Xadrez Verbal Podcast #83 – Michael Flynn, Venezuela e Dois Estados

Acharam vinte e cinco toneladas de dinheiro venezuelano no Paraguai! Sabe o que isso significa? Não muita coisa. Aproveitamos e falamos da atual situação da Venezuela, com o banimento da CNN em espanhol, investigações da Odebrecht e relações com os EUA. Falando em EUA, Netanyahu visitou Trump na Casa Branca, onde o presidente dos EUA disse que aceita uma solução de um ou dois estados.

Não entendeu? A gente explica as propostas e formulações sobre a paz entre Israel e Palestina, além das diferentes aceitações dessas propostas nas populações envolvidas. Finalmente, falamos da renúncia de Michael Flynn como Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA e a relação desse país com os russos. Giramos pelo mundo, a semana na História, peões, a coluna da professora Vivian Almeida, dicas culturais e um pouco de clubismo encerram mais um podcast do Xadrez Verbal!

xadrez_verbal_83_dois_estados

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Filme A Batalha de Argel

Documentário A revolução não será televisionada

Entrevista com Margarita Lopez Maya

Música We’re in This Love Together, de Al Jarreau

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.  (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3que está no Apoia-se


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

Anúncios

3 comentários

  • Cadê a foto do Matias? Porque não tem um breve currículo dele?

  • Mais uma vez a questão palestina ganhando destaque. Eu lembro até hoje a primeira vez que tive contato com esse tema. Eu era bem criança ainda e vi uma reportagem especial no jornal de domingo que meu pai estava lendo. O que eu mais demorei para entender o problema foi saber o que significava povo, nação e país. Talvez porque esses termos não fazem parte da nossa realidade. Nós somos um país e consideramos povo todo mundo que mora aqui e só. Hoje em dia eu entendo bem esses conceitos, mas ainda tenho muita dificuldade para explicar pra alguém o que isso significa.

    É difícil entender o conceito de uma nação sem território, um povo que não tem um país pra chamar de seu. E até recentemente eu achava que os palestinos eram o único povo sem território. Depois fiquei sabendo dos curdos e dos ciganos e deve ter mais um monte de povo por aí sem país. Agora mesmo pensei nos esquimós. São um povo, uma nação, não são? E não tem um país.. acho que eles vivem no Canadá e nos EUA…

  • Uma curiosidade sobre o caso do irmão do Kim Jong-Gordinho ter sido pego pela imigração japonesa em 2001, é que, segundo uma matéria do jornal japonês Yomiuri Shimbun publicada em 2011, o próprio Jong-Gordinho já visitou a Tokyo Disneyland, quando tinha 8 anos, e usou um passaporte BRASILEIRO!

    Pelo jeito o meio-irmão, com o passaporte dominicano, não teve tanta sorte quanto o irmão caçula. Talvez se usasse um passaporte BRASA, quem sabe ele poderia ter dado um rolê com o Mickey…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s