Xadrez Verbal Podcast #291 – Guerra na Ucrânia, Europa e Pacífico

As últimas notícias principais sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia, incluindo a batalha de Mariupol. Também giramos pelo Pacífico, com eleição no Timor-Leste e prisões em El Salvador. Passamos pela Europa, com eleições na França e possível CPI no Reino Unido. Além disso tudo, giramos pelo mundo, a semana na História, peões da semana e dicas culturais abrindo mais um ano da sua revista de política internacional em formato podcastal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Em breve

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:01:40 – Giro de Notícias #01
  • 00:08:55 – Coluna Aberta: Invasão Russa à Ucrânia
  • 00:22:00 – Efemérides: A Semana na História
  • 00:26:10 – Match: Bacia do Pacífico
  • 00:46:35 – Xeque: Velho Continente
  • 01:02:30 – Giro de Notícias #02
  • 01:14:50 – Peões da Semana
  • 01:16:40 – Sétimo Selo
  • 01:27:40 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

23 Comentários

  • Silvério Martins da Costa

    Prezados Filipe e Matias,

    Gostaria de agradecer pelos inúmeros momentos aprazíveis, hilários, emocionantes, edificantes e inesquecíveis que vocês me propiciaram. Em nome de todos aqueles que, como eu, tem de levar pela vida o apanágio (ou fardo) da solidão, agradeço pela companhia: vocês foram amigos constantes a trazer sorrisos em horas de incerteza, que supriram a distância da família, a profunda melancolia que por vezes nos acossa, a carência de amizades e o amor pela Geografia e pela História. Desde 2018 maratonei todos os Xadrez Verbal e todos os Fronteiras Invisíveis do Futebol, em particular no trajeto de 1.500km entre Ponta Porã/MS e Serra da Saudade/MG.

    Escutei todos os programas da dupla, de modo que posso dizer que os acompanhei desde Ambazonia à Araucania, de Nauru a Artsakh, de Tigray a Culiacán, da Somalilândia à Galícia (quaisquer delas), de Jerusalém ao Turquestão Oriental. Já me acostumei ao Matias introduzir informações aleatórias sobre Uruguai em todos os programas, a menção reiterada a Tuvalu ou às peculiares trivias de nomes finlandeses-havaianos e lituanos-gregos. Citei, com certo orgulho pessoal, o Xadrez Verbal nº 262 (Tunísia, Peru e Jogos Olímpicos) no meu trabalho de fim de Máster pela UNED/Madrid (Gestión Coordinada de fronteras terrestres en el Mercosur) em 2021.

    Na oportunidade, envio um grande e especial abraço a Márcia Moreno Jara, que se tornou ouvinte assídua do programa graças à minha insistente indicação. E na ânsia de sempre ouvir-lhes, enquanto aguardo a independência de Bougainville e da Nova Caledônia, assevero que senti falta que ainda não mencionaram o Caracalpaquistão e a Gagaúzia em nenhum dos programas até hoje.

    P.S.1: Fica a sugestão para Fronteiras Invisíveis do Futebol sobre: Curdistão, nações indígenas (EUA), povos andinos, repúblicas russas, Líbano, Camboja e Mato Grosso do Sul (onde estou desterrado há 9 anos);
    P.S.2: Creio que Matias não deve ter visto minha menção no Twitter aos recorrentes sobrenomes lusos na seleção de críquete do Sri Lanka.

    Cordiales saludos,

    Silvério.

  • Bernardo, de Berlim

    Boa dia Felipe com i e Mathias sem h,
    acabo de ou vir ao programa da semana e me veio uma dúvida após voces comentarem sobre os atentados do estado islamico no Afeganistao: o EI cometeu atentados por considerarem os xiitas como “hereges”. Mas como o Taleba os enxergam (os xiitas)? Eles os “toleram”, os aceitam? Como é essa relacao?

    Gostaria também de deixar uma sugestao de série, que acho que o Matias iria gostar: chama-se “Porno y Helado”. Está no Amazon Prime aqui da Alemanha. Apesar do nome, a série é uma comédia portena sobre dois caras que tentam virar músicos em Buenos Aires. Tem uma uruguaia na série, entao acho que isso imediatamente a qualifica como “Matias Material”.

  • Fabio Leandro da Silva

    Como é que vcs deixaram de noticiar que a HEROÍNA NACIONAL DE BARBADOS – Rihanna – fora do Giro de Notícias?
    Ela chegou na Ilha para dar a luz ao primeiro filho

  • Sofia Ferreira Machado

    O Xadrez Verbal tem inúmeros motivos para ser elogiado, mas eu vim aqui enaltecer um que eu não vejo ser muito lembrado: as músicas de encerramento. O carinho, a atenção e o conhecimento que o Matias dedica a essa parte do programa são notáveis. Apesar de a duração do programa nunca ter sido um problema para mim, eu diria que vale à pena ouvir 5h de podcast só para descobrir o tesouro musical reservado para o final.
    Obrigada por tudo!

    • João Pedro Heep Reinholz

      Boa alvorada, F(I)lipe e Matias, hoje, 29/04, é meu aniversário, ouço o programa desde o longínquo ano 2020, sem perder um episódio.
      Agradeço imensamente a companhia em todos os momentos bons e ruins. Peço que estendam os abraços à nossa rainha economista low profile.
      Saudações Tapajônicas desde Santarém!

      PS. Se puderem mandar também um salve para o pai de minha amiga Maria Luiza, Valmor, eu seria muito grato. Ele também assopra as velinhas hoje.

  • Amigos, um comentário rápido sobre a decisão recente do governo canadense de banir a compra de imóveis por estrangeiros: trata-se de uma medida puramente populista e sem muito efeito nos preços. Os saíram de controle a partir de 2019, mais ou menos, quando a valorização anual passou dos dois dígitos; os estrangeiros, porém, são donos de menos de 5% dos imóveis[1].

    O verdadeiro problema é de oferta e demanda: esta está muito aquém daquela. E esse problema é antes de tudo um problema político-urbanístico. As cidades daqui, como as do vizinho ao sul, tem um zoneamento extremamente draconiano que priveliga casas soltas. Em Vancouver, por exemplo, mais de 80% da área da cidade é reservada para casas soltas. O zoneamento rígido tem um histórico bastante complicado (em resumo, são leis racistas e higienistas na origem) além de trazerem graves problemas sociais, urbanos e ambientais.

    Mas o ponto chave em relação aos preços é que o zoneamento gera uma escassez artificial de terras, o que aumenta os preços conforme a demanda aumenta e a oferta não consegue dar conta. Esse ciclo se retro-alimenta porque os donos atuais de casas obviamente se beneficiam do processo, e pressionam as City Council para manterem o zoneamento como está. Na cidade vizinha aqui, para dar um exemplo, um empreendimento imobiliário que demoliria 59 casas para construção de 2.600 apartamentos está empacada desde 2020, com a prefeitura criando dificuldades para atrasar o projeto, e possivelmente será cancelada.

    Enfim, o problema é complexo, antigo e tem vários fatores, mas se for para resumir, o fator de zoneamento na minha opinião é de longe o mais importante. É um vespeiro que ninguém quer mexer, afeta o país todo e tem uma origem racista que não foi totalmente apagada. Muito mais fácil culpar o bicho-papão do “investidor estrangeiro”.

    Ah, e uma dica de pronúncia: Kharkov se pronuncia “Hár-cav”. O “kh” tem som de “h”, e a letra O, quando não é a sílaba tônica da palavra, tem som de A. 🙂

    Abraços desde Coquitlam, Canada.
    Leo Brito

    [1] https://www.cbc.ca/news/business/non-resident-real-estate-1.4455861

  • Fabricio Avellar Werneck

    Bom dia Boa Tarde Boa Noite
    Programa curto mas sempre com informações precisas e pontuais.
    Saudades da Lapa (RJ)!
    E mais uma ótima sugestão musical. Parabéns!
    Bom carnaval!
    Fabricio Werneck

  • Jaime Fassin Junior, biologo de Londres

    Grande Matias e Filipe. Primeiramente quero dizer parabens pelo programa em formato pocket ou pilula haha. Brincadeiras a parte, obrigado pelo comprometimento, mesmo durante o Carnaval.
    Em relação ao Boris Johnson, o clima que se sente aqui na mídia é de pizza. No geral, as pessoas ja “saturaram” sobre o assunto e o apoio as revendicaçōes do Keir Starmer não ta dos melhores. Se fosse pra apostar, diria que ele termina o mandato, porém nos Tories não levem o proximo. Agora em Maio, teremos eleições locais. Talvez seja um parametro. Gostaria de pedir para vocês mandarem um abraço para minha esposa Nathalie Angelo. Ela está fazendo aniversário e virou ouvinte fiel forçada, porque nossos cafés da manhã de Sabado e Domingo são regados a Xadrez Verbal. Quando acontece algo, e não começamos o café com a musiquinha de aberrura, ela sempre peelrgunta: Ué, que que houve hoje que você não está ouvindo os mininos?”. Grande abraços e continuem com excelente trabalho.

  • Pedro Valente Monteiro

    Lula só consegue falar na França que é um país da esquerda caviar. Aqui ele só anda escondido e frequnta a reuniões já previamente arrumadas. é claro que ele só tem voz na França… igual ao Freixo aqui no Rio. só consegue falar no Alto Leblon ou então em Associação de Moradores com lideres comunitários de origem altamente duvidosa, se é que mim tendem. Forte abraço, galera…

  • Diogo Maia de Carvalho

    Bom dia, boa tarde, boa noite.

    Só queria passar para agradecer por essa edição mesmo com o feriado. Vocês são foda.

    Abraços de BH.

  • Xadrez Verbal é uma coisa estranha, sempre fico assustado com as mais de 3 horas de podcast, porém quando vem 1h30m. Fico desolado e em abstinência, é a 3 vez que ouço o mesmo episódio.

  • Sou ouvinte do xadrez verbal desde 2018 e vocês são minha companhia nas longas horas de trajeto de ônibus. Porém, hoje eu tive meu momento mais glorioso nesses quatros anos de podcast: eu vi o matias e sua família fazendo cosplay de Hora da Aventura. Foi a coisa mais fofa do mundo! Eu optei por não tietar, pq não queria atrapalhar o momento família. Mas se eu o ver de novo, darei um oi.

    Grande abraço

  • Pedro Valente Monteiro

    “Bolsonaristas, relaxem, hoje vocês perderam com a vitória de Macron na França, pra vocês neste domingo o negócio é tomar tubaína, nada de champagne, com o mundo civilizado” – Caio Blinder

    amigos, agora entendem pq o lula só fala na França (e outros locais burgueses)? pq é só a esquerda caviar que consegue ouvir e aceitar essas mentiras e esse roubo endêmico. só a esquerda consegue ter estomago p aturar isso tudo sem perder a compostura. dois vermes…lula e blinder. forte abraço

  • Excelente edição!
    Gostaria de saber dos ilustres apresentadores se existe alguma relação da Revolução dos Cravos em Portugal ser exatamente no mesmo dia do Anniversario della liberazione d’Italia, ambos no dia 25 de abril.
    Ou apenas uma coincidência histórica?
    Parabéns pelo excelente trabalho!

  • Guilherme Ferreira

    Filipe e Matias
    Sobre a questão das máscaras em meios de transporte estadunidense, tem o fato bizarro que a medida, assim que decretada pelo juiz indicado por Trump, foi colocada em prática imediatamente pelas aéreas… inclusive nos voos em andamento. Há vídeos gravados dentro de aeronaves no momento em que o comandante anuncia a revogação da medida obrigatória enquanto passageiros e tripulação explodem em comemoração, arrancando suas máscaras. Imagens de tirar o sono de qualquer Atila.
    A análise feita pelo Daily Show com Trevor Noah está bem divertida e pondera que, para os tripulantes, a queda da obrigação um alívio depois de dois anos lutando UFC com passageiros exaltados.

  • Pedro Henrique Bacelar

    Excelente episódio, como sempre, Filipe e Matias! Estou há mais de ano tentando convencer minha namorada de ouvir, mas sempre ouço a mesma resposta sobre o tamanho dos episódios. Dessa vez o muro ta baixo o suficiente para ela ouvir! Poderiam mandar um abraço para ela? Camila Lopes! Muito obrigado!

  • Queria deixar registrado (em tom de brincadeira rss) que estou indignada por o programa ter tido apenas 1h30min de duração. Achei até q era erro! O programa tem q ter 4 horas e tanto, pois este é o padrão Xadrez Verbal! #AmoVcs #VcsSãoParteDoMeuFDS #AdoroProgramaLongo

  • Eu só queria fazer uma correção sobre a palavra “afasia”. O inglês e o português gostam de divergir sobre onde eles colocam o “estresse” nas palavras que eles pegam do grego. Por isso a gente tem “synonÝm” mas “synÔnimo”, ou mesmo “PhÍllip” e “FelÍpe” (o E é proposital xP). No caso, o nome da doença é “afasÍa”, ainda que em inglês seja “aphÁsia”.

    (ao mesmo tempo, eu entendo se vocês preferirem permanecer dizendo “afÁsia”, porque tem gente que diz “cardiÁco” ou “tÓchico”, e é assim que a língua segue o seu rumo natural)

  • Matheus de Oliveira Fiuza

    Fala, Filipe e Matias. Mandem um abraço para o futuro melhor engenheiro da Poli-USP, Victor Fiuza, que, assim como eu, tem o Xadrez Verbal como melhor companhia nas viagens diárias de transporte público.

  • Obrigado por mais um episódio, Matias e Filipe. Foi uma tristeza não poder distribuir os minutos do Xadrez Verbal na espera do circular 😦

  • Pedro Vannucchi Trindade

    Olá, Filipe

    Na última semana a Rússia baniu o site chess.com (o maior site de xadrez do mundo) de seu país devido a publicação de uma matéria comentando a situação dos enxadristas ucranianos na guerra (muitos pegando em armas, de fato).
    Apenas uma atualização.

    Abraço

Deixe uma resposta para Guilherme Ferreira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.