Análise de discurso: dez dias em dez minutos

Como boa parte dos leitores deve saber, hoje, às 21 horas, a presidenta Dilma Roussef fez um pronunciamento nacional, referente aos protestos dos últimos dias. O blogueiro fez uma ligeira análise do discurso. Claro que é uma perspectiva pessoal, não “a verdade”.

Para você que não assistiu, cá está o vídeo:

Agora, analisemos. Em itálico, citações ou resumos das falas do pronunciamento.

Juventude, voz das ruas, direito das manifestações, propor e exigir mudanças

A presidenta claramente se colocou como atenta e ouvinte às manifestações, tentou transmitir uma imagem de diálogo e até de incentivo.

Violência, vandalismo, ataque a templos, poder da lei, equilíbrio e serenidade, vamos manter a ordem

Ao mesmo tempo, criticou depredações de propriedade, seja pública ou privada. E citou textualmente propriedade religiosa. E garantiu uma “manutenção da ordem”, de acordo com a lei, mas rigorosa. (assunto que blogueiro já comentou ontem)

Defesa da existência de partidos e voto popular, presidenta de todos os brasileiros, coisas a perder, democracia custou tortura e mortos, receber lideres manifestações e organizações

Uma defesa contundente dos princípios democráticos e uma lembrança de que a solução não passa pelo fim da democracia. Na verdade, o fim da democracia significaria muito a perder.

Oportunidade histórica, impulso limitações políticas, confio no congresso (sobre o tema royalties), pautas ganharam prioridade

Dos termos mais interessantes, para esse blogueiro. Ao mesmo tempo em que defende a democracia, reconhece as limitações do jogo democrático, não prega a ruptura desse regime e lembra a população da existência, e cobrança, dos outros poderes, como o Legislativo (Tema já tratado aqui também. Será que ela andou lendo meu blog? Duvido).

Poder cidadão e poder da república

Achei essa diferenciação muito interessante. Talvez uma resposta aos que esperavam uma postura autoritária, “mais firme”, da presidenta, como se ditadora. Deixa bem claro que a cobrança popular deve existir, mas que a democracia republicana não pode se deixar levar.

Foco prático com três pontos; 1- Plano Nacional de Mobilidade; 2- Royalties do petróleo para educação; 3- médicos estrangeiros para o SUS

Esse trecho foi, por um lado, bom, por mostrar um foco prático e objetivo. Por outro, para esse blogueiro, um dos pontos destacados não seria dos mais importantes. A “importação” de médicos é um assunto mais partidário que político. Talvez tenha ficado fora de contexto. E talvez o trecho sobre os royalties do petróleo para educação merecesse ser mais incisivo.

A cidadania, e não o poder econômico, será ouvido; gasto com arenas é financiamento com retorno

Sobre esses dois trechos, o blogueiro deve admitir que é bem cético.

Ampla e profunda reforma política, mecanismo de controle popular

Na veia. A reforma política (uma reforma positivada, não se trata de “tirar quem está lá” meramente), mais que necessária, está atrasada. Resta saber quem conduzirá, e com quais intenções, esse processo.

Serviços públicos de qualidade, grande pacto com governadores e prefeitos

Acredito que a iniciativa seja ótima e espero que se concretize. Resta saber se a politicagem, como tratei em outro post, não vai prevalecer.

Combate à corrupção e desvio de recursos públicos, Lei de Acesso à Informação feita no governo Dilma, deve ser ampliada para todos os poderes e instâncias federativas, transparência e rigor

A mão que bate é a mão que afaga. Dilma diz ter compreendido as exigências em relação à corrupção, faz um comentário partidário ao explicitar que a Lei de Acesso é de seu governo e, novamente, relembra das complicações democráticas e “joga a batata” no colo de demais partidos e governos. No caso, estados e municípios. Não nos esqueçamos, porém, que a Lei de Acesso à Informação de fato tem muitos méritos.

Nossa alma, nosso jeito de ser, futebol pentacampeão

Ao fim do discurso, na opinião do blogueiro, a presidenta confundiu um pouco as coisas, e quis defender os investimentos já feitos pela Copa com esse comentário um tanto quanto estereotipado sobre a relação entre Brasil e futebol.

Finalmente, um comentário estético. Dilma deveria fazer pronunciamentos sentada, como o vídeo referente ao Dia Internacional da Mulher desse ano, em que foi precisa e carismática. Ao gravar de pé, ela balança o corpo, como se falando diante de uma plateia. Uma sensação esquisita para o telespectador (ao menos, foi o meu caso).

Finalmente, um comentário de um amigo meu, Zidane. Certamente bem mais cético que esse blogueiro, definiu: “Pelas opiniões foi tanto bla bla bla que conseguiu unir esquerda e direita”. Se for o caso, pelo menos isso.

*****

Acompanhe o blog no Facebook e receba notificações de novos textos e posts, além de outra plataforma de interação.

Anúncios

6 comentários

  • Extremamente longe da realidade. Extremamente perto do que deveria ser dito. Defendeu a Copa, tá comigo.

    Dilma nao eh boba. O atual Governo nao eh bobo. Discursou bem para o proprio eleitorado. Eleitorado que vai fazer os animos darem uma amenizada.

    PS. Se 100% dos royalts do petróleo (veja bem, nao eh mais o presal) for para a educacao nos proximos dois ou tres anos, comemorarei vestido de frango na Paulista e na Esplanada dos Poderes.

  • ” 1- Plano Nacional de Mobilidade; 2- Royalties do petróleo para educação; 3- médicos estrangeiros para o SUS ”

    Vamos lá, Plano Nacional de mobilidade, sabemos que nossas rodovias são anacrônicas com traçados defasados e pista simples em sua maioria. Decorre que crescemos não apenas economicamente mas em volume de veículos e trafego pesado e nada foi feito para minimizarmos os problemas advindos do crescimento. Ilustrando, moro em um Estado da região Sudeste no âmbito geográfico, e no plano fiscal estamos situados na região nordeste. São pouco mais de 400Km que cortam este estado de norte a sul pela espinha dorsal rodoviária que sustenta esta nação a famosa BR 101, pois bem há trechos nesta rodovia que requerem uma dose de coragem para enfrenta-la e sorte. É inconcebível que a rodovia corte cidade e seja pontuada com radares só para ter limite de velocidade reduzida a fim de evitar acidentes, é impensável ter radares próximos a curvas pois bastaria um novo traçado para eliminar o risco de acidentes, caminhões trafegam muitas vezes com excesso de peso e motoristas dopados só para cumprir prazos e você motorista urbano em férias põem em risco não a sua vida mas a de sua família e o governo com isto nem aí para você, pois não passamos friamente de números ou índices estatísticos.

    2 – Royalties de Petróleo para Educação, esta é a pior parte do discurso promessa vazia e inútil, pois moro em um Estado que foi massacrado pela partilha dos Royalties e extinção do FUNDAP, pois bem recursos em abundância havia mas não eram devidamente utilizados e serviam apenas e quase que exclusivamente para custeio da máquina administrativa e não em investimentos. Reuniram-se medalhões do governo local para discutir as perdas e que os recursos fariam falta na saúde e educação, mas engraçado sempre vi caos na saúde e na educação quando havia os recursos, enquanto não fiscalizarmos as aplicações corretas dos recursos este discurso não passa de falácia.

    3 – Médicos estrangeiros para o SUS, a população que se vire e pague mal e porcamente um plano de saúde privado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s