A falsa ideia de “eleições separatistas” na Ucrânia

A Rússia anunciou ontem, Domingo, dia Dois de Novembro, que respeita o resultado das eleições realizadas nas autoproclamadas repúblicas populares de Lugansk e Donetsk, no leste da Ucrânia. A crise ucraniana, desde o início dos protestos da Praça Maidan, foi abordada aqui nesse espaço. O atual governo ucraniano, o governo dos EUA e a União Europeia afirmaram não reconhecer a legitimidade do pleito nas regiões controladas por movimentos pró-Rússia. Desenhou-se um cenário de nova crise, inclusive pela imprensa mundial, mas a situação é bem menos grave que isso.

Eleições em Donetsk, com as urnas com a imagem da bandeira da autoproclamada República Popular do Donetsk.

Eleições em Donetsk, com as urnas com a imagem da bandeira da autoproclamada República Popular do Donetsk.

Na última semana de Outubro, a Ucrânia realizou eleições parlamentares, com vitória dos partidos chamados de “pró-Ocidente”. Com isso, o bloco do Presidente Petro Poroshenko saiu fortalecido, e forma-se um governo que conta com respaldo democrático, ao menos em certa proporção. A restauração da ordem democrática na Ucrânia é um passo essencial para a estabilização do país e uma negociação frutífera com a Rússia em temas sensíveis aos dois países; insurgência no leste ucraniano, fornecimento de gás natural e o território da península da Crimeia.

Após a eleição de Poroshenko, no primeiro semestre, a Rússia iniciou o processo de reconhecimento do governo ucraniano. Consequentemente, retomaram a mesa de negociação com, por exemplo, a assinatura dos Protocolos de Minsk, capital da Bielorrússia. Os protocolos estabeleceriam uma base para negociações vindouras, mais profundas. Então, com a realização de eleições parlamentares, nada mais lógico do que o prosseguimento das negociações? Não necessariamente. Como as regiões de Donetsk e Lugansk não estão sob controle direto do governo ucraniano, não foram realizadas eleições nesses locais.

Sem as eleições, tais regiões ficariam sem representantes, sem voz, em uma eventual reconciliação ucraniana. São unilaterais as declarações como a de um diplomata ucraniano, que o reconhecimento do pleito nas regiões do leste ucraniano “mina o processo de paz”. Ainda, Didier Burkhalter, Ministro de Relações Exteriores da Suíça e atual líder da Organização para Segurança e Cooperação na Europa, afirmou que o reconhecimento viola os Protocolos de Minsk. Não necessariamente, escapa que o reconhecimento desse pleito é congruente com o espírito dos Protocolos. Chamar de “eleições separatistas”, como alguns jornais, é, no mínimo, uma falha no idioma.

Como Putin já afirmou, em tom que não saberemos, ele “poderia ocupar Kiev em duas semanas”. Ou seja, não é uma questão de projeção de força. A declaração chave é de Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores russo: a votação em Donetsk e Luhansk “será importante para legitimar as autoridades”. Ou seja, é justamente para garantir a representação dessas regiões, seja em uma futura Ucrânia reconciliada, seja agora, durante as negociações. Se o governo ucraniano quer negociar para a reintegração do país, quem seria mais produtivo na mesa de negociações: rebeldes armados ou líderes eleitos dentre aquela parcela da população?

*****

assinaturaFilipe Figueiredo, 28 anos, é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.

 

*****

Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

*****

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Facebook e no Twitter e receba notificações de novos textos e posts, além de outra plataforma de interação, ou assine o blog com seu email, na barra à direita da página inicial. E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

 

Anúncios

One comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s