Celebrando trezentos vídeos do Nerdologia de História com um Top 20

O mais recente Nerdologia de História, sobre o Rus de Kiev, foi o de número 300 com roteiro e locução desse que vos fala (prazer, Filipe Figueiredo).

Para comemorar, fiz um Top 20 da lista de História!

Tirando os três últimos, que são de fato os que mais tenho carinho e satisfação em ter feito parte da produção, a lista seguirá uma ordem cronológica de postagem, não é um ranking exatamente.

Comentarei brevemente o que mais me agrada em cada vídeo. Antes, queria novamente dizer o quão grato e contente sou por fazer parte desse projeto, que começou com Deive Azaghal e Alexandre Jovem Nerd acreditando na proposta do Atila, abrindo caminho para gente como eu e toda a galera que chegou depois de sua saída, mais o trabalho primoroso de todos do Estúdio 42, com muita gente envolvida nesses anos todos.

Como “bônus”, antes do Top 20, claro, o primeiro vídeo, sobre os conceitos culturais de Apocalipse. O vídeo fará aniversário de seis anos mês que vem.

Em julho de 2016 publicamos o vídeo sobre Oriente Médio, de longe o mais longo que produzimos, com 14 minutos e um breve panorama da região.

Foi feito com muito cuidado e até hoje me impressiona que esse vídeo tem 1.8 milhão de visualizações.

Em set/2017, aproveitamos o filme do Bozo (Bingo) para falar dos anos 1980, a década perdida, desmistificando a ideia de que a ditadura foi “boa para a economia”.

Em ago/2017 publicamos o Paladinos e o poder da cura. Gosto de toda a série que fizemos sobre inspirações históricas das classes de RPG, mas, particularmente, foi muito legal juntar RPG com canções de gesta medievais e Marc Bloch.

Em dez/2017 foi a vez do vídeo De quem é Jerusalém?, em meio ao reconhecimento da cidade como capital de Israel pelo governo de Donald Trump. Falamos de História, religião e política internacional.

Em fev/2018 publicamos um vídeo desmontando as “hipóteses” racistas de Alienígenas no passado?, mostrando como essas ideias são sensacionalistas, baseadas em ignorância, preconceito ou erros metodológicos.

Já em julho/2018 fizemos um vídeo chamado A História segundo os quadrinhos, em que falamos de pictografia, mitologias, invenção da imprensa e o impacto da cultura pop na nossa sociedade. Ficou muito legal.

Em setembro de 2018, infelizmente, fizemos um vídeo sobre O nosso Museu Nacional, por causa do incêndio devastador. Esse vídeo homenagem ficou pronto em cinco dias, foi um trabalho gigante do pessoal da animação e do Atila também.

Em outubro de 2018 publicamos o vídeo que responde a pergunta: Existe diferença entre golpe e revolução?

Com uma vasta bibliografia especializada e uma baita arte, esse vídeo virou até tema de artigo apresentado em congresso na UFRGS.

Em nov/2018 publicamos o vídeo com duas mini biografias de Martin Luther King e Malcolm X, fazendo um paralelo da vida dos dois, da luta antirracista e usando X-Men como fio condutor, com Professor X e Magneto.

Em fev/2019 publicamos Castor de Andrade e o jogo ilegal no Brasil, o meu favorito da série Criminosos, um vídeo mensal sobre crimes ou criminosos célebres. Falamos de Castor, jogo e ditadura no Brasil.

Em out/2019, nos 80 anos do crash, publicamos o vídeo A Crise de 1929 e o Crash da bolsa de valores, em que apresentamos algumas das principais teses sobre a crise e seus impactos. É muito completo e bem feito.

Em fevereiro de 2020 publicamos o Nerdologia sobre a Peste Negra. Pandemia chega no Brasil no mês seguinte e o assunto explode. O vídeo é riquíssimo, desmistifica aquela roupa com bico de pássaro e foi o primeiro de vários sobre pandemias.

Em março de 2020 foi a vez do vídeo Antigamente é que era bom!, em que abordamos essa frase típica de avós e tios sob o prisma da História e da formação da memória coletiva. E como essa frase é falha como argumento histórico.

Em maio de 2020 publicamos Kamehameha e a História do Havaí, um vídeo mais leve mas muito legal, um dos vários Nerdologia sobre populações nativas (inca, maori, etc) e, talvez, o mais diferente deles. Foi divertido estudar para esse roteiro.

Em junho de 2020 publicamos o vídeo Ebola e o meme do caixão, um dos mais bonitos e sensíveis trabalhos do Estúdio 42. Em meio a pandemia angustiante falamos de como as ciências humanas colaboram em crises sanitárias como as epidemias de ebola.

Julho de 2020 teve o vídeo que responde: O que é o fascismo?

Com muita bibliografia e muita informação na tela para responder isso em apenas oito minutos, muita gente teve que assistir mais de uma vez para absorver tudo.

Inclusive, toda vez que vejo comentários, críticas construtivas ou até mesmo críticas agressivas falando “faltou isso, faltou aquilo”, eu mentalmente devolvo a pergunta: e você tiraria o quê do vídeo?

Tratar de alguns temas em até 8 minutos não é tão fácil.

Em agosto de 2021 publicamos o vídeo sobre Crimes de guerra japoneses, que usamos Attack on Titan para falar do fascismo japonês e do país na Segunda Guerra Mundial, incluindo as atrocidades, um tema muitas vezes varrido pra debaixo do tapete.

Agora o Top 3 mesmo, começando com Abolicionismo e fim da escravidão, de maio de 2018, em que falamos não apenas sobre o abolicionismo, mas como o legado maldito do escravismo impacta a sociedade até hoje.

Em dez/2018 publicamos o Nerdologia 50 anos do AI-5 no Brasil, com trechos do áudio da reunião que assinou o AI-5 e mostrando que o Brasil teve uma ditadura militar violenta e extremamente nociva ao país, citando também a fuga de cérebros.

Finalmente, de maio de 2019, meu preferido: o vídeo sobre A origem da escravidão no Brasil, explicando como a escravidão no Atlântico foi racial e, por isso, mais danosa e única em relação a escravidão da antiguidade.

Lembro também que todos os vídeos, além de referências na tela, possuem fontes e sugestões, anexadas na descrição de cada vídeo

E claro que posso fazer comentários desse tipo sobre cada um dos vídeos que fizemos, mas esses são os que considero, por alguma razão mais relevantes, interessantes ou que me foram mais satisfatórios em fazer. Algum que você gosta muito pode ter ficado de fora e fique a vontade para citar ele aqui em resposta

Beijos para todos vocês e obrigado pela companhia nesses anos. Compartilhe o fio ou o link e ajude a divulgar o melhor conteúdo em História em português da galáxia*

*segundo meu melhor amigo

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

2 Comentários

Deixe uma resposta para mariacorumba Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.