceito de ditadura, é uma república islâmica representativa. Quase que uma mistura de semipresidencialismo e parlamentarismo.
    Mesmo o Líder Supremo poder ser deposto e é eleito e supervisionado pela Assembléia dos Peritos, sendo que os mesmos são eleitos por sufrágio universal.
    Eu diria que tem um objetivo semelhante ao da Alemanha, a primeira não quer um Quarto Reich e o Irã não quer um estado secular.

  • Sobre a parte sobre a votação na UNESCO, só discordo do comentário sobre antissemitismo e antissionismo… Apesar dos palestinos também serem semitas, o termo surgiu na Alemanha no séc. XIX com Steinschneider, especificamente para falar do preconceito contra judeus.

  • Felipe, a dois programas já que vocês não publicam o podcast no Deezer. Por favor não se esqueçam do Deezer.

    Meus parabéns a você e ao Matias pelo excelente trabalho, sábado já virou dia sagrado de ouvir o Xadrez Verbal pra mim.

    Abraço

  • João Felipe P.Silva

    Vocês estão cada vez melhores, adoro o programa. Abs.

  • A saída do Burundi do TPI não é um caso isolado. O questionamento ao TPI tem sido um tendência entre os Estados africanos. Debates sobre a saída em massa do continente vem ocorrendo na União Africana e, se não me falha a memória, a UA chegou a aprovar uma resolução que determinava que liberava seus Estados-Membros de não respetarem os mandatos do TPI.

    Um caso recente disso, foi quando o presidente do Sudão foi preso pelo judiciário sul-africano, porém, em um conflito com o executivo, o presidente sudanês teve seu salvo-conduto garantido pelo ministério da relações exteriores sul-africano ou pela própria presidência, não me lembro.

    Essa posição vem ganhando força no continente africano com o argumento de que o TPI seria um orgão excessivamente eurocentrico e difamador das lideranças africanas. O único estado a não seguir tal posição é… Botsuana.

  • Marco Aurélio Top-Top GARCIA *
    O Filipe Figueiredo xingou algumas vezes o Marco Aurélio CUNHA, o ex-dirigente do São Paulo. haha

  • Eu vim aqui em nome do Ivan do ANTICAST fazer bullying.
    Seu feio.
    Obrigado pela atenção.
    (Somente os fortes entenderão)

  • Jeferson Fonseca De Mello Junior

    E o que deu a rodada de negociações de ontem(15/10)? Não se esqueçam de dar um feedback dessa “treta” por favor. The Americans na veia…:) Um abração e parabéns pelo ótimo programa!

  • A palavra chave do quadro novo da Ana é “DAMA”:

  • Que edição excelente, principalmente o Xeque! No aguardo de um projeto assinado pelo Xadrez Verbal sobre armamentos e a projeção de poder no cenário internacional, algo meio Stratfor haha. Aliás, que participação incrível da professora Vivian Almeida faltava uma visão econômica do mundo, excelentes análises e pontos de vistas, tal como os argumentos ponderados e faltava uma voz feminina: pela representatividade e, convenhamos, ninguém aguentava a voz desses dois malandro clubista aí hahaha Brincadeiras aparte, parabéns pelo excelente trabalho Matias e Filipe!

  • Pro quadro da Ana, a “dama” tem que ser de ferro meus amigos!
    Pega essa intro: https://www.youtube.com/watch?v=X4bgXH3sJ2Q

  • Vcs mencionaram Goiás como um possível refúgio em caso de guerra. Levando em conta o histórico não é o melhor lugar, visto que o maior acidente nuclear em nosso país aconteceu no estado de… Goiás.
    E foi causado pelo descarte inadequado e irresponsável de um equipamento que continha cerca de 20g de Césio-137

  • vocês falam bastante sobre as declarações e posições deploráveis do rodrigo duterte (das filipinas).. queria que abordassem de forma mais aprofundada, existe um lado ‘positivo’ no seu governo, que aliás explique sua altíssima popularidade, e que vá além de posicionamentos simplesmente ‘populistas’.. vi alguns artigos elogiando posições anti imperialistas e sua aproximação com a rússia e a china, que dão essas como razões para o súbito interesse e indignação da mídia ocidental com o governo de um país que sempre foi quintal dos eua e ninguém nunca se importou em noticiar

    esse artigo é um exemplo:

    http://www.counterpunch.org/2016/10/18/will-they-really-try-to-kill-the-president-of-the-philippines/

  • Ouço tanto o xadrez verbal quanto o fronteiras invisíveis do futebol direto no trânsito entre casa, escritório e forum. Parabéns pelo excelente trabalho, que está melhor ainda com a participação da Professora Vivian!

    Deixo a seguinte sugestão para a vinheta da Dama, a introdução desta música:

  • Caro Filipe Nobre Figueiredo, o Homem por trás do tabuleiro,

    Fiquei animado com a palavra chave do quadro da economista “Dama”, pois eu sugeri que o nome do Quadro fosse GAMBITO DA DAMA, que tem tudo a ver, já que trata-se de uma abertura clássica do xadrez em que se utiliza dos peões e uma dama.

    Sendo assim, estarei na torcida para que essa sugestão humildona seja a escolhida.

    Para (pretensamente) auxiliar um pouco mais, segue uma sugestão de tema: LADY MADONNA dos meninos THE BEATLES.

    Além de ser um clássico, com uma bela melodia, na letra ainda se pergunta coisas como:

    Who finds the money
    When you pay the rent?
    Did you think that money was Heaven sent?

    Admita, jovem: isso tem tudo a ver com ECONOMIA.

    Continuem o belo trabalho.

    Forte abraço
    @essediafoilouco

  • Perdão pela intromissão sobre a fala da professora Ana Luisa Campos, que comenta sobre implicações econômicas de algumas coisas que andam acontecendo, mas o “yuan” na verdade se pronuncia “wan” algo como “uãn” mas com “u” curto. Ela também pode usar a palavra “renminbi” (tradução: moeda do povo) pra se dirigir a moeda chinesa. O yuan é uma unidades do renmimbi, e portanto o renmimbi seria equivalente a palavra “Esterlina” enquanto que o yuan (wan) seria equivalente a palavra “Libra”. Entenderam? Espero que sim. Obrigado pelo podcast! Abraços

  • Pingback: Criando o seu mínimo podcast viável - Produtor Ninja

  • Ótimo programa. Vocês poderiam ter aprofundado mais sobre os e-mails da Hilary, a questão dos bancos e da Arábia suadida é quase nada diante do que está sendo revelado.

  • Parabéns pelo excelente material e meus parabéns a Vivian Almeida, xará de sobrenome (isso existe?). O jogo está cada vez mais refinado e interessante. Sucesso a todos.

  • Filipe e Matias, nesse xadrez que vcs dominam aqui semanalmente, chegaram a considerar o impacto da Pol. Int’l nas eleições americanas? Vocês abordaram bem o comportamento da Rússia em termos de PI (que é o intuito de vocês), mas sem avaliar os impactos nas eleições americanas ficou um espaço em branco no tabuleiro! Abraços, segue um link que abriu minha cabeça para esse detalhe:
    https://www.foreignaffairs.com/articles/russian-federation/2016-10-20/russias-october-surprise

    PS: sou de rel e amo história, por isso sou fã do podcast d vcs.

  • Boa noite Filipe. Muito bom o seu programa. Sou ouvinte do programa há algum tempo, embora sofra com uma certa defasagem (afinal sou professor e tempo é artigo escasso). Mas deixo parabéns pelo seu trabalho. Já usei programas seus do Nerdologia e Xadrez verbal com alunos e indico a eles e a amigos que ouçam outros programas seus. Gostaria de sugerir, caso possível, que convide o professor André Roberto Martin da Geografia USP para uma conversa sobre esta situação tensa de EUA e Rússia, afinal muito do que você me falou me lembraram das aulas dele na FFLCH. Parabéns de novo, vai Parmera (sem clubismo, sem clubismo).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s