Xadrez Verbal Podcast #74 – Karbala, eleições na França e recontagem

karbala

Você conhece a peregrinação de Karbala, no Iraque? É uma das maiores concentrações de pessoas do mundo, com milhões de muçulmanos xiitas indo até a cidade para visitar o santuário do Ímã Hussein ibn Ali.

A atual peregrinação tem sido, novamente, alvo de ataques do Daesh, Isso e tudo o mais o que aconteceu no Oriente Médio vocês conferem no programa de hoje.

Também passamos pelas prévias do partido Republicanos na França, em que o ex-presidente Sarkozy saiu derrotado e não vai sequer ao segundo turno. Comentamos os novos nomes cotados para o governo de Donald Trump e a possibilidade de recontagem nos EUA. Giramos pelo mundo, a semana na História, dicas culturais, os peões da semana e um Menino Neymar 404 fecham o melhor podcast sobre política internacional!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Filme El Cid

Série Gigantes da Indústria 

Livros de Nathaniel Leff

Livro Neve

Filme La Haine

Música Who wants to live forever 

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa.  (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se


assinaturaFilipe Figueiredo, 29 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.


Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.


Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.


Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

20 comentários

  • Esse modelo de “renda mínima” finlandês é quase o Imposto de Renda Negativo que o Friedman propõe em seus livros “Capitalismo e Liberdade” e “Livre para Escolher”. A ideia desse modelo é dar dinheiro para que o próprio cidadão escolha livremente o que fazer com o mesmo, diminuindo a burocracia no processo de distribuição de renda e não influenciando artificialmente no funcionamento do mercado.

    Os próprios trabalhos do Suplicy sobre o assunto tem como base a obra do liberal Milton Friedman. Vide esse paper, por exemplo:
    http://basicincome.org/bien/pdf/2000Suplicy2.pdf

    É no mínimo irônico ver uma ideia da escola de Chicago ser defendida na imagem do Bolsa-Família pela nossa esquerda brasileira. E mais irônico ainda é ver nossa direita julgando isso como “ideia de comunista”.

    • Frederico, se você olhar nos arquivos aqui do site, verá que um dos meus argumentos em defesa do Bolsa-Família sempre foi o aspecto liberal, de fortalecer o indivíduo. Alexis de Tocqueville foi um dos maiores liberais da filosofia e, hoje, seria chamado de comunista e derivados aqui no Brasil.

    • Não acho que seja irônico. Nas raras vezes em que é possível haver alguma convergência moderada entre tendências de pensamento, temos um bebê foca sendo salvo e fica mais fácil acreditar que teoria econômica é até ciência de vez em quando e não só religião, fetiche e trincheira com rigor acadêmico.

      PS: boa referência.

  • Obrigado pelo programa!

    Já estou na expectativa de qual será o tema principal do próximo Xadrez Verbal. Já que o espaço é livre aproveito para deixar a minha sugestão. Acho que devem focar nos irmãos Castro, o Marcos e o Matheus Castro. Não, espera.. Estão falando de outros irmãos Castro… Um tal de Fidel e Raul… Bom, vocês veem aí qual dos irmãos Castro merecem destaque no Xadrez Verbal

  • Olá, Filipe, Matias e Vivian!
    No Gambito da Dama, a Vivian fala da renda per capta do Brasil e EUA. É renda per capta anual? Existe algum site em que esses dados estão disponíveis (FMI, Bando Mundial)? Acabei achando isso, mas não é exatamente o que a Vivian disse: https://www.google.com.br/publicdata/explore?ds=d5bncppjof8f9_&ctype=l&strail=false&bcs=d&nselm=h&met_y=ny_gdp_pcap_cd&scale_y=lin&ind_y=false&rdim=region&idim=country:USA:BRA&ifdim=region&tstart=-287100000000&tend=1448503200000&hl=pt&dl=pt&ind=false&icfg&iconSize=0.5

  • Acho legal a participação da professora Vivian coisa e tal, porém não sei se é devido ao equipamento que ele usa pra gravar pois a voz de panicat dela é irritante pra caramba. 😦

    • Acho que é o equipamento e o local, pois as vezes dá pra ouvir barulho do transito ou parece que ela está falando e dirigindo ao mesmo tempo. Também fiquei um pouco incomodado com o áudio dela.

  • Nota de repúdio:

    Vocês do Xadrez Verbal dão muito espaço a músicas dos Beatles e nunca colocaram nenhuma dos Stones pra tocar!

  • Excelente episódio, como de costume.

    Apenas duas observações:

    Sei que se tratou de uma brincadeira, mas é importante contextualizar a expulsão de Jean-Marie Le Pen da Frente Nacional. O objetivo de Marie foi dessociar os discursos controversos e muitas vezes condenáveis do pai, da já polêmica plataforma do partido. Desde 2015, Marie tem adotado um tom mais polido e evitado aparecer muito. (Não acredito que Marie tenha abolido de antigas posições, só pensado melhor na estratégia eleitoral).

    Sobre a recontagem na América, é importante notar que Jill Stein não pediu a revisão em Nevada, Minnesota ou New Hampshire, swing-states que Hillary venceu, mas obteve estreita margem no voto popular.
    Em Nevada, por exemplo foram 26 mil votos de diferença, contra 78 mil na Pensilvânia, onde Trump ganhou.
    É no mínimo suspeito.

    Oura contradição evidente é o fato de o estado de Michigan, futuro alvo de recontagem, NÃO possuir votação eletrônica. Os hackers do Kremlin têm poder telecinético agora?

    Stein arrecadou mais em 24 horas do que em sua inteira campanha presidencial. É evidente que apoiadores de Clinton também participaram, mas não consigo tirar da cabeça algumas teorias. Isso porém, já seria outra história.

    Agradeço pelo espaço.
    Sigam com o excepcional trabalho.

  • falar “casal de pessoas do mesmo sexo”, é tipo uma dupla de três “.

    Imagino duas mães conversando e uma pergunta para outra:

    “quantos filhos você tem?” a outra responde: um casal de homens

    • Substantivo
      Singular Plural
      Masculino casal casais

      ca.sal, masculino

      união afetiva entre um homem e uma mulher, ou de duas pessoas do mesmo sexo – unidos por um relacionamento
      duas pessoas
      Carlos e Renata formam um belo casal de namorados.
      duas pessoas que mantêm entre si um caso amoroso e/ou sexual
      Casais homossexuais lutam em vão por direitos do parceiro. (Folha de São Paulo/ Folha Online, 13 de junho de 2004)
      qualquer par de seres de sexos opostos
      pequena propriedade rústica
      pequeno povoado

  • vai ser legal esse material desmascarando esse revisionismo sobre o nazismo, ate pq não tem como falar que o nazismo era de esquerda ( e sim de direita) uma vez que assinaram tratados contra a URSS e se aliaram aos outros inimigos de direita da URSS (EUA, RU, FRANÇA, etc.)

    Tambem vai ser legal quando mostrarem como a direita (liberais e conservadores) se coadunavam com o nazi-fascismo… espero os documentos

    • Esse é um dos “argumentos” mais sem sentido desse revisionismo, ver ideologia em mero pragmatismo. Pelo mesmo raciocínio, Churchill seria um comunista, já que, além de aliado da URSS, defendeu o fornecimento de armamento para os soviéticos. Geisel, aqui no Brasil, também seria de esquerda, já que seu governo foi o primeiro governo do mundo que reconheceu a independência de Angola comunista.

  • Olá Felipe e Matias, um dos dois comentou que o nazismo não é comunista? Gostaria de pedir para que vocês leiam o artigo no link abaixo:
    http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=98
    P.S. No final das contas, socialismo é um nome mais bonitinho para o comunismo, mas a tranqueira é a mesma.
    Atenciosamente!

  • Essa música de encerramento me faz lembrar de um sujeito chamado Pirula e suas encenações.

  • Pingback: Dragões de Garagem #92 Inteligência artificial | Dragões de Garagem

  • Ola Filipe e Matias, tudo bem? Gosto muito do trabalho de vocês. Tanto que fico sempre na expectativa do próximo episódio. Porém ma mim fica mais prático ouvir pelo app Addict. Entretanto o episódio 74 ainda não está disponível nesse modal. Vocês continuarão a postar os episódios la?

  • filipe, vc citou em um dos podcasts a onda de, com ou sem aspas, conservadores no mundo, como marie le pen, eleiçoes na turquia, finlandia e hungria se nao me engano…tem isso por escrito em algum site?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s