Xadrez Verbal e Atila Iamarino – Especial Coronavírus #37

Programa de número 37 sobre a pandemia da covid-19 com o biólogo e virologista Atila Iamarino para trazer uma perspectiva diferente ao noticiário internacional. Aqui você terá, gratuitamente, as principais notícias sobre a pandemia e um estudo de caso sobre os fungos que estão acometendo pacientes de covid na Índia, junto com as análises do que está funcionando, o que não está e quais as lições para o Brasil!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Matéria A dois meses da Olimpíada, Japão vive seu pior momento na pandemia, por Lucas Alonso

Livro Biohazard: The Chilling True Story of the Largest Covert Biological Weapons Program in the World, de Ken Alibek e Stephen Handelman

Xadrez Verbal e Atila Iamarino – Especial Coronavírus #33 – Estudo de caso: estudos da OMS sobre a origem do coronavírus

Fronteiras Invisíveis do Futebol #43 – Trinidad e Tobago

Música de encerramento Agoniza, mas não morre, com Nelson Sargento

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 02:08:05 – Estudo de caso: Fungos na Índia
  • 02:26:30 – Música de encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

9 Comentários

  • Anderson Aguzzoli

    o pinochet ganhou alguma libertadores com teu time? ta liberado ser fã do felipão hehhehe (eu vivo a mesma situação só que pelo Grêmio)

  • Grande Comendador!

    Mande um abraço pro pessoal de Sorocaba, existem pessoas inteligentes aqui, que não fizeram uso do tratamento precoce!

    Saudações

  • Sobre trombose, o Átila tá usando sempre o caso dos anticoncepcionais, mas eu acho que esse convence pouco: eu conheço gente que deixou de tomar por causa desse risco.

    Eu acho que um melhor é o de trombose depois de andar de avião. Por exemplo, eu tinha achado esse artigo aqui:

    “From this cohort study among employees of international organisations and companies, we conclude that the absolute risk of symptomatic venous thrombosis within 8 wk of a flight of at least 4 h is approximately 1/4,500 flights.”
    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1989755/

    Sei lá… talvez valha usar esse também na próxima vez. Tipo… ninguém nunca pensou em deixar de andar de avião por causa de trombose, apesar do risco se muito maior.

  • Luis Eduardo Reis

    Muito bom o programa!!

    Muito obrigado pelo conteúdo!!

  • Caros, fiz esse comentário no Twitter, mas deixo aqui também. Caros, tenho percebido uma confusão recorrente nos podcasts de vocês em relação a vacinas chinesas. A CoronaVac é produzida pela Sinovac, parceira do Butantan. Sinopharm, estatal chinesa, também tem vacina inativada e CanSino usa adenovírus dose única.

    Falo isso o Atila recorrentemente se embanana com os nomes das empresas chinesas e neste episódio o Filipe reforça que “CoronaVac não é da Sinovac”.

  • Olá! Sou ouvinte do Xadrez Verbal há 1 ano e meio, acho, nem sempre regular. Encontrei vcs por acaso, fuçando podcasts por aí e a partir do Repertório. Parabéns pelo trabalho!
    Nesse último programa sobre a pandemia, acho que seria interessante rever algumas informações dadas no relato de caso. Não sei se a comparação com a imunossupreesão pela aids foi a melhor escolha para ilustrar o caso.
    Não podemos afirmar que voltamos a ter casos de tuberculose no Brasil devido a epidemia de aids. A tuberculose nunca deixou de existir no país, na verdade sempre foi uma doença muito presente e negligenciada. Acho, desculpem pela ignorância de não ter o dado certo, que a epidemia pelo HIV pode ter aumentado os casos de tuberculose, e/ou colocado a doença em maior evidência, pq pessoas com HIV desenvolvem TB com mais facilidade. Mas nem é preciso ter a imunidade baixa da aids para o risco aumentar.
    Também não me parece tão bom dizer que a TB se alastrou por conta da aids e usar a população carcerária como exemplo. Neste caso, há outros aspectos bem importantes, como a aglomeração isoladamente (piorada com superlotação!), as condições sociais prévias de moradia e o uso de drogas como crack, especialmente com compartilhamento de cachimbo.
    Outra comparação com limitações é a candidíase. Existe uma forma típica da Candida na aids, mas em casos de covid19 a apresentação não ocorre assim. Pode ocorrer algo semelhante, não creio que com mesma intensidade, mas tbm pode ser relacionado também ao cuidado do paciente crítico, portanto com outros fatores de risco envolvidos. Muito provavelmente não será uma infecção pulmonar e nem semelhante a mucormicose.
    De fato o estado imune do paciente faz grande diferença quando tratamos várias condições clínicas, apesar de as imunossupressões em aids e Covid19, terem diferentes origens e se comportarem de forma diferente, digamos assim.
    Minha sugestão é que talvez para o público geral seja importante saber que o uso de corticoides nos casos de Covid19, muitas vezes em doses altas e por tempo prolongado, tem impacto na possibilidade de alguém desenvolver alguma complicação infecciosa, ou não infecciosa.
    É uma medicação importante comprovadamente em determinada fase da doença para casos que necessitam de hospitalização com suporte de oxigênio, mas não usem em outras situações e sem indicação. Estamos vendo muitos pacientes chegarem para nossa avaliação em uso precoce de corticoide, cuidado (não quero dizer que isso leva a desenvolvimento de micoses, só aproveitei para alertar).
    Muito a dizer em pouco espaço, mas espero não atrapalhar e confundir mais.
    Grande abraço para vcs!

  • Eu não sei se o Atila fez de propósito(não é nada sério) ou não mas nos minutos 00:14:30 sobre o Jonh Cena, o Atila fala que ele “nunca conseguiu ver ele” ai fiquei na duvida se foi piadinha porque eu não acompanho WWE, mas sei que a piada que por algum motivo tem esse negócio da música dele “you can’t see me!” ou coisa assim.

    Então não sei se foi uma piadinha escondida lá, ou se foi uma coincidência.

  • Trinidad e Tobago fica no hemisfério Norte

  • Boa alvorada, seus queridos!
    Falar o quanto vcs são maravilhosos e necessários (e inspiradores pra quem é educadora e/ou comunicadora, como eu) é chover no molhado.
    Com as notícias sobre os bebês que já têm nascido com anticorpos para o coronga acho que seria bacana, se não ocorrer nada muito louco até a gravação, falar – de forma geral e específica para o coronga – como funciona a passagem ou não da imunização de mãe para feto, por que ainda que seja vacinada, a mãe não passa anticorpos para todas as doenças para o bebê e afins.
    Aliás, por falar em bebês – Parabéns!!
    Da série: notícias boas que dão um quentinho no coração. S2

Deixe uma resposta para Anderson Aguzzoli Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.