Xadrez Verbal e Atila Iamarino – Especial Coronavírus #17

Programa de número 17 sobre a pandemia da covid-19 com o biólogo e virologista Atila Iamarino para trazer uma perspectiva diferente ao noticiário internacional. Aqui você terá, gratuitamente, as principais notícias sobre a pandemia e um novo estudo de caso sobre navios de cruzeiro e chamada imunidade de rebanho, junto com as análises do que está funcionando, o que não está e quais as lições para o Brasil!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Comunicado da CEPAL Contração da atividade econômica da região se aprofunda devido à pandemia: cairá -9,1% em 2020

Música de encerramento Isolation, com Joy Division

Use o código XADREZVERBAL10 na compra da sua máscara OTO aqui neste link e contribua com a Cruz Vermelha.

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 01:25:35 – Estudo de caso: Navios
  • 02:06:15 – Música de encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

18 Comentários

  • Gente, aqui na Alemanha, desde março em todos os locais fechados, mercados, meios de transporte, lojas, shoppings, SÓ se entra de máscara. Cortei meu cabelo de máscara. Só em locais abertos não é obrigado. Já estão querendo flexibilizar inclusive, devido à diminuição de casos, o que acho precoce.

  • Bom dia,

    Todo esse confinamento, álcool em gel e outras coisas por causa do corona me faz cogitar qual, ou quais outras doenças serão extintas?

  • Gostaria de pedir um abraço para minha mãe Dalva, que na quarentena tem ouvido o Xadrez Verbal por tabela, já reconhece a voz de cada um e disse que gosta muito da voz do Filipe! Abraços e Se cuidem!

  • Sobre estudo no Chile e outras questões ligadas as escolas: não estou sozinha dentro de casa há quatro meses por mim, sempre foi pelos outros (parece estranho, mas é assim) e me preocupa demais essa tendência de vários estados da federação (que inclui o RS) de forçar uma reabertura das escolas. Aqui no sul além dos protocolos já enviados, há aviso da PGE sobre possíveis processos a direções que não fornecerem EPI, consulta a entidades que representam setores da economia e consulta a sindicatos de escolas privadas (não há escuta na rede pública). Tentamos usar esse estudo como argumento, mas não há espaço para debate sobre o tema fora do círculo econômico. Minha preocupação, mesma de tantos colegas, é que fora amparo aos grupos de risco com as aulas remotas, não existe qualquer garantia aos professores ou aos pais. Pelo contrário, o decreto de junho coloca as escolas (diretora e um membro do corpo docente) em posição de responsáveis por possíveis contágios nas comunidades escolares.
    O mais lamentável é que isso parece se perpetuar em outros países com elevados índices, começando pelo EUA já que recentemente alguns estudantes de uma universidade na ‎Geórgia receberam circulares com protocolos para retomada das aulas presenciais e estrangeiros receberam ameaças de deportação (dado ao fato de que, segundo o governo, se estão inseridos em EAD não precisam estar em solo norte-americano).

    Comentários aleatórios: 1) Dado ao fato do Atila explicar a razão pelo qual as roupas diminuem, penso que estou me hidratando pouco, pois aqui as roupas estão ficando maiores. Talvez isso possa ser efeito do aumento do consumo de cafeína, mas biólogo é ele. Eu sou só uma professora de geografia “digital influencer” da plataforma educacional desenvolvida por aquela empresa multinacional famosa de serviços online e softwares.
    2) Eu nunca mais piso em um cruzeiro na vida. Fiquei traumatizada.

  • Olá Filipe, Matias e Átila.
    Sobre a questão da apendicite:
    Não é que covid-19 cause dor e por isso se descubra uma apendicite já existente. Mas esse coronavírus está sendo responsabilizado por um aumento no número de uma condição chamada de adenite mesentérica. Este sempre foi um diagnóstico diferencial importante da apendicite, principalmente em crianças e adolescentes. E isso leva a chamada apendicectomia branca, quando há dificuldade de diagnóstico. isso é quando se indica a cirurgia para apendicite, mas como achado o apêndice está normal.
    Antes que alguém fique horrorizado, é inclusive recomendável que um cirurgião tenha um índice de indicação branca de cerca de 10%, pois, em caso contrário, estaria indicando muito tardio. Assim, reduziria o número de apendicites brancas, mas aumentaria significativamente o número de indicações tardias, onde a mortalidade se torna muito maior. Logicamente, com a melhora dos métodos diagnósticos, há uma tendência a essa redução. Mas o risco de uma apendicectomia branca é muito menor que de um diagnóstico tardio. E por curiosidade, nessa situações de indicação branca, mesmo assim, nós retiramos o apêndice. Pois, se um dia o paciente realmente desenvolver a doença, esse diagnóstico vai ser muito retardado pelo fato de relatar que já foi operado por apendicite.
    Voltando à covid-19. Já está documentado um aumento na incidência de adenite mesentérica, inclusive associada a esse coronavírus. Assim, é muito provável, e até esperado um aumento na incidência de indicações brancas. Ainda que, pessoalmente falando (não é dado científico), não observei isso. Mas pude notar, novamente experiência pessoal (evidência anedótica), um grande número de pacientes com covid-19 apresentando epigastralgia (dor de estômago). E no quadro clássico de apendicite, o início da dor é epigástrica.
    Vale ressaltar um estudo chinês que mostrou que pacientes covid positivo mesmo assintomáticos, passaram a desenvolver sintomas da doença após serem submetidos a cirurgias. E houve uma taxa de mortalidade de cerca de 20%, o que é altíssimo! Por esse motivo o Colégio Brasileiro de Cirurgiões orientou evitar cirurgias onde o risco-benefício não se sustente. Um exemplo é cirurgia plástica, que deveria ser evitada a todo custo nesse momento, mas infelizmente ainda existem colegas operando…
    Vale comentar que a laparoscopia também tem seu porém. O gás utilizado para criar o pneumoperitônio, que é indispensável pra essa modalidade cirúrgica pode causar spray, e já foi detectado partículas virais nele. Ainda que não exista comprovação de contágio por essa situação. Mas é recomendável cautela.
    Espero ter ajudado.

  • Como de costume, excelente escolha musical para encerrar o programa! Joy Division é fascinante.

    MAS!! Também é tudo o que a Legião Urbana sempre quis ser… rsrs.

  • Luis Eduardo Reis da Silva

    Obrigado pelo programa, muito bom!! E apoio a ideia de vocês escreverem um livro, sugerido pelo outro ouvinte, ao meu ver uma visão histórica, epidemiológica e política sobre pandemias passadas em um mesmo livro seria fascinante; sei que a pandemia atual provavelmente não entraria na primeira edição por necessitar de um distanciamento do fato para melhor compreensão e descrição, mas as outras epidemias seriam interessantes serem abordadas, fornecendo uma visão mais ampla do acontecido.
    Parabéns pelo conteúdo!! Abraço a todos!!

  • Pablo Ramon Prediger Garay

    Boa tarde! Ainda nessa questão da poeira do Saara, tem um documentário daquele Streaming que vocês não falam o nome, chamado One Strange Rock, com narração do Will Smith, que fala disso. É um documentário muito legal sobre a Terra com a visão dos astronautas da estação espacial internacional. E no segundo episódio eles falam que conseguem ver lá de cima essa nuvem de poeira e o quanto ela é importando para a amazônia.
    Tinha outra questão que ia comentar mas agora esqueci.
    Abraços!

  • Zaôr Caetano Junior

    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo excelente feito por vocês. Sou professor de biologia no ensino médio e obviamente sempre escutava o Átila para embasar mas minhas aulas e, como um apaixonado por história, escuto o xadrez verbal há um pouco mais de 1 ano e, obviamente, minhas aulas de biologia enriqueceram muito com o trabalho de vocês. Pode parecer estranho mas o Xadrez Verbal ajuda demais!! Um comentário. Assisti o filme Jornada nas Estrelas I na Amazon Prime com meus filhos, o Marcelo (13) e Isabella (11) – é de novo que se torce o pepino!! Como a gente assistiu dublado me chocou quando o Chekov, em vez de falar velocidade dobra, vai lá e fala velocidade de torção!! Fica aqui o meu protesto!!!! Me dei ao trabalho de ir até o google tradutor só para confirmar o que já sabia a mais de 30 anos e warp speed é velocidade dobra!!

  • Olá a todos! No programa foi citado sobre Barcelona, mas segundo o ajuntament (prefeitura) o contato foi comunitário e não por “brote” e desde do dia 20 reforçaram as medidas já citadas em todos lugares, o uso de máscara, distanciamento, etc. Que chegue logo a vacina! Abs y abrazos.

  • Oi Filipe, sou um estudante de Cinema e Audiovisual da UFMT e acabei realizando um curta de um minuto tendo como tema a quarentena e cinefilia. Nele utilizei trechos do podcast, tanto o especial coronavírus, quanto a edição “normal”. Caso tenha interesse aqui está o link: https://youtu.be/A-ZddyYurbc
    Agradeço bastante o trabalhos de todos vocês. Um grande abraço!

  • João Paulo Vicensio

    Comentário de ouvinte chato…..kkkkk
    Se vocês vão postar o episódio de madrigada/manhã….o Matias tem que falar bom dia ou boa alvorada….

  • O Átila deu uma leve barrigada quando falou de ciclismo, na verdade o ciclismo nas suas modalidade mais conhecidas é um esporte de resistência e, assim como natação e corrida exige primariamente o sistema cardiovascular.

    Ainda falando de ciclismo a temporada europeia esta voltando aos poucos, depois da várias provas canceladas ou com datas alteradas, e está rendendo momentos como esse:

  • Fala galera do Xadrez Verbal! Os episódios do especial corona vírus estão ótimos! Uma pregunta pro Átila, os sintomas manifestados por uma pessoa contaminada pelo vírus pode dizer alguma coisa sobre a forma como a pessoa se contaminou e sobre a capacidade daquela pessoa de transmitir o vírus? Por exemplo, se a pessoa apresenta sintomas de diarréia, pode-se assumir que ela se contaminou ingerindo o vírus e não aspirando-o e que essa pessoa tem menos potencial de transmitir o vírus, uma vez que ele está no seu sistema digestivo?

    Um abraço de Viçosa-MG, se responderem a pergunta mando uma lata do melhor doce de leite do Brasil pra cada um! Hehe

  • Excelente episódio, mas gostaria de fazer uma ressalva bem grande: quando estavam falando da situação da Flórida, Átila comentou que eles fazem um teste que não é feito no Brasil, RT-PCR. Fiquei meio chocada, é claro que a gente faz RT-PCR! Não sei se ele se referia a algum outro tipo, mas na fala dele, foi de forma generalizada. Trabalho na Secretaria de Saúde do Paraná e só por aqui diariamente são feitos milhares de testes nas coletas de swab por RT-PCR, tanto pelo LACEN quanto por outros laboratórios credenciados. Informações divulgadas diariamente no boletim estadual. Sei que vocês muito provavelmente sabem disso, mas muitos ouvintes, ouvindo esse comentário sem contexto, vão ficar com informação errada na cabeça. Seria interessante retificar ou complementar este comentário no próximo epecial

  • Marcos de Oliveira Campos

    Parabéns por mais esse episódio excelente. Mande um alô aqui para os técnicos em Eletricidade que tem mantido nossa Luz Acesa durante essa pandemia. Em especial para os técnicos da Cemig no Centro Oeste Mineiro que são ouvintes fiéis dos seus programas. Abraços, MOC!

  • Pablo Jean Rozario

    Muito obrigado ao trio por mais esse podcast quinzenal muito informatizo.
    Mas Filipe, essa semana entraram com um processo com o Presidente Jair Messias Bolsonaro no tribunal de Haia, você acredita que o processo irá adiante? Sei que ainda tem que ser analisado e se será aprovado para investigação ou reprovado.
    Acredito que (mesmo tendo votado nele, e já há muitos meses julgando seu governo muito a desejar, mas não vem ao caso) o presidente deva sim sofrer alguma punição ou sansão (eu não sei que tipo de poder o tribunal possui) já que é verogonhosa, vexamosa e prejudica muito o nosso país, perdendo todos os dias pelo menos mil vidas que A GENTE SABE, que é, em grande parte, culpa de suas declarações infelizes, falta de movimento, falta de atitude frente a pandemia, insistência em um medicamento que não tem Evidências (até o Xitãozinho & Xororó tem Evidências, e a hidroxicloroquina não), e isso mostra que o presidente está deixando vidas serem perdidas por negligência. Mas se possível gostaria de uma opinião sua, e até uma análise, se houver possibilidade, desse processo.

    No mais, muito obrigado, e um beijo via “home office” os alvéolos pulmonares de vocês. Abraços

    • Pablo Jean Rozario

      Deixa só fazer umas correções (é isso que dar sair escrevendo, postar e depois ler). Vou apenas colocar entre aspas a palavra corrigida dentro de um trecho da frase:
      entraram com um processo “contra” o Presidente Jair Messias Bolsonaro no tribunal de Haia
      o presidente “deveria” sim sofrer alguma punição ou sansão

Deixe uma resposta para Pedro Ricardo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.