Xadrez Verbal Podcast #26 – Atentados em Paris e o Estado Islâmico

O programa de hoje é especial. O dia é diferente, uma quarta-feira. A estrutura do programa também é diferente. Um programa focado nos atentados em Paris, a reação internacional e o Estado Islâmico. Recebemos o professor Alexandre Carreira, que estuda o EI em seu mestrado em Relações Internacionais no programa San Tiago Dantas. Ele comenta o recrutamento, o financiamento e as possíveis soluções para o problema representado no Oriente Médio.

Repercutimos as principais notícias sobre os atentados e a reação internacional dos últimos dias, como a retomada das conversas em Viena. Falamos do G-20, que teve suas pautas eclipsadas pelos acontecimentos recentes, além de um giro de notícias que passamos pela África, América Latina e as negociações entre MERCOSUL e União Europeia. Um Menino Neymar e Peões simbólicos, além de dicas culturais nossas e do convidado.

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira, em menos de uma hora, você se atualiza e se informa.

20a138_73ac8d8af7d54f9b9afd8259f9b9ed98

Dicas do Sétimo Selo

Site do fotógrafo Gabriel Chaim, que ilustra o post

Filme Uma amizade sem fronteiras, trailer aqui

Filme Entre os muros da escola, trailer aqui

Textos e links

Vídeo Sobre patrulha de qual tragédia você deve se importar

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. 

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

central3A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, confira o restante da programação aqui.


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

botãocursos

Anúncios

18 Comentários

  • Diego Borodiak de Araujo

    Hoje o ISIS é um estado terrorista pois não tem nada a perder. Mas se o mundo concordasse em admitir o ISIS como Estado em troca do fim da guerra, não seria mais proveitoso para todos? Os caras (talvez) iam ficar na deles de boa com sua religião, iriam formar um estado mais “unificado” deixando de ser um estado terrorista e aos poucos ficando cada vez mais longe do terrorismo. Além de ser muito mais no futuro, caso esse estado volte a dar problemas, Invadi-lo, pois é melhor invadir um país do que uma terra de ninguém.

  • Crítica técnica (já que é praticamente impossível, aliás, fazer uma crítica não-técnica ao Xadrez Verbal): uma pena que a qualidade de áudio do entrevistado estava tão ruim. Em alguns momentos prejudicou bastante o entendimento do que foi dito.
    Olho nisso, enxadristas.

  • Pra mim O menino neymar histórico vai pro jornal nacional, principalmente por sua cobertura atabalhoada, sem correspondentes em Paris e para fechar com chave enferrujada, enquanto se explodia tudo na França, estava no ar uma matéria em que falava sobre yoga como parte de um tratamento contra o uso excessivo de celulares.
    Porém nem tudo é crítica, parabéns para a cobertura da band, que colocou ao vivo via skype o correspondente da rádio pra falar no exato momento dos acontecimentos.
    E a rede TV que 1 hora depois dos atentados já tinha correspondente no stade de france.

    No mais, elogiar o xv é lugar comum.

  • Vocês mandaram muito bem nesse já esperado episódio.

  • So pra corrigir,, No playstation 04 eles entram em jogo, não usam o chat do jogo. O PS4 tem uma opção de criar chat nativo no sistema (Mais o menos como Skype), com isso você pode enviar fotos , videos e conversar ao vivo por vídeo , áudio e texto. Esse chat não é auditado nem são guardados Logs, por isso eles usam esse método

  • Excelente programa para complementar todo o material que foi produzido tão rápido por vocês desde os atentados na França.
    Sobre a questão do Putin usar intérprete apesar de poliglota, isso é bastante comum entre Chefes de Estado e dignitários diplomáticos, por uma razão simbólica e outra prática. Simbolicamente, não sinaliza uma “subordinação cultural do representante de um país a uma língua estrangeira. De maneira prática, tenta prevenir que conversações e negociações sejam prejudicadas pela eventual falta de compreensão de uma expressão ou termo, deixando isso ao cargo de profissionais. Além de que é sempre cômodo poder colocar a culpa de algo num erro do intérprete. 🙂
    De Gaulle era um que sempre recusou-se a falar publicamente em outra língua que não o francês, embora fosse perfeitamente fluente em inglês. Vernon Walters, que conviveu décadas com De Gaulle, como intérprete na Segunda Guerra Mundial e a serviço de vários presidentes americanos, dizia que ele costumava comentar o trabalho dos intérpretes depois de findas as conversações, criticando ou sugerindo expressões mais apropriadas a esta ou aquela palavra ou expressão traduzida.

  • Também, parabéns pela música de fechamento do programa. Pauleira pura de alta qualidade. 🙂

  • Pra mim o menino Neymar desta semana vai pra Globo News (23/11/20125) com a repórter chamando os terroristas de Kamikaze (camicaze na tradução oficial).

  • Eu andei lendo umas informações que eu desconhecia sobre o Islã que me preocuparam um pouco, Filipe vou deixar o link aqui de um fórum de um jogo na qual um cara tenta usar argumentos que são ate que bem convincentes e varias fontes fortes que estão me fazendo pensar muito sobre se sou Islãmofobico ou não, mesmo querendo não ser ate pq acredito que todos possam ter a paz no mundo. Ótimo programa como sempre e recomendo muito a amigos e familiares, Xadrez Verbal é para mim hoje em dia o que alguns casts e blogs de informações foram outrora, acesso todos os dias, continuem com o bom trabalho.

    Ando lendo bastante sobre o assunto, pesquisando demais em diversas fontes e tenho ate mesmo o Corão aqui em casa que ando estudando para saber o pq da religião deles assim como muitas outras serem falhas demais (assim como bíblia e etc apesar de não ser religioso, conhecimento e sempre poder), porém essas informações de estupros e etc me deixaram um tanto mais azedo do que já ando contra o Islã.

    Aqui esta o link: http://boards.br.leagueoflegends.com/pt/c/taverna-do-gragas/OZ53dugn-o-fim-do-servidor-europeu-leia-isso-a-de-extrema-importancia

  • Só consegui ouvir o podcast hoje e só queria fazer uma correção. Aparentemente, o incêndio em Calais não foi por causa de xenofobia ou revide da população aos atentados, mas por causa de um problema elétrico. http://www.dailymail.co.uk/news/article-3318120/Fire-rips-Calais-s-notorious-Jungle-migrant-camp-Paris-massacre-workers-deny-claims-revenge-attack.html

  • Apenas uma restrição à enorme quantidade de informações trazidas neste podcast: seu convidado se acovardou em assumir que sim, há muita gente suspeita e estranha entrando com os refugiados. Ficou parecendo que era pura birra ou perseguição da Direita.
    Muito fraquinho nesse ponto.
    Faltou acrescentar que, nos países árabes, tais regimes tem sim apoio popular, ainda que velado. Nenhuma organização extremista e violenta sobrevive sem respaldo e acobertamento da comunidade. Vamos deixar o politicamente correto (que cega) e enxergar a verdade só um pouco: obviamente apenas uma minoria se lança a atentados e ações violentas. Mas o prestígio, admiração e acobertamento da comunidade é fundamental.
    Sem encarar a realidade como ela é, ainda que fira o ego de alguns, jamais chegar-se-á a uma estratégia efetiva para se atuar na região.
    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s