Xadrez Dominical – Dez anos sem Celso Furtado

Caros leitores, no dia 20 de Novembro de 2004 o Brasil ficou sem um de seus maiores intelectuais. Foi o dia em que Celso Furtado faleceu, aos oitenta e quatro anos de idade. O Xadrez Dominical dessa semana, exatos dez anos após sua morte, é uma ótima oportunidade para lembrarmos a vida e a obra de Celso Furtado.

celsofurtado2

A primeira dica é um fato pouco lembrado. Celso Furtado foi expedicionário, fez parte da FEB que combateu na Itália durante a Segunda Guerra Mundial. Seu primeiro livro foi justamente Contos da vida expedicionária – de Nápoles a Paris, mistura de memória com ficção.

A segunda dica é sua principal obra. Formação Econômica do Brasil, de 1959, um divisor de águas no conhecimento sobre o Brasil. Parece exagero, mas não é. Atualmente em sua 34ª edição, pela Companhia das Letras, o livro é derivado da tese de doutorado de Furtado na Sorbonne. Recomendo bastante a edição comemorativa de 50 anos da obra; além de seu acabamento especial, contém uma seção de ensaios em que outros acadêmicos comentam a obra de Furtado, uma Fortuna Crítica, que torna o livro praticamente duas obras em uma. Essa edição, infelizmente, está esgotada.

A terceira dica já apareceu aqui no Xadrez Verbal. O documentário O longo amanhecer, cujo título é o mesmo de um dos livros de Furtado. O documentário é uma cinebiografia de Celso Furtado, com entrevistas com o próprio (além de diversos convidados), contando toda sua carreira.

Trailer

A quarta dica é uma compilação de textos da produção intelectual de Celso Furtado. Afinal, seria tarefa impossível abordar toda sua obra em um post aqui, muito menos o que é apropriado para cada tipo de leitor. Essencial Celso Furtado, do selo Penguin da Companhia das Letras. Dividido em quatro eixos temáticos, o livro trata especialmente do período entre 1961 a 1994.

A quinta e última dica é, intencionalmente, a última obra de Celso Furtado. Em busca de novo modelo, editado pela Paz e Terra, é de 2002. Nele, Furtado já discute alguns temas da economia dita “globalizada” depois da década de 1990.

Depois das habituais cinco dicas, a menção do post de hoje. Outro aniversário dessa semana foi no dia Quinze de Novembro, quinze anos da Revolução de Veludo. O levante popular executou a transição, sem violência, do governo autoritário da Checoslováquia para uma república parlamentarista. Posteriormente, o país foi dividido. A principal liderança política e intelectual da oposição foi o estadista Václav Havel, primeiro presidente democraticamente eleito do país, de 1989 a 1993. Posteriormente, foi presidente da República Checa, de 1993 a 2003.  Sobre a Revolução de Veludo, recomendo o documentário Power of the Powerless (O poder dos sem poder), narrado pelo ator Jeremy Irons. Infelizmente, não encontrei uma versão legendada.

Trailer

Gostaram, não gostaram, mais dicas? Comentem a vontade!

*****

Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

*****

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Facebook e no Twitter e receba notificações de novos textos e posts, além de outra plataforma de interação, ou assine o blog com seu email, na barra à direita da página inicial. E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Anúncios

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s