Xadrez Verbal Podcast #179 – Bolsonaro e Trump

Bolsonaro foi até Trump e você vai entender tudo sobre o encontro aqui neste programa. Passamos os fatos, as notícias e chamamos um time de primeira linha para te explicar tudo. O geofísico Sérgio Sacani, editor do canal Space Today TV no YouTube, vai nos explicar tudo sobre o acordo de Alcântara. A professora da USP Mariana Aldrigui vai explicar sobre turismo e a questão dos vistos.

O professor de Relações Internacionais da FGV Matias Spektor vai nos brindar com uma análise política sobre o encontro entre Trump e Bolsonaro. Pra fechar, um papo especial sobre OCDE e o Brasil com a professora Vivian Almeida, que é da casa. Também passamos pela Europa, com a última do Brexit, e fomos também até o Cazaquistão. Além disso tudo nós giramos pelo mundo, a semana na História, peões da semana e dicas culturais fecham mais um podcast do Xadrez Verbal!

Você nem sempre tem tempo, mas precisa entender o que acontece no Mundo, ainda mais porque o planeta está uma zona. Toda semana, Matias Pinto e Filipe Figueiredo trazem pra você as principais notícias da política internacional, com análises, críticas, convidados e espaço para debate. Toda sexta-feira você se atualiza e se informa.

Dicas do Sétimo Selo e links

Site da Editora Contexto

Livro O primeiro homem: a vida de Neil Armstrong, de James R. Hansen

Filme O primeiro homem

Site da OCDE

Filme O Carrasco de Roma

Série Atlanta

Música de Encerramento Misirlou, de Dick Dale

Playlist das músicas de encerramento do Xadrez Verbal no Spotify

Canal do Xadrez Verbal no Telegram

Minutagem dos blocos, cortesia dos financiadores do Xadrez Verbal

  • 00:17:40 – Giro de Notícias #1
  • 00:34:40 – Coluna Aberta: A chatice contínua do Brexit
  • 01:24:57 – Efemérides: A Semana na História
  • 01:33:10 – Match: Bolsonaro na Casa Branca e América Latina
  • 02:42:50 – Xeque #1: Acordo sobre a Base de Alcântara com Sérgio Sacani
  • 03:13:00 – Xeque #2: Sobre turismo e vistos, com Mariana Aldrigui
  • 03:33:25 – Xeque #3: Análise política do encontro entre Trump e Bolsonaro com Matias Spektor
  • 03:40:40 – Gambito da Dama: Bate-papo do Filipe com a professora Vivian Almeida sobre a OCDE e o Brasil
  • 04:05:00 – Giro de Notícias #2
  • 04:21:45 – Peões da Semana
  • 04:24:00 – Sétimo Selo
  • 04:31:15 – Música de Encerramento

Ouça o podcast aqui ou baixe o programa. (clique com o botão direito do mouse e use a opção “Salvar como” para baixar)

Você também pode assinar o podcast via RSS ou no iTunes, além, é claro, de acompanhar o blog.

A revista de política internacional do Xadrez Verbal é feita na Central 3, que está no Apoia-se

Filipe Figueiredo é tradutor, estudante, leciona e (ir)responsável pelo Xadrez Verbal. Graduado em História pela Universidade de São Paulo, sem a pretensão de se rotular como historiador. Interessado em política, atualidades, esportes, comida, música e Batman.
Como sempre, comentários são bem vindos. Leitor, não esqueça de visitar o canal do XadrezVerbal no Youtube e se inscrever.

Caso tenha gostado, que tal compartilhar o link ou seguir o blog?

Acompanhe o blog no Twitter ou assine as atualizações por email do blog, na barra lateral direita (sem spam!)

E veja esse importante aviso sobre as redes sociais.

Caros leitores, a participação de vocês é muito importante na nova empreitada: Xadrez Verbal Cursos, deem uma olhada na página.

73 Comentários

  • Yohan Barbato Fernandes dos Santos

    Uma vez que a segunda eleição de Maduro não é reconhecida, o presidente da Assembléia Nacional não é quem devia assumir? O Guidó não seria então o presidente legítimo da Venezuela?

  • Olá Matias e Filipe! Uma dúvida que eu não vi esclarecida em nenhum portal esportivo..como fica a premier league em caso de hard brexit? Os jogadores que jogam graças a UE não poderão atuar? Um abraço de Shizuoka, Japão! Bruno Guitti

  • Olá Filipe e Matias! Vou deixar aqui meus dois centavos sobre o Brexit, como alguém que está acompanhando a novela de dentro do Reino Unido.

    Vocês algumas vezes deram a entender que a Theresa May está fazendo um trabalho que ninguém mais quer, por conta do Parlamento constantemente reclamar e se recusar a aprovar o acordo que ela negociou. Mas não é bem assim… De fato tem um monte de oposição dentro do próprio partido conservador, por conta de membros 1) milionários que se beneficiariam com um “hard brexit” e 2) radicais do DUP (partido unionista da Irlanda do norte) que fazem parte da base do governo (a May não tem maioria sem eles). Então sim, de fato tem um monte de picuinhas internas que complicam a vida dela.

    Também é fato que a oposição (como o nome diz) se opõe ao acordo. Mas aí não é uma questão de eles dizerem “May, seu acordo é uma porcaria, mas a gente não quer fazer”. Na verdade, a primeira vez que o governo se ofereceu pra estabelecer conversas com os demais partidos do Parlamento, a fim de procurar algum consenso / meio-termo, foi *após* a May ter o seu acordo rejeitado em janeiro desse ano. Lembrando que o processo do Brexit começou em 2017…

    Mas ainda assim, essas conversas “cross-party” foram mais de fachada que qualquer coisa. O governo se recusou a alterar suas “red lines” sobre o acordo, significando que mesmo conversas e propostas de oposição a favor de um “soft Brexit” nunca foram pra frente. Enquanto isso a União Européia sempre deixou claro que, com as restrições estabelecidas *pelo próprio governo do UK* (fim de livre movimento entre países, etc.), esse acordo seria o único possível.

    Então, temos:
    1) governistas Brexiteers “caçadores de unicórnios” que ficam perdendo tempo criticando a May e propondo coisas impossíveis que a UE sempre disse que não iria aceitar,
    2) opositores e governistas a favor do Brexit que preferem uma versão mais leve, incluíndo provavelmente uma união aduaneira e livre movimento, porém a May e o governo não querem conversa com esses caras, e
    3) “remainers” que querem continuar na UE (esse grupo não é maioria).

    Vale dizer que vários parlamentares no grupo (2) tem tentado passar emendas ou estabelecer debates formais no parlamento para discutir propostas pra um “soft Brexit”, e tanto (2) como (3) já pediram várias vezes pro governo fazer uma consulta indicativa ao Parlamento a fim de estabelecer um consenso. Sem sucesso.

    Semana passada, finalmente o Parlamento conseguiu passar uma moção pra “tomar as rédeas” e estabelecer um debate hoje a tarde (4a feira, 27 de março) pra votar em diferentes propostas que eles gostariam para o futuro do Brexit. O governo se opõs a isso (inclusive vários ministros renunciaram pra votar contra o governo), e hoje também vai tentar anular a validade desse debate. Ou seja, não é que a May está tentando fazer o trabalho dela e o Parlamento atrapalhando. É que ela está sucumbindo a ala radical do partido, se recusando a abrir mão de um hard Brexit e se recusando a procurar um consenso que teria aprovação da maioria do Parlamento. O governo fica repetindo seus chavões, mas não muda nada na maneira de negociar internamente ou com a UE.

    Tem um monte de outras tretas internas (tanto no partido Conservador como no Trabalhista), fraudes eleitorais que não levaram a nada, mas isso aqui já está muito longo. Dependendo de como for o “episódio” de hoje a noite, depois volto aqui pra complementar o comentário.

    Só pra fechar com uma curiosidade, tem uma petição no site do Parlamento pedindo a revogação do Artigo 50, que já tá beirando as 6 milhões de assinaturas (http://www.livefrombrexit.com/petitions/241584)

  • Escutando o que vocês falavam sobre a proximidade entre Brasil e Moçambique, me ocorreu a ideia do Brasil liderar a criação de um bloco econômico com os países que falam a língua portuguesa. Percebo que seriam bons parceiros comerciais pro Brasil pois as exportações seriam principalmente do setor secundário e terciário. Queriam que comentassem se seria viável para nosso país.
    PS: sei que com este atual governo é algo fora de cogitação, pois prefere ser colônia a ser colonizador.

  • Olá Filipe e Matias! Assistindo o jornal onde noticiava declarações o secretario dos Estados Unidos sobre a Venezuela, ri muito no refeitório da empresa quando vi a conta do Twitter do secretário e não parava de lê Sesc Pompea e repetia ” eles tem razão” fazendo todos a minha volta acharem que eu sou naluco. Parabéns pelo podcast e agradeço a companhias de casa para o trabalho e vice-versa. Abraço

  • Fala, Filipe! Fala, Matias!

    Uma pequena contribuição.

    Durante sua entrevista, ao falar dos vistos, a Mariana Aldrigui mencionou “seamless tourism” e esclareceu o conceito, mas não ofereceu uma tradução. Proponho “turismo inconsútil” que é mais lírico do que “turismo sem costura” ou “turismo sem emenda”.

    Pura frescura da minha parte, eu sei, mas este velho tradutor não resistiu.

    Jotapê Martins

  • Guilherme de Moraes Cremm

    Olá,
    Felipi e Matias
    Primeiro, parabéns pelo podcast, eu acompanho o Xadrez Verbal há um tempo e vocês sempre com muita qualidade.
    Meu comentário é sobre a fala do Sérgio Sacani, acho que seria pertinente para a discussão sobre o programa espacial brasileiro a cooperação Brasil-China com o CBERS, ou talvez não teria tanta relevância para o Brasil?

    grato pela atenção

    forte abraço

    Guilherme Cremm, bacharel em Relações Internacionais pela UNIPAMPA e vivente de Itapecerica da Serra, SP.

  • Opa! Passando para uma retificação no último podcast: vocês confundiram os “Liras” do Recife. Trocaram o Arthur Lira (vulgo eu) que falou do Simpósio Nacional de História da ANPUH em Recife com o Rafael Lira (pelo que vocês disseram, o do casal do Bolo de Rolo). Não conheço o Rafael Lira, mas ressalto que é um sobrenome muito comum aqui no Nordeste. Há relatos que falam de famílias Lira ou De Lira vindo com os holandesas durante a invasão ao Nordeste (por isso a predominância por aqui). Outros falam em sobrenome vindo da Espanha, Portugal, Bélgica, até França… Mas o fato é que é um sobrenome comum na região. Há também a variação Lyra, que pelo menos Pernambuco é muito ligada a uma família de políticos, especialmente no interior. Tivemos um vice governador João Lyra, pai da atual prefeita de Caruaru, Raquel Lyra. A mim fica o Lira sem Y, ou seja, a parte pobre da linhagem (ainda mais professor de história, vê se pode? Kkk).

    Não sou o Lira que os presenteou com bolo de rolo, mas prometo que um dia, quando estiver por São Paulo, levo para vocês uma outra iguaria pernambucana kkkk. Como gratidão ao bom trabalho excelente que vcs nos oferecem. Salve, salve e abraços!!!!

  • Adriana Parreira Cora

    Filipe e Matias,

    Primeiro quero agradecer por essa empreitada semanal tão valiosa que é o Xadrez Verbal. Parabéns pela abrangência dos fatos, pela interpretação bem informada, leve e cheia de humor, e – mais importante – pela contextualização geo-política e histórica dos acontecimentos mundiais. Moro em Washington, DC há mais de duas décadas e é refrescante ouvir uma versão menos umbilical e americanalhada dos fatos.

    Depois dessa – sincera – rasgação de seda, devo confessar que Matias me deixou em choque ao revelar que nunca assistiu Star Wars. Que ele não conheça o universo Marvel até dá para entender, mas que a força não esteja com ele é muito triste.
    Não gostar do Batman eu perdoo 🙂

    Aliás, esse último podcast foi nerdíssimamente precioso, começando com os Vingadores: Gerra Infinita e a priceless comparação do cavaleiro negro do Monty Python com a Theresa May, mas a cereja do bolo foi mesmo Asterix e Obelix na Córsica.

    Me despeço no aguardo do próximo podcast. A propósito, saiu o Muller report aqui nos Estados Unidos e foi um dos acontecimentos mais anti-climáticos dos últimos meses, pior que a ressurreição do Super Homem em Justice League.

    Beijo na ponta do nariz dos dois,
    Adriana Corá

  • Olá Filipe e Matias! Conheci o Xadrez Verbal em 2018 e só na terceira tentativa de “ouvir” o programa que decidi aceitar o desafio de tentar aprender sobre política internacional, já que, parecia grego pra mim… E adivinhem: achei o último podcast curto! Fico sempre naquelas “ah, já acabou?!” Super programa esse último, as entrevistas, adorei. Olha só Filipe, lembro de vc comentar sobre a origem da frase “comunista comedor de criancinhas” em algum programa, não me lembro qual, e quero saber mais a respeito, se for algum texto seu, melhor. Super mega abraço, Marceli (pronúncia: Marcelí) hahaha

  • Excelente Podcast: dinâmico, cirúrgico, interessante, esclarecedor e responsável. Além de tudo, intelectualmente sincero. Só tenho a parabenizar por todo trabalho, advindo de MUITO esforço, com certeza.
    Só gostaria de esclarecer, o mais rápido possível, pedindo a opinião de vocês, a respeito do comentário que o Papa Pio XII se alinhou em alguma medida com o nazismo. Enfim, já soube que vários documentos desmentem esse ocorrido, e inclusive mostra a atuação proporcional da KGB na divulgação dessa “desinformação”. Inclusive, o livro ” DESINFORMAÇÃO” traz muitos relatos do General Paceta, ex-agente da KGB, que confirma que tudo não passou de um estratégia do bloco comunista: citando inclusive que que o historiador John Cornwell baseou o seu livro em documentos falsos.
    ENFIM…. Gostaria de saber sobre essa outra moeda da história, e quais delas merecem o selo da verdade.

    Muito Obrigado…

  • Xadrez Verbal, estou com uma dúvida sobre a responsabilidade nas águas internacionais, vi que muitas vezes navios de carga perdem containers nelas ou são atacados por piratas, de quem é a responsabilidade? Dos donos da mercadorias? Dos compradores? Quem seria responsabilizado por um grande vazamento químico em águas internacionais?
    (e sobre minha cirurgia da Coluna lá de 2017, estou bem e já pronto para correr atrás de onibus novamente, obrigado!)

  • O #179 foi uma das melhores edições do Xadrez Verbal até hoje. A participação dos especialistas no formato entrevista foi excelente. Parabéns ao podcast!

  • Pingback: Xadrez Verbal Podcast #179 – Bolsonaro e Trump – Katador

Deixe uma resposta para Marceli Ferreira Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.