Xadrez Dominical – Colômbia

Caros leitores, quem ouviu o mais recente podcast do Xadrez Verbal ouviu que, na última semana, no dia 20 de julho, celebraram 204 anos da independência da Colômbia. Como no último domingo, com o Uruguai naquela vez, homenagearemos a data cívica da nossa vizinha. Vamos ao Xadrez Dominical sobre a Colômbia.

A primeira dica é um filme. Profissão de Risco, de 2001, com Johnny Depp e Penélope Cruz, tradução nacional de Blow, o ato de cheirar…vocês entenderam. Baseado em fatos reais.

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Em plenos anos 70, o tráfico de drogas cresce e se espalha cada vez mais rumo aos quatro cantos do planeta. Nos Estados Unidos o elo principal é George Jung (Johnny Depp), que logo se torna o principal importador de cocaína do Cartel de Medelin, comandado por Pablo Escobar. Durante duas décadas, Jung foi um dos principais alvos do combate às drogas do governo americano e era quem fazia a conexão entre os EUA e a Colômbia.

A segunda dica é um documentário. Um dos personagens mais polêmicos da História recente da Colômbia é Pablo Escobar, presente no filme citado na primeira dica. E o documentário The two Escobars traça um paralelo entre e política do narcotráfico e o futebol, cruzando a história com a do zagueiro Andres Escobar, que marcou um gol contra pela seleção nacional na Copa do Mundo de 1994. Assistam!

Trailer

A terceira dica é um filme colombiano. Maria cheia de Graça, de 2004, conta a história de uma garota colombiana de 17 anos que torna-se uma mula, carregando drogas dentro do estômago, entre Bogotá e Nova Iorque. Catalina Sandino Moreno ganhou o Urso de Prata de Melhor Atriz do Festival de Berlim e foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz, a primeira vez de uma indicação por uma atuação em castelhano.

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Aos 17 anos, Maria (Catalina Sandino Moreno) vive numa pequena localidade ao norte de Bogotá, na Colômbia. Ela e sua amiga Blanca (Yenny Paola Vega) trabalham em uma grande plantação de rosas, retirando espinhos e amarrando as flores, tarefa entediante que obedece a regras rígidas. As únicas diversões de Maria são o namoro com Juan (Wilson Guerrero) e as festas na praça do lugarejo. Certo dia, pouco depois de descobrir que está grávida, ela se envolve numa discussão e é demitida. Decidida a melhorar de vida e tentar a sorte na cidade grande, a jovem aceita a oferta de um conhecido: transportar heroína para Nova York em seu próprio estômago.

A quarta dica é um filme baseado em obra do maior escritor colombiano. O Amor nos tempos do Cólera, de 2007, estrelando Javier Bardem, é baseado no livro homônimo do ganhador do Nobel de Literatura Gabriel García Márquez. Foi indicado ao Globo de Ouro.

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Florentino Ariza (Javier Bardem) ainda jovem se apaixonou perdidamente por Fermina Daza (Giovanna Mezzogiorno). Entretanto, como Florentino apenas trabalha numa agência dos Correios, ele não é visto como um bom partido por Lorenzo Daza (John Leguizamo), pai de Fermina. Florentino pede Fermina em casamento, e ela aceita. Ao saber disto Lorenzo a envia para a fazenda de sua prima Hildebranda Sanchez (Catalina Sandino Moreno), onde fica alguns anos. Florentino aguarda o retorno de sua amada mas, quando a reencontra, ela diz que nada quer com ele. Fermina passa a ser cortejada por Juvenal Urbino (Benjamin Bratt), um médico que luta para evitar a disseminação da cólera. De início ela não se interessa, mas posteriormente eles se casam e constituem família. Simultaneamente Florentino aguarda que Juvenal morra, para que possa enfim se casar com seu grande amor.

Writter Gabriel Garcia Marquez reads his latest book, titled "I Didn't Come Here to Make a Speech", at his home in Mexico City, Monday, Nov. 1, 2010.

A quinta e última dica é um discurso. Gabriel García Márquez é, além de um grande autor e essencial na identidade da América Latina, um autor prolífico. Como indicar um livro? Com quais critérios? Com qual autoridade? Então, a indicação é o autor, sua obra, qualquer que seja. Para simbolizar esse corpo literário, deixo-os com seu discurso ao aceitar o Nobel de Literatura, A solidão da América Latina.

jeancharlesA menção do post vai para os dez anos da morte do brasileiro Jean Charles, morto pela polícia, em Londres, em circunstâncias ainda não esclarecidas em meio a paranoia do terror. Até hoje a campanha pela punição aos “responsáveis” permanece. A dica é o filme Jean Charles, dirigido por Henrique Goldman e estrelado por Selton Mello. O filme também foi citado no podcast e recomendo por ser a referência mais conhecida, dica do Matias, embora eu não tenha assistido (ainda).

Gostaram, não gostaram, mais dicas? Comentem a vontade!


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página. botãocursos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s