Xadrez Verbal e Átila Iamarino – Especial Coronavírus #03

Terceiro programa sobre a pandemia do covid-19 com o biólogo e virologista Atila Iamarino para trazer uma perspectiva diferente ao noticiário internacional. Aqui você terá, gratuitamente, as principais notícias sobre a pandemia junto com as análises do que está funcionando, o que não está e quais as lições para o Brasil!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Site da Editora Contexto

Em breve

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

19 Comentários

  • Olá meu trio favorito!!! Gostaria de sugerir algumas plataformas, também gratuitas, e melhores que o Skype: Whereby e TEAMS. O Whereby permite até 4 pessoas e o TEAMS até 300 pessoas, free. E não usem o ZOOM, pois pegam os dados e tudo que é compartilhado nas conferências e manda para a empresa Facebook.
    Abraços e obrigada por este lindo podcast!!!!

  • Oi pessoal.

    Eu tenho uma dúvida pro Atila (talvez isso já tenha sido dito antes e eu perdi). Como que um vírus tem esse poder de infecção, de contaminação? Eu acho curioso que o coronavírus seja “seco”, conforme a galera descreve. Eu não deveria esperar que a gripe normal (que gera mais catarro, perdigotos, etc) fosse mais infecciosa?

    Eu também li que a inalação pode ser prejudicial. O que andam dizendo?

    Grato e obrigado e um amém científico por e para vocês.

  • Diogo Maia de Carvalho

    Sobre a hidroxicloroquina: tenho uma pessoa na família que possui uma doença crônica e que precisa do medicamento para controlar a condição e, por conta das declarações irresponsáveis de membros do Governo, ela custou a encontrar o remédio nas farmácias.

    Um grande abraço de longe e juízo, meu povo.

  • Eduardo Cormanich

    Obrigado Matias, obrigado Filipe, obrigado Átila.
    Obrigado, obrigado e obrigado, mais uma vez.
    Fico muito feliz e satisfeito por saber que pessoas ótimas estão empenhadas em informar a população com tanta qualidade. E fico feliz de poder contribuir, mesmos que parça mente com vcs 3.

    Gostaria muito que o Átila pudesse comentar porque não estamos fazendo estimativas à partir das taxas de mortos, ao invés de usar o número de infectados. Tendo em vista que ambos são subnotificados (tanto nº de casos confirmados quanto de mortos), o dado bruto de vítimas fatais ainda parece o mais fidedigno.

    Fiz uma estimativa dias atrás com uma taxa de 160% do aumento do nº de mortos a cada 3 dias – uma proporção de 50% ao dia. E ao que tudo indica, na data de hj, 1º de abril, essa taxa aumentou. Saindo de 201 para 240.

    Se possível comente esses números e o porque essa estatística não tem sido usada.

    Um grande abraço pra vcs e muita força, paciência e vontade para vcs 3, ainda mais agora.

    Abraços.

  • Olá, meu amigos! Tenho uma dúvida para o Átila sobre a Covid-19 em comparação à Tuberculose.

    Vejo algumas pessoas falando sobre a tuberculose infectar cerca de 10 milhões de pessoas no mundo, todos os anos, com uma taxa de mortalidade acima dos 15% e mencionando o fato de nunca termos feito quarentena por conta dela, embora seja uma doença altamente contagiosa, a qual se destina pouca verba de pesquisa.

    Gostaria de saber o que há de verdade nisso e, se possível, que fosse feito um paralelo entre a Covid-19 e a Tuberculose pra entendermos as razões pra que outras doenças não despertem em nós a mesma preocupação que estamos vivenciando agora com o coronavírus, se seria somente a questão da velocidade de propagação e sobrecarga da estrutura hospitalar ou se há algo mais.

    Obrigado e um grande abraço.

  • Alguém consegue postar o link para o site que o Átila recomendou para estatísticas do COVID-19? Obrigado!

  • Tudo bem pessoal? Espero que sim. Gostaria de saber se alguém tem o link para a coletiva que o prefeito de Nova York e que o Átila citou no podcast.

  • Pelo menos até agora (2 de abril), a Suécia tem tomado medidas leves de contenção. Também hoje, os números deles estão na mesma ordem de grandeza do Brasil. Fica a dica de mais um país para ser acompanhado nas próximas 2-3 semanas.

    • Celso Roberto Brammer

      Bom dia, Filipe, Matias e Atila. Muito esclarecedores os programas de vocês numa época onde é produzido muito conteúdo ruim e, em muitos aspectos, criminosos. Aqui e Joinville/SC a política de deixar as pessoas em casa tem dado resultado pois desde que foi decretada em SC foram notificados 315 suspeitas de contaminação, sendo que 189 foram descartados, 103 aguardam o resultado do exame, 23 foram confirmados, 23 confirmados e 12 recuperados (?). Tenho uma pergunta para o Atila: como uma vacina para a COVID-19 não foi desenvolvida e demandaria de muito tempo para ser distribuída mundialmente, não seria o caso de “contaminar” gradativamente a população, de forma controlada até que o número de pessoas recuperadas fosse o suficiente para impedir a propagação do vírus?

  • Guilherme Sanches

    Oi pessoal.
    Desculpa se for uma pergunta muito leiga, mas seria possível usar os anticorpos de quem já se curou da Covid19 pra tratar quem ainda está doente? (como um “soro antiofídico” só que pra vírus)

  • sugiro voces comentarem no proximo episodio do raro caso do Equador, pois é o lugar onde o sistema médico ja colapsou, e a preocupaçao agora é onde enterrar tanta gente. O Henry Bugalho deu um panorama legal no canal dele, mas como exemplo além, temos essa noticia do link. https://cnnespanol.cnn.com/2020/04/01/alerta-planean-construir-una-fosa-comun-en-una-de-las-ciudades-de-ecuador-mas-afectadas-por-coronavirus/

    Muita força aí pra vocês, queridos. Aqui na Estonia tá relativamente tranquilo, apesar do confiamento, e a intençao do governo é comprar testes pra testar todo mundo , já que a populaçao é pequena.
    abs

  • Primeiramente: Salve Bangu! E segundo: Como assim o Atila não conhece o besuntadão de Tonga?

  • Bom crepúsculo! Uma pergunta ao mensageiro do apolispe, Átila, como são realizados os testes para saber quem já foi contaminado, não manifestou sintomas e já está “curado”?

    Obs. Os programas de vocês são sempre ótimos.

  • Olá, gostaria de pedir a referência do estudo que o Átila comenta sobre a utilização de medicamentos usados pra HIV reduzir a quantidade de dias de internamento de pacientes com COVID-19.

  • Apenas uma correção, as empresas que se juntaram para fabricação em massa dos respiradores são Ford, 3M e GE. No programa vocês citaram a General Motors (GM) mas o correto é a General Electric (GE).

  • Pingback: COMO A CRISE DA COVID-19 PODE AFETAR A TEMPORADA DA NFL?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.