Xadrez Dominical – Jogos Olímpicos Rio 2016

medalhista-olimpico-de-bronze-em-2004-o-maratonista-vanderlei-cordeiro-de-lima-acende-a-pira-olimpica-da-rio-2016-1470452324615_v2_1920x1301

Caros leitores, o Xadrez Dominical dessa semana novamente atrasou, peço desculpas. E teremos um “repeteco” na categoria, mas por um bom motivo, afinal, os Jogos Olímpicos começaram. Então, que tal cinco dicas de filmes e documentários com tema olímpico?

A primeira dica é o obrigatório documentário Olympia, de Leni Riefenstahl. Uma dica polêmica, já que o documentário foi também um veículo de propaganda nazista; o pioneirismo, tamanho e inovação da produção, entretanto, colocam o documentário como um dos maiores filmes de todos os tempos. Coisas que hoje são banais, como câmeras em trilhos para acompanharem movimentos, foram inventadas por Riefenstahl para seu documentário, que é dividido em duas partes.

Primeira parte na íntegra com legendas em inglês

Sinopse do Interfilmes: Olympia (ou Olimpíadas) é um filme de propaganda nazista de Leni Riefenstahl documentando os Jogos Olímpicos de 1936, realizados no Estádio Olímpico de Berlim, Alemanha. Lançado em duas partes: Festival das Nações (Olympia 1. Teil – Fest der Volker) e Festival da Beleza (Olympia 2. Teil – Fest der Schonheit), Olympia foi o primerio documentário longametragem sobre Jogos Olímpicos. Sua produção recorreu a diversas técnicas avançadas de imagem em movimento, que depois viriam a se tornar padrão na indústria cinematográfica, sendo universalmente admiradas. Enquadramentos incomuns, planos de corte, close-ups extremos e trilhos alocados nas arquibancadas foram alguns dos recursos empregados para garantir ao documentário um nível técnico impecável.

A segunda dica é o filme Carruagens de Fogo, sobre as Olimpíadas de 1924, vencedor de quatro Oscar, incluindo Melhor Filme; mais que isso, a trilha sonora de Vangelis, também vencedor do Oscar, tornou-se uma referência popular onipresente quando o assunto é Olimpíadas.

Videoclipe da música tema

Sinopse do AdoroCinema: As Olimpíadas de 1924, em Paris, se aproximam. Eric Liddell (Ian Charleson) e Harold Abrahams (Ben Cross) pretendem disputá-la, mas seguem caminhos bem diferentes. Liddell é um missionário escocês que corre em devoção a Deus. Já Abrahams é filho de um judeu que enriqueceu recentemente e deseja provar sua capacidade para a sociedade de Cambridge. Liddell corre usando seu talento natural, enquanto que Abrahams resolve contratar um treinador. Ambos seguem as eliminatórias sem problemas, até que uma das classificatórias de Liddell é marcada para domingo. Ele se recusa a competir, por ser este um dia santo. Percebendo a situação, um nobre oferece a Liddell sua vaga na disputa dos 400 metros. Ele aceita e vence a corrida, assim como Abrahams. A partir de então, os dois integram a equipe do Reino Unido para as Olimpíadas.

A terceira dica é o documentário Um dia em setembro, sobre o atentado do Setembro Negro contra a delegação israelense durante as Olimpíadas de 1972, em Munique. O episódio é um marco histórico tanto na ação violenta de grupos militantes quanto em como as instituições e autoridades podem lidar com situações como essas; muito do que aconteceu foi possível justamente por não ser algo esperado. Venceu o Oscar de Melhor Documentário.

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Os Jogos Olímpicos de Munique de 1972 foram marcados por episódios que ocorreram fora das piscinas, quadras e campos. O ataque terrorista de um grupo palestino a atletas israelenses provocou um grande número de mortos e deixou fortes vestígios na moral do povo de Israel. Ainda vivos, terroristas e oficiais entrevistados comentam um dos maiores traumas do conflito israelo-árabe.

A quarta dica retorna aos jogos de Berlim, o filme Berlim 36, sobre a história real da atleta Gretel Bergmann, de origem judaica, e sua classificação para as Olimpíadas.

Trailer

Sinopse do Cinedica: Baseia-se na história da atleta judia Gretel Bergmann nos Jogos Olímpicos de 1936, durante a qual foi substituída pelo Regime Nazista, por um atleta que mais tarde descobriu ser um homem.

A quinta e última dica é o filme Prefontaine, de 1997, com Jared Leto interpretando o maratonista Steve Prefontaine, ícone da divulgação do esporte nos EUA.

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Steve Roland Prefontaine (Jared Leto), nascido em 1951, no Oregon, tornou-se ainda bem jovem especialista em corridas de longa distância. Detentor de alguns recordes, foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Cáli, em 1971, e buscava a vitória nos Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, mas uma tragédia interrompeu sua carreira.

President Bush and President Gorbachev

A menção do post vai para os vinte e cinco anos do START I, o maior tratado de limitação de armas estratégicas assinado entre Estados Unidos e União Soviética, já no período final da Guerra Fria. Que tal relembrar o auge da paranoia nuclear com o clássico Dr. Strangelove, de Stanley Kubrick?

Gostaram, não gostaram, mais dicas? Comentem a vontade!


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

One comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s