Xadrez Verbal Podcast #170 – Relações EUA-Cuba, Síria e América Latina

Chegou no seu feed mais uma edição da sua revista semanal de política internacional em formato podcastal! No programa de hoje recebemos o mestre Ubiratan Leal como convidado especial, em sua participação inaugural no Xadrez Verbal semanal, além do Fronteiras quinzenal. Olha que legal! Ele nos explica sobre o acordo entre a liga de beisebol dos EUA e a federação cubana. Temos um retorno da reaproximação?

Vamos até a Síria e a decisão de Donald Trump de retirar imediatamente as tropas dos EUA do país. Algo que contrariou seus principais assessores, incluindo Jim Mattis, secretário de Defesa que pediu demissão. Passamos pela nossa vizinhança latino-americana, do México ao Chile, incluindo confirmações de presença na posse do presidente eleito Bolsonaro. Giramos pelo mundo, a quinzena na História, Economia com a professora Vivian Almeida, peões da semana e dicas culturais fecham o ano de 2018 do podcast do Xadrez Verbal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Site da Editora Contexto

Filme Com amor Van Gogh

Filme Sonhos

Episódio The Loophole do podcast 30 for 30

Música de encerramento Guantanamera, por Wyclef Jean com Lauryn Hill & Celia Cruz

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:11:50 – Giro de Notícias #1
  • 00:30:30 – Coluna Aberta: Retirada de Tropas dos EUA da Síria
  • 00:59:56 – Efemérides: A Semana na História
  • 01:09:24 – Match: América Latina
  • 01:43:20 – Xeque: Relações Cuba e EUA através do Beisebol, com Ubiratan Leal
  • 02:32:43 – Gambito da Dama: Balanço de 2018
  • 02:46:26 – Giro de Notícias #2
  • 02:58:51 – Peões da Semana
  • 03:02:22 – Sétimo Selo
  • 03:09:30 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

38 Comentários

  • Vim mais rápido que as forças especiais sauditas para “interrogar” um certo jornalista…
    Felipe me tira uma dúvida: por que o Itamaraty chama assim? Quando eu era criança (tenho 27) pensei que era uma homenagem ao topetudo ex-presidente Itamar…

    • O Itamarati da Velhacap pertencia a Francisco José da Rocha Leão, CONDE DE ITAMARATI (AM); como a Velha República necessitava de uma sede, compraram o palácio que ficava ao lado do Palácio Duque de Caxias pertencente ao Ministério do Exército, hoje sede do Comando Militar do Leste.

      ‘Itamaraty” se tornou uma metonímia do Ministério de Relações Exteriores, e um dos presidentes militares (não lembro quem) alterou o nome do Palácio do Arcos pouco tempo depois de sua inauguração em 1970, para “Palácio Itamaraty” retirando o “DO” como forma de diferenciar o palácio no Rio, que é “Palácio DO Itamaraty”

      O significado do nome varia conforme a grafia, mas segundo o Wikipedia, e segundo Navarro significa algo como: “rio das pedras pequenas”, sendo ita (pedra) – mirim (pequenas) – ty (rio)

      Visitei o Palácio e o segundo andar estava uma bagunça, até um certo um quadro famoso de Pedro Américo estava jogado aos relentos encostado num pilar ao lado da escada.

      Minha dica para quem for visitar o “salão de festas” em Brasília é “não pise nos tapetes”, você vai deixar o guia muito bravo.

  • Filipe, por favor, responda a essa dúvida existencial deste pequeno ser: Paulo Ghiraldelli disse que o anti-sionismo acaba sempre resultando em anti-semitismo. Confere ou seria barrigada dele, uma simplificação de uma questão muito mais complicada?

  • Que bom que deu para fazer o programa !
    Eu estava curiosa pra saber sobre a retirada das tropas americanas da Síria.
    Feliz por mais um ano de ensinamentos, muito obrigada!
    Queria desejar um feliz natal pra toda equipe do Xadrez Verbal, feliz ano novo e um bom descanso nessas férias que ano que vem promete 😀
    Ps: Mana é até legalzinho =P

  • Fabricio Gonçalves

    Então teve o Matias e +1 pessoa que viram esse jogo final do Boliviano: Eu.

    Motivos clubísticos obviamente. No sorteio da Taça Libertadores que ocorreu no dia 17 (segunda), o vencedor do Clausura entraria no grupo D, junto do Peñarol, Flamengo (time qual torço) e LDU. Caso o Royal Pari vencesse o San José, empatavam em pontos e teria um jogo de desempate para decidir o campeão, não rolou, foi um empate e titulo para o “El Santo” da cidade de Oruro e seus 3.735m acima do nível do mar.

    Pois bem, “Preferia” o Royal Pari justamente por ser de Santa Cruz de la Sierra, cidade com agradáveis 500m de altitude. Os “Imobiliários” nem com a vaga pra pré libertadores ficaram, pois o The Stronges aplicou OITO A ZERO no Blooming (outro clube de Santa Cruz de la Sierra) com um poker de Pablo Escobar em seu ultimo jogo na carreira, restou a Sul Americana (enfrentam o Monagas, da Venezuela)

    No mais, acompanho o programa a um ano e meio e acho o trabalho de vocês muito bacana.

  • Bom dia pessoal, esse tema sobre Beisebol e Relações Internacionais sempre me interessou, penso até em fazer um mestrado sobre as relações de Cuba e EUA por meio do beisebol, mais Bira no Xadrez Verbal rs.
    Abraços.

  • Vocês falaram no programa do Camilo Catrillanca e eu só consigo lembrar que o Chile tem um histórico de carabineros atirarem em manifestantes. Vide o massacre de Puerto Montt, que matou 10 pessoas, em 69. Inclusive o ministro do interior da época (o Pérez Zujovic) defendeu o massacre e o Victor Jara transformou na bela música Preguntas por Puerto Montt https://www.youtube.com/watch?v=KD6PPld4e7c

  • to em duvida entre fazer direito, economia e geografia. Gosto de todas e cada pessoa me joga pra um lado. Vcs tem alguma dica?(Sei que é fora do contexto do programa, mas o sisu é logo ali)

    • Sou formado em RI e já dei aulas de geografia em pré – vestibulares, posso te falar que a empregabilidade da área deve cair muito após a reforma do ensino médio. Dê uma pesquisada sobre a reforma, se geografia está como matéria obrigatória ou opcional, acredito que esteja opcional, infelizmente.

  • Saudações Filipe e Matias. Primeiramente queria parabenizar o podcast, sou ouvinte há mais de três anos e vocês com certeza são um dos melhores podcasts do país junto com o Foro de Teresina e o NBW (na minha opinião)

    Tinha escrito um texto enorme, mas o wordpress fez o favor de apagar.

    Sou estudante de Medicina Veterinária pela UFF (Niterói – RJ), quaaaasee formado, e queria comentar um pouco sobre o abate Halar e o Kosher por serem áreas que estudamos na faculdade e acho que serão assuntos que irão ser aprofundados ao grande público num futuro breve. E, infelizmente, acho que será jogada as informações de um jeito desonesto.

    O abate Kosher é o procedimento que segue os preceitos da religião judaica (posso falar umas asneiras ai sobre religião, pois não sou entendido e não tenho muita vontade) e ele segue diversas regras estabelecidas a partir dessa específica crença. Quem irá realizar a sangria do animal (corte dos grandes vasos do pescoço e o momento da verdadeira morte do animal) será um médico veterinário rabino, sim um colega meu que ao mesmo tempo se dedicou a estudar a religião judaica. Nesse quesito ele não difere muito do Abate Halal, onde o médico veterinário será também um estudado nas religiões muçulmanas e realizará a sangria. Ambos proferindo palavras de fé ao animal antes de abate-lo.

    PORÈM, uma grande diferença entre os dois é que no abate judaico (kosher) o animal não será insensibilizado antes da sangria. Ou seja ele estará acordado e sentirá a dor e todo sofrimento que causará a sangria a ele (que repito, é o corte dos grandes vasos do pescoço do animal). Uma cena assim, que no mínimo, é um grande desprazer de ser assistida. No abate Halal (o muçulmano) a sangria SÓ será feita com o animal insensibilizado (sem sentir dor e não estando acordado, em alguns tipos de insensibilização podemos considerar já “morto cerebralmente”).

    Quis trazer esse assunto para duas discussões:

    A primeira é a óbvia bizarrice que existe, onde a religião consegue simplesmente rasgar o código de ética animal se for de seu bem agrado (não sou vegetariano e não estou criticando ou fazendo juízo de valor de quem come carne). Se importante ressaltar que uma das normas do abate Kosher é o uso apenas da parte dianteira da carcaça, sendo a parte traseira (partes nobres como picanha, por exemplo) levada ao comércio interno normal. E claro que nas embalagens não precisa está discriminado que aquela carne é proveniente de abate Kosher, afim de evitar a perda de consumidores que conheçam o processo e sintam maior empatia ao animal;

    Outro ponto que é o motivo do meu comentário, com essa possível queda da exportação de produtos de origem halal eu acho possível que aconteça algum malabarismo desonesto, afim de colocar na conta dos muçulmanos o abate sem insensibilização. Afim de ganhar apoio da população. Espero estar errado, mas vendo como foi feito boa parte das articulações políticas do futuro governo, eu não duvido de nada.

    Queria me desculpar pelos possíveis erros de português, eu tenho esse déficit que deve ser melhorado em minha vida. E parabeniza-los mais uma vez por me alegrar e passar conhecimento toda semana.

    Feliz Natal e Ano Novo para vocês e suas respectivas famílias.
    Um grande beijo no acrômio da escápula dos dois.

  • Olá, me chamo Israel, tenho 21 anos e curso filosofia na usp. Sempre reclamo do meu nome para minha mãe, porque ele me lembra o país israel, que se tratando de política internacional, não é o melhor exemplo. Gostaria de apresentar esse podcast pra ela, afim de que ela entenda.

  • Olá Matias e Filipe!
    Sou ouvinte do Xadrez Verbal há 10 meses, e de lá pra cá virei uma grande enaltecedora do programa, às vezes até obrigando as pessoas a ouvirem…

    Me chamo Maite, e vim aqui só pra falar que La Oreja de Van Gogh foi o primeiro show que vi na vida, aos 7 anos, quando morava em Valencia com minha família. Na época, eu e minha irmã Jessica (que hoje é ouvinte do Xadrez Verbal depois de muita insistência da minha parte) adorávamos a banda, mas escutei hoje após ouvir o programa e de fato Matias está correto em falar que é uma bela bosta!

    É isto, boas festas e bom ano novo! Aguardarei ansiosa a volta do programa em 2019!!

  • Olá queridos Matias e Filipe!

    Ótimo programa novamente, sensacional.
    Mas contudo faltou vocês desejarem um maravilhoso Yule ou para nós do hemisfério sul um Litha.
    É nas efemérides comentarem o dia de Mitra.

  • JONAS FACCION FONSECA

    Olá Matias e Filipe!
    Meu nome é Jonas Faccion e acompanho seu podcast por causa do Nerdcast de História. Apresentei o podcast para meu pai, Rômulo, professor de História e Filosofia (formou em Ciências Sociais na antiga FUNREI, hoje UFSJ – U.F. de São João del-Rei-MG).
    Um Fronteiras invisíveis ou um Nerdologia sobre a Bélgica seria muito bom.
    Passando apenas para agradecer pois gostava muito de política e geografia no ensino médio, e havia perdido essa vontade de estudar sobre isso. Voltei com tudo agora, querendo cada vez mais estudar sobre essa maravilha (ou desgraça conforme ponto de vista) chamada política internacional.
    Um beijo no estribo direito de vocês dois.

  • Olá Matias e Felipe!
    Comecei a ouvir o programa graças ao meu nobre companheiro de ofício Igor Frederico, a quem também gostaria que vocês mandassem um abraço, pois conhecer a podosfera foi uma das coisas mais interessantes que eu fiz nesse 2018, enfim, continuem com o seu belíssimo trabalho, admiro muito vocês e se eu ganhar na Mega da Virada me tornarei patrono do Xadrez Verbal! Um salve para Arcos MG!!

  • Flávio Ricardo de Oliveira Passos

    Só uma pequena correção, Brunei faz fronteira com a Malásia e não com a Indonésia. Obrigado pelo ano maravilhoso que Xadrez verbal tem proporcionado e que ano que vem seja tão bom quanto este. Beijos de um futuro professor de Geografia.

  • A Associação Atlética Acadêmica Ana Rosa Kucinski agradece Matias e Filipe pela lembrança nesse episódio ❤

  • Quando li o título “Beiseplomacia” tinha certeza que o programa seria sobre beise de maconha kkk

  • Salve Filipe e Matias, apenas para informar que no dia 24 de dezembro, a capital do Burundi mudou de Bujumbura para Gitega.
    Por favor mandem um abraço ao amigo Diego que faz 3 décadas de vida hoje, dia 28.
    É só isso mesmo, bom 2019 para vocês!

  • Olá Filipe e Matias. Estou terminando de ver todos os seus episódios do Xadrez Verbal desde 2015, acho maravilhoso.
    Gostaria de perguntar sobre o Conselho de Segurança. Os 5 membros do Conselho de Segurança tem poder de ímpor suas resoluções a mais de 185 estados? O Conselho de Segurança é o único mecanismo da ONU que tem poder vinculante?

  • Sou ouvinte antigo do xadrezverbal, desde um pouco antes do especial sobre Jerusalém. Parabéns pelo trabalho.
    Perdão pela minha ignorância, tenho duas perguntas sinceras:
    1- A saída do Trump da Síria poderia ter relação com a investigação da Turquia sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi? (isto poderia ser uma moeda de troca?)
    2- Será que o artigo 13 da UE poderia ser, também, uma forma do bloco de combater o monopólio na área de informática das empresas do Vale do Silício? (Diferente da China, imagino que o Ocidente não aceitaria uma decisão arbitrária de bloquear ou limitar o YouTube por exemplo…)

  • Olá Filipe e Matias.Virei ouvinte assíduo por indicação dos meus lindos amigos Vinicius Pascoto e Marcos Petri, que ja comentaram aqui. Adoro esse podcast e tenho pena de vcs terem que falar de política internacional do Brasil pelos próximos 4 anos considerando a horda de malucos que vai assumir o país. Gostaria só de pontuar um pequeno detalhe: no último podcast o Filipe disse que Brunei faz divisa com a Indonésia, mas o país na verdade é encravado na Malásia, estando uns 50 km de distância até a Indonésia. Abraços S2

  • Programa excelente como sempre! Teve apenas um pequeno “Menino Neymar” em relação a Brunei, que é um país que faz fronteira com a parte malaia da ilha de Bornéu – essa dividida entre Indonésia, Malásia e Brunei (em ordem de tamanho de território). Viajando pela região, tentei entrar em Brunei por terra, cheguei na fronteira e, por descuido, esqueci de verificar os requisitos para brasileiros (já que muitos países, inclusive na América do Sul nem precisam de visto)… tive que voltar para a Malásia e voar para outra cidade para seguir ao norte, pois Brunei está no meio do caminho e não existem outras estradas por terra para seguir. Preguiça de planejar viagem dá nisso!

  • Alguém pegou a referência da conta do twitter que posta as principais notícias do diário oficial? Eu não consigo lembrar se foi neste programa ou no anterior :/ (e nem em que momento do programa foi mencionado). Se alguém puder me ajudar, por favor, agradeço.

  • Filipe, o pintor francês que você mencionou nas efemérides era Paul Gauguin.
    Na verdade, ele e Van Gogh eram amigos, moraram juntos em Arles, no sul da França, no ateliê que chamavam de Casa Amarela. O término da amizade, com a volta de Gauguin para Paris resulta no surto que Van Gogh teve que o levou a mutilar a orelha.
    Quero aproveitar e mandar um abraço para minha amiga maravilhosa, Luciane, que me apresentou o podcast na época que fazia freela na cozinha. Sou professora de arte e hoje o Xadrez Verbal é minha companhia para chegar no trabalho durante os congestionamentos de Florianópolis.
    Parabéns pelo trabalho!

  • OLÁ tudo bem, só gostaria de falar que tem alguns programas que não essistem e como eu posso indicar o programa para os meus amigos se tem alguns episódio que não essiste (é eu estou de extorguirdo) e que no prossimo programa vai der MUITA piadinhas de carseireiro por que é o episódio 171.
    ps. esse é o meu primeiro comentario e costaria de disser que esse é o podcast melhor de noticias/humor e que vocês bem que poderia fazer um programa de três hora de duração por semana.

    • descubem a caimba mental é que eu gostaria de vazer duas recomentação a primeira é um filme canadense chamado c’est pas moi,je le jure eu tenho certeza que vocês val gostar muito e a segunda na verdade é uma pergunda porque vocês não colocarão pra TOCAR RAUL PORRRRRRRRAAAAAAAAAAA !!!!!!!!!!!

  • Oi Filipe e Matias, vocês viram essa matéria? O Glenn Greenwald pode ser um pouco espalhafatoso às vezes, mas a manchete é irresistível:

    https://theintercept.com/2019/01/07/nbc-and-msnbc-blamed-russia-for-using-sophisticated-microwaves-to-cause-brain-injuries-in-u-s-diplomats-in-cuba-the-culprits-were-likely-crickets/

  • Comentário rápido e off-topic. Yemos em goiania um time de futebol chamado MBS e o escudo parece um brasão real. Vejam a página do facebook.

  • Filipe e Matias, saudades de vocês. Desde o mais tenro começo desse trem recomendo vocês. Sei que vocês vão voltar com um programa de 20h de assuntos diversos, mas será que rola comentar o Wakanda One na Africa. Uma das razões que recomendo vocês é porque comentam também a politica internacional da Africa. Grato pelo ótimo trabalho.

    • Hj eu tenho uma visão diferente sobre boa parte do mundo, principalmente os países mais pobres por causa do XV e do FIF… e claro conheço a gloriosa republica de Vanuatu

  • Olá Filipe e Matias!

    Essa é primeira vez que faço um comentário aqui simplesmente porque não aguento mais ficar sem novas edições da minha revista semanal de política internacional em formato podcastal!

    Quando vocês voltam, afinal? Tantos temas rolando ultimamente que a próxima edição terá que durar umas 5 horas. Graças ao programa de vocês, que acompanho desde maio de 2018 (programa sobre Modais), passei a ser uma viciada em podcasts. Gostaria que indicassem outros casts que vocês recomendam sobre política (mas não sobre futebol hehe).

    Se puderem, mandem um abraço para os ouvintes da Bahia, ouvi o Fronteiras recentemente e quero dizer a meus amigos de Brasília que não aceito ser zoada pela Independência da Bahia no 2 de julho.

    Um abraço e parabéns pelo excelente programa!

    PS: antes que perguntem, meu nome e sobrenome são reais, não são um “nickname”

    • Também exijo que o programa tenha duração de 5 horas ou mais, pra não ficar resumido demais. Sou outro ouvinte da Bahia. Aqui de Itabuna, no sul do estado.

  • Por favor mandem um salve pros True Metal Calangos From Hell, minha turma do Rock/Metal de Fortaleza-CE.
    Estou convertendo os mesmos a ouvintes do XV e um dos argumentos foi que quase todo programa tem uma música Rocker no final!
    Sidney Alencar
    Toronto, CA

  • Olá Felipe e Matias, infelizmente descobri tarde demais esse podcast maravilhoso. Inclusive tive um sonho que voltava a faculdade para recomendar a todos ouvirem o Xadrez Verbal. Abraços e voltem logo pois estou sofrendo vendo tantas notícias sem suas análises. Abraços

  • Lucélio Martins Carneiro

    Me lembro do tempo que existia um podcast semanal de política internacional… isso aqui era tudo mato…
    ps… volta logo seus preguiçosos… VCS SÃO BONS PRA CAR…..!!!

Deixe uma resposta para Israel Milhomem Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.