Xadrez Dominical – Direção: Clint Eastwood

Caros leitores, hoje, 31 de maio, é aniversário de Clint Eastwood. Ator famoso pelo estilo durão, protagonista da trilogia de Sergio Leone do “Homem sem nome” e dos cinco filmes de Dirty Harry, talvez tenha sido como diretor que Eastwood deixou de ser um “astro do cinema” e virou um cineasta de marca maior, cravando seu nome na História do Cinema. Com um difícil trabalho de seleção, já que são mais de cinquenta filmes em uma carreira de atuação, direção, produtor, roteirista e até compositor musical, vamos ao Xadrez Dominical com filmes dirigidos por Clint Eastwood.  

A primeira dica é o filme que rendeu o primeiro Oscar de Melhor Direção para Eastwood, Os Imperdoáveis, de 1992. Venceu também como Melhor Filme, já que Eastwood é também o produtor do filme, além de ter sido indicado como Melhor Ator. O filme também teve outras seis indicações, rendendo Melhor Ator Coadjuvante para Gene Hackman. Um baita western, assistam (os leitores notarão que não usarei muitas palavras neste post, já que só tem filmaço)

Trailer legendado em português

Sinopse do AdoroCinema: Bill Munny (Clint Eastwood), um pistoleiro aposentado, volta ativa quando lhe oferecem 1000 dólares para matar os homens que cortaram o rosto de uma prostituta. Neste serviço dois outros pistoleiros o acompanham e eles precisam se confrontar com um inglês (Richard Harris), que também deseja a recompensa e um xerife (Gene Hackman), que não deseja tumulto em sua cidade.

A segunda dica está aqui também por ser um dos favoritos desse que escreve. Sobre meninos e lobos, de 2003, tradução esquisita de Mystic River. Seis indicações ao Oscar, duas para Clint, uma de Melhor Filme, como produtor, e outra de Melhor Direção. Sean Penn ganhou o Oscar de Melhor Ator e Tim Robbins ganhou como Melhor Ator Coadjuvante, a primeira dobradinha masculina desde Ben-Hur, em 1959 (Clube de Compra Dallas conseguiu o mesmo feito em 2014). Apenas assistam.

Trailer legendado em português

Sinopse do AdoroCinema: Após a filha de Jimmy Marcus (Sean Penn) ser encontrada morta, Sean Devine (Kevin Bacon), seu amigo de infância, é encarregado de investigar o caso. As investigações de Sean o fazem reencontrar um mundo de violência e dor, que ele acreditava ter deixado para trás, além de colocá-lo em rota de colisão com o próprio Jimmy, que deseja resolver o crime de forma brutal. Há ainda Dave Boyle (Tim Robbins), que guarda um segredo do passado que nem mesmo sua esposa conhece. A caçada ao assassino faz com que o trio tenha que reencontrar fatos marcantes do passado, os quais eles preferiam que ficassem esquecidos para sempre.

A terceira dica rendeu o terceiro Oscar para Eastwood. Menina de Ouro, de 2004. Assim como Os Imperdoáveis, Eastwood ganhou como Diretor e como Produtor (Melhor Filme) e foi indicado como Melhor Ator. Morgan Freeman ganhou como Melhor Ator Coadjuvante e Hillary Swank venceu como Melhor Atriz, além de outras duas indicações. Está de bom tamanho?

Trailer

Sinopse do AdoroCinema: Frankie Dunn (Clint Eastwood) passou a vida nos ringues, tendo agenciado e treinado grandes boxeadores. Frankie costuma passar aos lutadores com quem trabalha a mesma lição que segue para sua vida: antes de tudo, se proteja. Magoado com o afastamento de sua filha, Frankie é uma pessoa fechada e que apenas se relaciona com Scrap (Morgan Freeman), seu único amigo, que cuida também de seu ginásio. Até que surge em sua vida Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma jovem determinada que possui um dom ainda não lapidado para lutar boxe. Maggie quer que Frankie a treine, mas ele não aceita treinar mulheres e, além do mais, acredita que ela esteja velha demais para iniciar uma carreira no boxe. Apesar da negativa de Frankie, Maggie decide treinar diariamente no ginásio. Ela recebe o apoio de Scrap, que a encoraja a seguir adiante. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie enfim aceita ser seu treinador.

A quarta dica é uma grande injustiça. Gran Torino, de 2008, dirigido, produzido e estrelado por Clint Eastwood, ganhou o César francês de Melhor Filme Estrangeiro. Nenhuma indicação ao Oscar? Nenhuma, o que fez com que a Academia recebesse uma enxurrada de críticas. Independente disso, é um filmaço, um drama forte e bonito. Terão que acreditar no blog: assistam (se ajuda, o Tomatômetro de público do filme está em 90%)

Trailer legendado em português

Sinopse do AdoroCinema: Walt Kowalski (Clint Eastwood) é um inflexível veterano da Guerra da Coréia, agora aposentado. Para passar o tempo ele faz consertos, bebe cerveja e vai mensalmente ao barbeiro (John Carroll Lynch). Sua vida é alterada quando passa a ter como vizinhos imigrantes hmong, vindos do Laos. Ressentido e desconfiando de todos, Walt apenas deseja passar o tempo que lhe resta de vida. Até que Thao (Bee Vang), seu tímido vizinho adolescente, é obrigado por uma gangue a roubar o carro do veterano, um Gran Torino retirado da linha de montagem pelo próprio.

A última dica também é uma preferência do autor. Invictus, de 2009, sobre a seleção de rugby sul-africana e Nelson Mandela, que fala de racismo e sobre a sociedade pós-apartheid. Foi indicado a dois Oscar, de Melhor Ator para Morgan Freeman e de Melhor Ator Coadjuvante para Matt Damon. O filme é dirigido e produzido por Clint Eastwood; assim como em Sobre meninos e lobos, Clint não atua no filme. O filme ganhou muito destaque no contexto da Copa do Mundo de Futebol de 2010, na África do Sul.

Trailer legendado em português

Sinopse do AdoroCinema: Recentemente eleito presidente, Nelson Mandela (Morgan Freeman) tinha consciência que a África do Sul continuava sendo um país racista e economicamente dividido, em decorrência do apartheid. A proximidade da Copa do Mundo de Rúgbi, pela primeira vez realizada no país, fez com que Mandela resolvesse usar o esporte para unir a população. Para tanto chama para uma reunião Francois Pienaar (Matt Damon), capitão da equipe sul-africana, e o incentiva para que a selação nacional seja campeã.

A menção do post vai para o cavaleiro e Santo da Igreja Ortodoxa Russa Alexander Nevsky. Acredita-se que Nevsky nasceu em 30 de maio de 1220, o que torna o último sábado seu aniversário de 795 anos. Alexander Nevsky tornou-se um herói quando deteve as invasões dos cavaleiros teutônicos na Rússia; suas vitórias sobre os germânicos serviu de inspiração para propagandas e para uma condecoração durante a Segunda Guerra Mundial. Recentemente, Nevsky foi eleito o “maior russo de todos os tempos” por uma rede de televisão. Principalmente, Nevsky inspirou um dos maiores filmes de todos os tempos, pioneiro na filmagem cinematográfica de grandes batalhas (se você gosta de Gladiador ou de Coração Valente, é o filme que iniciou o gênero). Alexander Nevsky, do grande cineasta russo Sergei Eisenstein. No player abaixo, a obra está na íntegra e no idioma original; legendas em inglês podem ser ativadas na barra do player. Legendas em português são encontráveis na internet.

Gostaram, não gostaram, mais dicas? Comentem a vontade!


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página. botãocursos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s