Hangout com Anticast e Bibotalk: Atentados em Paris, ISIS e Islã

O Ivan do Anticast organizou um Hangout comigo e o Alexandre e o Alexander, ambos do Bibotalk. Falamos sobre os atentados em Paris, ISIS e Islã, teologia, História, política, tudo com a interação ao vivo do pessoal. Espero que gostem. Para os que preferirem, devido a duração, podem baixar em MP3 também.

Para que quiser baixar o Hangout em MP3, link do servidor do Anticast

Não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever, ou clique no botão abaixo

BotaoXVYoutubeE também não se esqueçam de se cadastrar para receber as novidades e recompensas sobre os futuros cursos do Xadrez Verbal!

botãocursos

Anúncios

7 comentários

  • Vc não acha que a história imperialista que aconteceu na África está se repetindo, guardada as devidas proporções e o poder religioso, no Oriente Médio? Estava relendo Frantz Fanon este fim de semana e vejo uma discussão séria que, em termos, pode ser usada para tentarmos entender esses conflitos. Não seriam os subalternos querendo tomar um lugar de protagonista no cenário mundial, mas fazendo isso de maneira irracional, como em atos terroristas? Se as ações não fossem extremistas e fundamentalistas não seria muito comparável ao processo de descolonização africana? att.,

    Viviane Moraes
    Professora Doutora
    Literaturas Africanas de Língua Portuguesa
    UFRJ / UGB

    • Em qual contexto um atentado terrorista é um ato irracioanl?

    • Viviane, vejo uma diferença, que é a presença de atores estatais fortes locais: Israel, Egito, Turquia. Fator geopolítico que não ocorreu na África e, mais ainda, era mais diluída pelo tamanho do continente africano; a África do Sul, por exemplo, tinha um política externa extremamente agressiva, mas que ficava restrita apenas ao sul do continente. Um abraço.

  • Olá Filipe, tudo bem?

    O acordo de Skyes-Picot de certo modo ainda tem impactos na política do oriente médio? Dizem que uma das causas de todo essa confusão é a falta de refino cultural dos diplomatas dos EUA de hoje em relação aos diplomatas do império britânico e francês na época desse acordo, criando vácuos de poder após as invasões e não respeitando as tradições culturais dessas civilizações.

    Sem querer ser chato, você poderia falar sobre um pouco desse acordo no próximo podcast?

    Um abraço!

    Rafael

  • Olá Filipe,

    O jornal ingles The Guardian publicou uma reportagem interessante sobre o Putin. Seria ele um peão promovido?

    Abraço

    Rafael

    http://www.theguardian.com/world/2015/nov/17/vladimir-putin-from-pariah-to-powerbroker-in-one-year

  • João Lucas dos Santos

    Ouvi do BTCast. Parabéns pela participação. Muito enriquecedor.

    Att

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s