A definição de Anacronismo e o exemplo do Brasil Colônia

No vídeo de hoje vamos revisitar o que é o anacronismo, o pecado mortal do estudante de História. A definição do que é anacronismo, exemplos, inclusive de quando ele é feito intencionalmente. E, finalmente, explicando o motivo do termo Brasil Colônia ser anacrônico, com o uso de América Portuguesa sendo mais adequado.

Não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever, ou clique no botão abaixo

E também não se esqueçam de se cadastrar para receber as novidades e recompensas sobre os futuros cursos do Xadrez Verbal!

Anúncios

5 Comentários

  • Gostei muito do vídeo, ele ajudou muito.

    Obrigada!

  • Como uma boa aula me deixou com muito mais perguntas do que respostas e por isto gostaria de discutir um pouco sobre isto =)

    O Anacronismo é muito utilizado como contra-argumento em debates, principalmente para desqualificar o argumento do opositor. Podemos utilizar o anacronismo para fazermos análises da história sem abrir esta brecha para o ‘oponente’?

    Por exemplo, se eu considerar o Tratado de Versalhes Pós Primeira Guerra como um erro da Triplice Entente estarei utilizando do Anacronismo pois sei que foi um dos fatores que resultou direta e indiretamente na Segunda Guerra. Porém alguém pode alegar que não foi um erro pois foi uma maneira que as potências aliadas encontraram para serem ressarcidas dos gastos com a guerra e punir as potências derrotadas. E ai, como justificar este anacronismo?

    Segundo ponto, seria um ‘formalismo acadêmico’ considerar o termo “Brasil Colônia” como anacronismo?
    Como você mesmo disse no video, de maneira didática este termo é até aceitável. Ai eu fiquei com dúvida =P Tá certo ou tá errado? Devo criar uma página no facebook criticando o ‘mequi’ e sua ‘doutrina anacronista’?

    Espero que minhas dúvidas tenham ficado claras e agradeço desde já sua atenção.

    No mais o video está muito bom.
    Parabéns pela sua dedicação!

    Abraço!

  • Interessante trabalho, parabéns !!
    Apenas uma dúvida, parece-me que o anacronismo não alcança as teorias sociais desenvolvidas para explicar o comportamento humano e suas relações individuais e institucionais. Por exemplo, identificar luta de classe em tudo que é lugar. Assim, seria razoável admitir uma teoria contemporânea, exemplo, seleção adversa(microeconomia) para explicar as decisões fiscais no século XVIII da América Portuguesa ? Afinal, as teorizações serão inerentes as construções de seu tempo, ou seja, os instrumentos de análise seriam atemporais ?
    Grato.

    Marcelo

  • Só provocando: é anacrônico aquele texto que analisa a distinção “xiitas e sunitas” pela distinção “católicos e protestantes”. O contrário já não seria anacrônico, mas a nossa tradição eurocêntrica nos impede de ver essa inversão.

  • Excelente vídeo. Muito didático. Nunca havia pensado dessa forma, inclusive, sou réu confesso, pois já utilizei desse recurso em discussões acaloradas. Esse termo, inclusive, está reverberando na minha cabeça e penso o quão ignorante eu fui. Parabéns pelo programa.

    Wilson Brancaglioni

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s